Nome do Projeto
Modelagem empírica de Clorofila-a combinando sensoriamento remoto orbital e dados in situ na Lagoa Mirim, RS, Brasil
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/08/2018 - 31/07/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Engenharias - Engenharia Sanitária - Recursos Hídricos
Resumo
Os recursos hídricos são fundamentais para a manutenção da vida terrestre e dos serviços ecossistêmicos. Nesse sentido, as águas interiores representam uma importante fonte desses recursos, fornecendo habitats para animais e vegetais, formando componentes essenciais no ciclo global do carbono e outros nutrientes. No entanto, como diversos outros ecossistemas, lagos e rios estão ameaçados pelos efeitos sinérgicos de pressões antrópicas, como o enriquecimento de nutrientes e outras poluições orgânicas e inorgânicas, alterações climáticas, acidificação, estabelecimento e disseminação de espécies invasoras, entre diversos outros. Uma das principais ameaças às águas interiores é a eutrofização, que ocorre devido à poluição pelo excesso de nutrientes na água, que causam o afloramento de algas no corpo hídrico. Assim como as alterações morfológicas nos lagos, a eutrofização influencia a transparência da água, que por sua vez, influencia diretamente na disponibilidade de luz. A disponibilidade luminosa é fundamental para os processos biológicos, químicos e físicos em lagos, como a produção primária e a formação de macrófitas, as quais servirão como bioindicadores dos eventos de mudanças climáticas e alterações da qualidade da água. O esquema de amostragem baseado na coleta pontual de medições é um método que consome tempo, dinheiro e recursos humanos, não representando a variabilidade espacial de maneira contínua. Dessa forma, uma maneira de superar essas limitações é usando o sensoriamento remoto. O sensoriamento remoto oferece uma fonte significativa de informações que podem ser usadas em métodos para o monitoramento operacional em larga escala da qualidade da água. Neste contexto, o sensoriamento remoto óptico tem se tornado uma alternativa para auxiliar estudos de águas interiores, como lagos, devido à ampla faixa de imageamento e alta frequência de aquisição de dados para um contínuo monitoramento, tendo o potencial de complementar as abordagens convencionais de monitoramento in situ. Diante do exposto, torna-se importante o desenvolvimento de metodologias que otimizem o monitoramento da qualidade das águas interiores. A extensão da Lagoa Mirim favorece a utilização de dados de sensoriamento remoto para estudos de qualidade de água e, nesse contexto, o presente trabalho tem o objetivo de desenvolver um modelo empírico para o monitoramento da clorofila-a nesse local.

Objetivo Geral

O projeto proposto tem como objetivo geral modelar empiricamente a clorofila-a combinando imagens dos sensores OLI/Landasat-8 e MSI/Sentinel-2 com dados in situ na Lagoa Mirim, localizada no extremo sul do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil.

Os objetivos específicos do projeto são:

• Avaliar o Modelo Linear de Mistura Espectral (MLME) sobre imagens dos sensores utilizados visando mapear, em termos de abundância fracional, águas espectralmente distintas;
• Estimar a concentração de clorofila-a a partir de relações empíricas entre as imagens-fração/bandas dos sensores e os dados de concentração medidos in situ.
• Avaliar o desempenho do MLME e dos dados dos satélites Landsat-8 e Sentinel-2 para aplicação em águas interiores.
• Compreender o padrão espacial de clorofila-a na Lagoa Mirim utilizando dados conjuntos dos sensores OLI/Landasat-8 e MSI/Sentinel-2.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CÁSSIA BROCCA CABALLERO2001/08/201831/07/2020
MOZZARA OLIVEIRA DA FONSECA2001/08/201931/07/2020
MOZZARA OLIVEIRA DA FONSECA1201/08/201831/05/2019
ROSIMÉRI DA SILVA FRAGA1501/08/201831/07/2020
WACTOR SELL TIMM1201/06/201931/07/2019

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 43.200,00

Página gerada em 21/09/2021 20:47:28 (consulta levou 0.054476s)