Nome do Projeto
Eficácia da distração audiovisual usando óculos de realidade virtual e técnicas convencionais de manejo do comportamento durante o atendimento odontológico: ensaio clínico randomizado
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
21/03/2018 - 31/12/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Odontologia
Resumo
Este trabalho tem por objetivo avaliar o efeito do uso de óculos de realidade virtual como técnica de distração audiovisual durante a anestesia no comportamento, ansiedade e percepção de dor, comparando-a com as técnicas tradicionais de manejo do comportamento. Uma amostra de 20 crianças foi estimada e será selecionada com os seguintes critérios de inclusão: ter entre 5 e 9 anos de idade; boa saúde geral; nenhuma experiência odontológica prévia envolvendo anestesia nos últimos 2 anos; necessidade de tratamento restaurador ou exodontia sob anestesia local. Serão excluídas crianças com deficiência física ou mental e aquelas que apresentarem relato de péssimo comportamento prévio em consultas odontológicas. A amostra será randomizada através do sorteio de envelopes no momento do atendimento, sendo eles 10 envelopes para o grupo que utilizará os óculos na primeira consulta (G1) e 10 envelopes contendo grupo que utilizará os óculos na segunda consulta (G2). . Os indivíduos serão divididos aleatoriamente em 2 grupos de acordo com a seqüência de uso dos óculos de realidade virtual.O Grupo I realizará a primeira consulta de procedimento sem usar óculos AV e usará os óculos em uma segunda visita. O Grupo II receberá o tratamento dentário utilizando Óculos AV na primeira visita e sem uso dos óculos numa segunda consulta. Os tratamentos serão realizados em 3 visitas, a primeira para exame inicial, e as demais para realização dos procedimentos sejam exodontia ou tratamento restaurador com o uso de anestesia local. Durante o tratamento odontológico, a dentista explicará o procedimento em termos leigos usando as técnicas básicas de manejo do comportamento, como a técnica "diga-mostre-faça", reforço positivo, distração convencional em todas as consultas. Em todas as 3 consultas, será avaliada, a ansiedade através da VPTM, o comportamento através da escala de VENHAM e da medida da frequência cardíaca no início, durante e no final da consulta, bem como a percepção de dor durante o procedimento ( FLACC) e após finalizado o atendimento através da escala FPS-R. Durante as visitas, os dados serão coletados usando uma ficha previamente testada. Haverá um cegamento simples (single blind): tanto para o digitador quanto quem analisará os dados. Será realizada a análise descritiva dos dados obtendo-se as frequências absolutas e relativas. As comparações nos desfechos de interesse entre os grupos G1 e G2 serão realizadas utilizando o teste qui-quadrado para variáveis dicotômicas

Objetivo Geral

Avaliar o efeito do uso de óculos de realidade virtual como técnica de distração audiovisual durante a anestesia local a fim de reduzir a ansiedade durante o tratamento odontológico, comparando-a com as técnicas tradicionais de manejo do comportamento.

Objetivos específicos
a. Comparar a frequência cardíaca e os níveis de oxigenação de crianças durante o atendimento odontológico com e sem o uso da distração com óculos;
b. Verificar o nível de ansiedade das crianças, antes e após tratamento odontológico, com e sem o uso de óculos audiovisual como técnica de distração;
c. Observar o comportamento das crianças, antes e após tratamento odontológico, com e sem o uso de óculos audiovisual como técnica de distração;
d. Comparar a percepção de dor das crianças, durante o tratamento odontológico, em crianças que utilizaram ou não o óculos 3D como técnica de distração;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA REGINA ROMANO121/03/201831/07/2018
ANGEL VITORIA DE AVILA TEIXEIRA1201/08/201831/07/2019
ANGEL VITORIA DE AVILA TEIXEIRA621/03/201831/07/2018
FERNANDA VIEIRA ALMEIDA1201/08/201831/07/2019
LISANDREA ROCHA SCHARDOSIM121/03/201831/12/2018
MARIA FERNANDA BORGES GAMBORGI421/03/201831/12/2018
MARIA LAURA MENEZES BONOW121/03/201831/07/2018
MARIANA GONZALEZ CADEMARTORI121/03/201831/12/2019
MARINA SOUSA AZEVEDO121/03/201831/12/2018
MATEUS ANDRADE ROCHA421/03/201831/12/2018
NATÁLIA BASCHIROTTO CUSTÓDIO621/03/201831/12/2019

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul)R$ 18.000,00

Página gerada em 03/07/2022 05:20:26 (consulta levou 0.044041s)