Nome do Projeto
Depressão materna: impacto sobre a hospitalização e mortalidade em crianças menores de um ano, na Coorte de 2015 de Pelotas
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
23/10/2017 - 29/02/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
A depressão é um transtorno mental comum que vem aumentando, e é a principal causa de problemas de saúde e incapacidade em todo o mundo. O risco de se tornar deprimido é aumentado pela pobreza, o desemprego, eventos de vida, como a morte de uma pessoa querida ou uma ruptura de relacionamento, doenças físicas e problemas relacionados ao consumo de álcool e drogas. A gestação é um momento de grande mudança e transformação biológica, emocional, e psicossocial na vida de mulher, o que a leva a ser mais vulnerável ao desenvolvimento de transtornos mentais nesta fase da vida. A depressão no período pré-natal e pós-natal apresenta consequências adversas sobre a saúde da mãe e da criança. Por outro lado, os recém-nascidos e as crianças são particularmente vulneráveis à diversas doenças, muitas das quais podem ser efetivamente prevenidas ou tratadas. Diversos fatores são reconhecidos como determinantes da saúde infantil, entretanto, a depressão materna pré-natal e pós-parto constituem um fator de risco importante, mas negligenciado. Estudos sobre os efeitos da depressão materna na saúde física da criança, no período de primeiro ano de sua vida, são escassos. Este projeto tem como objetivo avaliar a associação entre a depressão pré-natal e pósparto e a saúde física das crianças do nascimento até um ano de vida na Coorte de Nascimentos de 2015 da cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil.

Objetivo Geral

Objetivo geral

Avaliar a associação entre a depressão pré-natal e pós-natal e e a saúde física das crianças
do nascimento até um ano de vida na Coorte de Nascimentos de Pelotas, 2015, Rio Grande do
Sul, Brasil.


Objetivos específicos

 Comparar a trajetória da depressão materna no pré-natal, aos 3 e 12 meses pós-parto na
Coorte de Nascimento de Pelotas, 2015.
 Avaliar a associação entre depressão materna pré-natal e pós-natal e hospitalizações e
mortalidade da criança, na Coorte de Nascimentos de Pelotas, 2015.
 Identificar, a partir de revisão da literatura, o efeito da depressão materna sobre a saúde
física do filho, do nascimento a um ano de idade.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALISSON LEANDRO GLITZ1201/08/201831/07/2019
MARILIA ARNDT MESENBURG123/10/201729/02/2020
NADÈGE JACQUES423/10/201729/02/2020

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
Wellcome Trust FoundationR$ 7.113.000,00

Página gerada em 27/01/2023 07:25:44 (consulta levou 0.055281s)