Nome do Projeto
Associação entre expressão verbal escrita e regulação emocional em estudantes universitários
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
16/05/2018 - 04/03/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes - Linguística
Resumo
Escrever um bom texto depende de uma série de fatores para além das habilidades escritas. Dentre estes fatores, podem ser considerados importantes os estados psicológicos daqueles escrevem no momento da produção escrita. De acordo com Gross (2002), as emoções são responsáveis por disparar um conjunto de respostas que influenciam o modo como o indivíduo reage a desafios e oportunidades. Uma vez que algumas respostas emocionais podem ser mal-adaptativas em um dado contexto, o indivíduo tenta regular suas emoções de modo a atingir seus propósitos. Regulação emocional é um componente importante das habilidades sociais, as quais desempenham papel fundamental na vida em sociedade. O ser humano utiliza a comunicação —oral ou escrita — como a mais importante ferramenta da sua vida social. Nesse sentido, a desregulação emocional, ao interferir na expressão oral ou escrita, pode levar a uma comunicação disruptiva e interferir no sucesso da interação social do indivíduo. Dentro desse quadro, é possível supor que a habilidade de regular as emoções no ato de escrita é um fator preditor da produção de um bom texto. No presente estudo, pretende-se verificar a relação entre a regulação emocional e a performance na escrita de textos argumentativos entre estudantes do primeiro ano dos cursos de Letras-Licenciatura da Universidade Federal de Pelotas. Após realização de uma revisão bibliográfica com o intuito de apurar os achados trazidos por estudos nacionais e internacionais sobre o tema em questão, será realizado um estudo empírico com objetivo de (1) medir a capacidade de regulação emocional dos participantes da pesquisa (através de um instrumento psicométrico validado nacionalmente, a “EPR - Escala dos Pilares de Resiliência”) e (2) verificar se seu desempenho em escrita varia de acordo com as emoções elicitadas no contexto de produção (por meio da elaboração de dois textos em diferentes momentos, um deles versando sobre temática de relevância afetiva para o participante). Supõe-se que exista uma associação direta entre a capacidade de regular as emoções e o bom desempenho textual. Por fim, como a literatura sobre habilidades sociais tem evidenciado, a regulação das emoções é uma habilidade que pode ser aprendida e, nesse aspecto, um treinamento dessa habilidade levado a cabo pode ser uma ferramenta útil para a melhora da habilidade escrita dos alunos, o que justifica a execução desta pesquisa.

Objetivo Geral

Objetivo Geral

Verificar uma possível associação entre desempenho em produção escrita e habilidade de regulação emocional.


Objetivos Específicos

(a) Apurar, a partir da Escala de Pilares da Resiliência, a capacidade de regulação emocional dos participantes, o que se traduz pela habilidade de manejar e/ou expressar adequadamente as emoções, de modo que não afetem suas interações e seus relacionamentos;

(b) Avaliar se regulação emocional afeta o desempenho na produção textual, atentando para as dimensões do planejamento do texto (macroestrutura textual) e da expressão linguística (microestrutura textual);

(c) De posse dos indicadores emocionais que interferem na produção escrita dos estudantes, contribuir com o planejamento de futuras intervenções pedagógicas e psicossociais que promovam o aprimoramento da prática escrita de universitários.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BIANCA TAVARES KLASEN416/05/201815/12/2018
GABRIEL ZARDO DE OLIVEIRA416/05/201815/12/2018

Página gerada em 28/11/2023 23:46:30 (consulta levou 0.035960s)