Nome do Projeto
O universo de sentidos nos textos jornalísticos sobre cinema de Luiz Carlos Merten
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
03/04/2018 - 03/04/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas - Comunicação
Resumo
Um dos críticos de cinema mais influentes e há mais tempo em atuação no Brasil é Luiz Carlos Merten, que iniciou sua carreira em 1967, no jornal Diário de Notícias, em Porto Alegre, passando pelos periódicos gaúchos Folha da Manhã, Zero Hora, Gazeta Mercantil, Diário do Sul, e, desde 1989, vem escrevendo no jornal O Estado de S. Paulo (MERTEN, 2004). Seu trabalho com certeza é um referencial da prática jornalística na área cultural e a compreensão de seus processos de produção de sentido, através de uma análise semiótica de seus textos publicados em um período recente, pode evidenciar aspectos que caracterizam a cultura cinematográfica e como ela vem sendo difundida e cultivada pelos jornais, de forma a produzir identidades na leitura de resenhas críticas, reportagens sobre cinema e o respectivo consumo de produtos cinematográficos. A pesquisa visa observar como os textos são constituídos semioticamente – levando em conta noções da crítica cinematográfica - e problematizar a visão da realidade produzida em uma perspectiva da cultura global na difusão da produção cinematográfica.

Objetivo Geral

- Analisar semioticamente do ponto de vista retórico a produção de textos jornalísticos produzidos pelo crítico Luiz Carlos Merten entre os meses de novembro e dezembro de 2017, de forma a evidenciar as ações sígnicas produzidas, procurando compreender como o crítico produz retoricamente a sua identidade profissional diante das atuais alternativas de produção nesta área editorial e questões teóricas relativas a esta área específica do jornalismo cultural na atualidade.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final

Página gerada em 19/04/2024 15:19:43 (consulta levou 0.037058s)