Nome do Projeto
Avaliação da possível ação anti-inflamatória e antidepressiva do α-fenilseleno acetofenona associada à dor crônica em camundongos.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
12/03/2019 - 23/09/2019
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Farmacologia
Resumo
A dor é caracterizada por desencadear um sentimento desagradável, constituindo um dos componentes essenciais do sistema de defesa do organismo (COSTIGAN; SCHOLZ; WOOLF, 2009).A dor pode ser desencadeada por diversos mecanismos distintos, podendo ser distinguida em diferentes tipos, tais como, dor nociceptiva e dor inflamatória (VASILEIOU et al., 2009). As principais classes para o tratamento de dor e inflamação existentes atualmente no mercado são os fármacos anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs) e os opioides mercado (YAKSH et al., 2015). Entretanto, essas duas classes de fármacos possuem efeitos adversos, podendo vir a prejudicar o bem-estar do indivíduo, o que torna de grande interesse a busca por novos fármacos que possuem menos efeitos adversos (YAKSH et al., 2015). Com isso, os compostos orgânicos de Selênio (Se) vem se tornam um alvo atrativo para a busca de novos fármacos para o tratamento de dor e inflamação. Além dos compostos orgânicos de Se, outra classe de moléculas com propriedades biológicas interessantes são os indóis. São estruturas heterocíclicas abundantes na natureza com ação farmacológica, sendo encontradas, por exemplo, na estrutura do aminoácido triptofano, do hormônio melatonina e do neurotransmissor 5-HT. As moléculas contendo a porção indol vêm sendo empregadas como agentes terapêuticos em diversas desordens neurodegenerativas e inflamatórias, além de apresentarem ação antioxidante, antitumoral e antiproliferativa (GUERRA et al., 2011; LÓPEZ-IGLESIAS et al., 2014;. Sendo assim, sabendo-se das propriedades promissoras tanto do Se quanto dos indóis, torna-se uma estratégia relevante à síntese de compostos contendo essa combinação em suas estruturas para o desenvolvimento de novos compostos com atividade farmacológicas mais eficientes. Por tanto, este presente trabalho irá avaliara as ações antinociceptiva e anti-inflamatória do CFSeMI em camundongos.

Objetivo Geral

Hipótese/Objetivo
O presente trabalho irá investigar o efeito antinociceptiva e anti-inflamatória do composto 3-(4-clorofenilselenil)-1-metil-1H-indol (CFSeMI) em camundongos, bem como investigar os mecanismos envolvidos nesta ação.

Objetivos Específicos
- Verificar a possível ação antinociceptiva do CFSeMI no teste de nocicepção induzido por formalina;
- Avaliar a atividade do CFSeMI em reduzir o edema de pata formado pela injeção de formalina;
- Verificar a possível ação antinociceptiva do CFSeMI no teste de nocicepção induzido por glutamato;
- Verificar a possível ação antinociceptiva do CFSeMI no teste de nocicepção por placa quente;
- Verificar a possível ação antinociceptiva do CFSeMI no teste de nocicepção incuzido por ácido acético;
- Estudar o possível envolvimento dos sistemas serotoninérgicos, noradrenérgico e dopaminérgico na ação antinociceptiva do CFSeMI através do ensaio de nocicepção induzida por glutamato em camundongos;
- Determinar se o CFSeMI apresenta alterações na atividade locomotora no teste do campo aberto;
- Determinar se os antagonistas dos sistemas serotoninérgicos, noradrenérgico e dopaminérgico administrados em conjunto com o CFSeMI apresentam alterações na atividade locomotora no teste do campo aberto.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
FERNANDA SEVERO SABEDRA SOUSA2027/02/201711/03/2019
JENIFER FETTER1201/08/201831/07/2019
PALOMA TABORDA BIRMANN1027/02/201711/03/2019

Página gerada em 20/07/2019 19:16:49 (consulta levou 0.071140s)