Nome do Projeto
Prevenção da alteração de cor da coroa dental induzida por medicações empregadas em endodontia regenerativa
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/03/2018 - 01/08/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Resumo
Serão utilizados 120 incisivos bovinos, provenientes de animais previamente submetidos ao abate por motivos não relacionados a este estudo. Os dentes serão lavados com solução fisiológica, desinfetados em solução de hipoclorito de sódio por 3 minutos. Os canais radiculares serão irrigados com 20 mL de NaOCl 1,5%, seguidos por 20 mL de ácido etilenodiaminotetracético (EDTA) 17%, por 5 minutos cada. Após a secagem dos canais por aspiração e com auxílio de cones de papel, uma bolinha de algodão será posicionada na câmara pulpar e o acesso coronário será selado com restaurador provisório. As amostras serão armazenadas em recipientes plásticos individuais, contendo 10 mL de solução salina, a temperatura de 37ºC por 24 horas para permitir a reidratação dos tecidos dentários. Passado esse período, todas as amostras serão retiradas dos recipientes plásticos e, após a remoção do excesso de umidade com gaze, a cor da coroa será registrada (baseline). O registro da cor das coroas dos dentes será realizado por meio de um espectrofotômetro digital (Vita Easyshade®, Vident, Brea, CA, USA), previamente calibrado, perfazendo três aferições por elemento dental para o cálculo da média dos registros obtidos. ). O registro da cor será apresentado segundo termos da CIE (Commission Internationale de l'Éclairage), com o sistema L*a*b*, onde “L*” representa luz/brilho, “a*” matiz entre verde e vermelho e “b*” matiz entre o amarelo e o azul. vApós o registro da cor inicial de cada coroa, os espécimes serão divididos, aleatoriamente, em dois grupos principais. Assim, depois da remoção do restaurador temporário, em 48 dentes as paredes dentinárias da câmara pulpar serão impermeabilizadas com agente adesivo, aplicado segundo as recomendações do fabricante, e nos demais 48, não será realizada a impermeabilização da câmara pulpar. Na sequência, os dentes serão subdivididos de acordo com as medicações que serão aplicadas nos canais radiculares. Doze dentes serão mantidos sem nenhum tratamento (controle negativo), e outros 12 serão tratados apenas o adesivo fotoativável, sem receber medicação intracanal. Após os períodos de 1 e 3 dias, 1, 2, 3 e 4 semanas, as amostras serão retiradas dos recipientes plásticos e, após a secagem com gaze, a cor será registrada como descrito previamente. O cálculo da diferença de cor será realizado a partir dos valores de L*, a* e b* obtidos das leituras de cor nos diferentes tempos experimentais em comparação ao T0 (Baseline).

Objetivo Geral

O objetivo geral do estudo é avaliar a influência do selamento com adesivo fotoativável na alteração cor da coroa de dentes bovinos, previamente ao uso de diferentes medicações.


As metas são:
1) Analisar a cor da coroa em dentes tratados com pasta triantibiótica (Kantaputra), triantibiótica modificada (TAPM) e pasta diantibiótica (DAB), após 1 e 3 dias, 1, 2, 3 e 4 semanas, 2, 3 e 4 meses do preenchimento do canal radicular com essas medicações;
2) Avaliar o efeito do selamento prévio dos túbulos dentinários da câmara pulpar com agente adesivo fotoativável, sobre a cor da coroa de dentes tratados com as medicações supracitadas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
EDUARDO TROTA CHAVES401/03/201801/08/2019
FLAVIO FERNANDO DEMARCO101/03/201801/08/2019
LUCIANE GEANINI PENA DOS SANTOS223/04/201801/08/2019

Página gerada em 23/01/2021 20:45:02 (consulta levou 0.082450s)