Nome do Projeto
Avaliação histológica da resposta tecidual a debris de dentina
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/03/2018 - 02/03/2020
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Resumo
A extrusão apical é uma ocorrência comum durante o preparo químico mecânico, de forma que nenhum instrumento ou técnica é capaz de realizar a modelagem dos canais radiculares sem que debris sejam extravasados. Durante o preparo radicular, raspas de dentina, restos pulpares, micro-organismos e soluções irrigadoras podem extravasar o forame apical, chegando aos tecidos periapicais. No entanto, a influência dos debris extruídos na resposta tecidual periapical ainda não foi esclarecida na literatura. Sendo assim, o objetivo desse estudo é avaliar histologicamente a resposta tecidual diante a inserção de diferentes quantidades de dentina contaminada e não contaminada em cavidades cirúrgicas preparadas em fêmur de ratos. Serão utilizados 70 ratos da espécie Wistar, nos quais serão preparadas três cavidades de 2 mm de diâmetro na a superfície cortical do fêmur. As cavidades cirúrgicas serão preenchidas com debris de dentina, contaminada e não contaminada, nas seguintes medidas: 5 mg, 10 mg e 20 mg. No grupo controle, a cavidade cirúrgica não será preenchida. Após os períodos experimentais de 7, 30 e 90 dias, os animais serão sacrificados, os fêmures removidos, e amostras processadas para análise histológica. Secções com espessura de 5 mm serão cortadas transversalmente ao longo do eixo do fêmur, montadas em lâminas e coradas com hematoxilina-eosina. Os cortes serão analisados com um microscópio de luz e a presença de células e fibras serão analisadas qualitativamente de acordo com os critérios descritos por Tavares et al. (2013). As diferenças entre os grupos e entre os três períodos experimentais serão avaliadas por meio de análise de 2 vias de variância. O nível de significância será fixado em 0,05.

Objetivo Geral

O objetivo desse estudo é avaliar histologicamente a resposta tecidual diante a inserção de diferentes quantidades de dentina contaminada e não contaminada em cavidades cirúrgicas preparadas em fêmur de ratos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA PAULA NEUTZLING GOMES201/03/201802/03/2020
ANELIZE DE OLIVEIRA CAMPELLO FELIX201/03/201802/03/2020
LUCIANE GEANINI PENA DOS SANTOS123/04/201802/03/2020
SAMANTHA RODRIGUES XAVIER201/03/201802/03/2020

Página gerada em 20/10/2019 13:57:03 (consulta levou 0.303530s)