Nome do Projeto
Desenvolvimento cognitivo na infância e cárie dentária aos 5 e 12 anos: um estudo na coorte de nascimentos de 2004
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
05/09/2017 - 28/02/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
O desenvolvimento da doença cárie depende, além de fatores físicos e biológicos, de fatores comportamentais e relacionados ao estilo de vida (PITTS, et al., 2017). Em crianças, o risco associado à ocorrência de cárie dentária pode ser influenciado pelo comportamento dos pais ou percepção sobre a importância de cuidados dedicados à saúde bucal dos filhos (PINTO, et al., 2016, SLUSAR; NELSON, 2016). Além disso, crianças pertencentes a famílias economicamente desfavorecidas (DE ALMEIDA PINTO-SARMENTO et al., 2016, KUMAR, et al., 2017), com mães psicologicamente comprometidas (PINTO, et al., 2017) ou sem suporte social (PELTZER; MONGKOLCHATI, 2015) podem ter um risco mais elevado para o desenvolvimento da doença cárie, o que pode estar relacionado a falta de conhecimento dos pais. Não há estudos na literatura que avaliem a influência da estimulação precoce, que contribui para o desenvolvimento cognitivo da criança, como proxy de cuidado na primeira infância e sua relação com desfechos em saúde bucal. Da mesma forma, não há evidências consolidadas sobre a relação entre a habilidade cognitiva em fase pré-escolar e a ocorrência de cárie dentária na dentição permanente, no início da adolescência. Sabe-se, no entanto, que intervenções voltadas à estimulação precoce da criança podem contribuir para o seu desenvolvimento e ter efeito importante sobre populações economicamente desfavorecidas (BARROS, et al., 2009). O estudo destas relações ao longo do ciclo vital permite que exposições observadas no início da vida sejam identificadas como preditoras de doença no futuro. As condições vividas precocemente podem impactar nas condições de saúde e estudos de coorte, em vista da temporalidade a eles atribuída, permitem identificar causa e efeito (SONG; CHUNG, 2010). Nesta lógica, se estratégias forem capazes de modificar o comportamento dos pais para estimulação do desenvolvimento cognitivo (ORTON, et al., 2009) e se for confirmada a hipótese de que este estímulo reflete o cuidado dos pais com a criança, possivelmente estas mesmas estratégias sejam capazes de modificar o comportamento associado a outros cuidados relacionados à saúde dos filhos, inclusive aqueles de saúde bucal. Ainda, o conhecimento sobre a possível relação entre melhores níveis de QI na infância e menor ocorrência de cárie na adolescência pode fortalecer ainda mais a ideia da importância do planejamento de políticas públicas, que visem a estimulação da criança nos primeiros anos de vida.

Objetivo Geral

Objetivo geral

Avaliar a relação entre a estimulação da criança e cárie dentária aos 5 anos, bem como avaliar a relação entre o quociente de inteligência aos 6-7 anos e cárie dentária aos 12-13 anos, em uma coorte de nascimentos na cidade de Pelotas/RS.

Objetivos específicos
[1] Revisar a literatura sobre o efeito da interação pais-filhos no desenvolvimento cognitivo da criança;
[2] Descrever a ocorrência de cárie dentária aos cinco anos de acordo com características socioeconômicas, demográficas e psicológicas maternas, ocupação da mãe, pessoa pela qual foi cuidada e estimulação da criança aos 24 e 48 meses;
[3] Avaliar a associação entre a estimulação da criança aos 24 e 48 meses e cárie dentária aos cinco anos;
[4] Descrever a ocorrência de cárie dentária aos 12 anos de acordo com características socioeconômicas e demográficas maternas, relacionadas aos cuidados de saúde bucal e quociente de inteligência aos 6-7 anos;
[5] Avaliar a associação entre a habilidade cognitiva (QI) da criança aos 6-7 anos e a experiência de cárie dentária aos 12-13 anos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
FRANCINE DOS SANTOS COSTA405/09/201728/02/2019
MARCOS BRITTO CORREA105/09/201728/02/2019
MARILIA LEAO GOETTEMS105/09/201728/02/2019

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 125.166,70
CNPqR$ 87.000,00

Página gerada em 29/07/2021 06:00:11 (consulta levou 0.546883s)