Nome do Projeto
Quem assiste também dança: reflexões e proposições pedagógicas para a apreciação em dança na contemporaneidade
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
05/02/2018 - 03/10/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes - Artes - Dança
Resumo
Esse projeto almeja trabalhar com a apreciação em dança enquanto estratégia de ensino-aprendizagem, buscando refletir acerca das suas potencialidades na escola para o(a) aluno(a)-espectador(a). Com uma perspectiva que entende o(a) aluno(a) como figura ativa no seu processo de aprendizagem, pretende-se incorporar esse pensamento à compreensão da condição de espectador(a) de dança na contemporaneidade. Como unir esses pensamentos para desenvolver propostas pedagógicas de apreciação em dança na escola? Que estratégias essas reflexões podem apontar? Como potencializar a formação de público para a dança? No contexto brasileiro, o ensino da Dança está buscando seu espaço no currículo obrigatório dos espaços formais de ensino. A lei 13.278/2016 inseriu a dança, a música, as artes visuais e o teatro como componentes curriculares obrigatórios na educação básica (da educação infantil ao ensino médio). O prazo dado para regulamentação foi de cinco anos, então prevê-se uma ampliação das possibilidades de trabalho para os(as) professores(as) de dança na escola. Existem documentos que trazem indicativos de propostas pedagógicas para trabalhar com dança no ambiente formal de ensino, como os Parâmetros Curriculares Nacionais (BRASIL, 1997) e os Referenciais Curriculares Estaduais (RIO GRANDE DO SUL, 2009). Em ambos os documentos a apreciação é apontada como um importante eixo/conteúdo/tema estruturante que deve estruturar o ensino da dança na escola, sendo essa caracterizada como uma forma de comunicar e dividir experiências com outros através da dança. Atualmente, alguns autores (CALVO-MERINO, 2010; RANCIÈRE, 2012; ROCHA, 2016) têm sugerido que a apreciação da dança ultrapassa essa definição, principalmente considerando as múltiplas propostas coreográficas contemporâneas de dança e achados envolvendo aspectos sensório-motores envolvidos no processo de apreciação. Nesse sentido, entende-se que tais fatores precisam ser levados em consideração para propor um ensino de dança que valoriza sua historicidade, repensa seus fazeres e busca ampliar suas possibilidades pedagógicas. Ao compreender e problematizar essas modificações, acredita-se que seja possível apontar estratégias para trabalhar a apreciação em dança na escola e ampliar a formação de público.

Objetivo Geral

O objetivo geral e inicial da proposta é compreender a condição do espectador de dança na contemporaneidade, relacionando-a com as modificações propostas pelos artistas pós-modernos e com achados relacionados a aspectos sensório-motores que influenciam a apreciação de dança. A partir dessa compreensão, como objetivos específicos busca-se:
• Refletir sobre possibilidades de potencializar a formação de público para a dança;
• Conhecer características comuns e singularidades de espectadores de dança no buscar maior aproximação e empatia dos alunos com a dança;
• Apontar estratégias de apreciação em dança para a escola.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ISABELA CORRADI VIANNA SIMÕES GOMES405/02/201803/10/2018
IVANIA SILVA DE OLIVEIRA405/02/201803/10/2018
JANAINA BRUNA DOS SANTOS MOREIRA405/02/201803/10/2018
JANETE RODRIGUES DA SILVA405/02/201803/10/2018
JOICE SOARES RODRIGUES413/04/201803/10/2018
MARINA TIMM MEDEIROS405/02/201803/10/2018
THAYNARA GARCIA DE OLIVEIRA405/02/201803/10/2018
VERÔNICA FERNANDES DIAZ408/06/201803/10/2018

Página gerada em 27/01/2023 08:59:58 (consulta levou 0.046163s)