Nome do Projeto
Caracterização fenotípica em surtos de ceratoconjuntivite infecciosa bovina em animais da raça Hereford na região sul do estado do Rio Grande do Sul
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
07/11/2017 - 31/12/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Resumo
A Ceratoconjuntivite Infecciosa Bovina (CIB) é uma enfermidade altamente contagiosa de distribuição mundial e que geralmente ocorre na forma de surtos. É considerada uma doença de baixa mortalidade, mas com alta morbidade e pode afetar até 80% do rebanho. Dessa forma, o presente projeto será desenvolvido com o objetivo de verificar as características fenotípicas de animais da raça Hereford frente aos surtos da doença. Além disso, serão determinados quais os tipos de agente etiológico desta doença são encontrados na região sul do estado e assim realizar a caracterização fenotípica das cepas e testes de sensibilidade dessas bactérias frente a diferentes antibióticos utilizados no tratamento da doença. Com os resultados da proposta será possível desenvolver estratégias de tratamento efetivas, principalmente quando a recuperação dos animais não procede de acordo com o esperado. Além disso, serão conhecidos o número de casos e a evolução dos surtos da doença em questão nos rebanhos envolvidos no projeto. Ao final do projeto serão estimadas as correlações entre características fenotípicas dos animais e a CIB e se essas características poderiam ser utilizadas como critérios de seleção para animais. Cabe destacar que o presente projeto foi aprovado pela Comissão de Ética em Experimentação Animal (código CEEA 2328-2017).

Objetivo Geral

Geral: fenotipar bovinos da raça Hereford com relação à susceptibilidade à Ceratoconjuntivite Infecciosa Bovina.
Específicos: 1) acompanhar surtos de Ceratoconjuntivite Infecciosa Bovina em, pelo menos 1.000 animais da raça Hereford, para identificar animais que adoeceram e a evolução da doença nos mesmos, por meio de atribuição de escores às lesões; 2) isolar bactérias de lesões oculares de animais com lesões iniciais (escores 1 e 2), para identificação da etiologia microbiana dos surtos; 3) identificar perfil de resistência antimicrobiana nas cepas isoladas de Moraxella bovis; 4) verificar correlação entre pigmentação ocular e susceptibilidade à infecção.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
EMANUELLE BALDO GASPAR207/11/201731/12/2019
EMANUELLE BALDO GASPAR207/11/201731/12/2019
HELENA BROCARDO COMIN3007/11/201731/12/2019
RENATA COSTA SCHRAMM207/11/201731/12/2019
ROBERT DOMINGUES207/11/201731/12/2019
ROBERT DOMINGUES207/11/201731/12/2019

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 18.000,00

Página gerada em 03/12/2020 23:48:44 (consulta levou 0.096412s)