Nome do Projeto
A competência leitora e o cérebro de bilíngues falantes de hunsriqueano: um estudo multidisciplinar
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
21/05/2018 - 21/05/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes - Linguística - Psicolinguística
Resumo
O objetivo deste projeto é investigar a competência leitora, a partir das habilidades de consciência fonêmica, leitura de palavras e compreensão de frases em falantes de uma língua minoritária. A língua investigada é o hunsriqueano (Hunsrückisch), falada principalmente no sul do Brasil, como descrito por Altenhofen (1996). Essa variedade linguística se fundamenta num contínuo dialetal formado essencialmente pelos dialetos trazidos pelos imigrantes alemães a partir de 1824. Esses imigrantes, em sua grande parte, eram oriundos da região do Hunsrück, no sudoeste da Alemanha. O hunsriqueano foi declarado patrimônio histórico cultural do Estado do Rio Grande do Sul, em 2012 (Lei nº 14061). Essa língua é distinta do alemão-padrão por ser uma língua brasileira e possuir empréstimos do português; a sua característica marcante, de interesse deste projeto, é não possuir um padrão de escrita. Não há estudos de cunho empírico sobre a relação entre essas duas línguas e a influência do conhecimento de uma na aprendizagem da leitura, como, por exemplo, em desempenho na competência leitora. Devido às similaridades entre as línguas, o conhecimento do hunsriqueano pode fundamentar a aprendizagem do alemão-padrão e a aquisição da oralidade; entretanto, pergunta-se sobre o desenvolvimento de competências como a consciência da relação entre grafemas e fonemas e, portanto, a que ponto qualitativo e quantitativo uma língua que não possui uma escrita padronizada pode fomentar a aprendizagem e o processamento da leitura em alemão-padrão. Para atingirmos o objetivo supracitado, o método desta pesquisa consiste na aplicação de experimentos de leitura de palavras e frases antes e durante um exame de ressonância magnética funcional. Os resultados das tarefas de leitura e dos exames serão investigados a partir da comparação entre os grupos de falantes e não falantes de hunsriqueano. O estudo será feito a partir de investigação dos correlatos neurais que subjazem o processamento do alemão-padrão por estes falantes de hunsriqueano. Acreditamos que os falantes de hunsriqueano recrutarão uma rede neural menos estendida, ou seja, utilizarão menos recursos neurais para processar o alemão-padrão. O estudo poderá fornecer um melhor entendimento da interação entre o processamento de uma língua apenas falada e de uma língua escrita e, ainda, implicações para o ensino de língua estrangeira no contexto multilíngue/de línguas imigração do sul do Brasil.

Objetivo Geral

Investigar a competência leitora e as bases neurobiológicas de falantes da língua de origem alemã denominada hunsriqueano, com relação à consciência fonêmica, à leitura de palavras e à compreensão de frases. Busca-se investigar a influência da aquisição da língua minoritária na leitura, por meio de avaliações de precisão e velocidade de leitura e investigação dos correlatos neurais dos processos linguísticos envolvidos e da correlação entre as variáveis envolvidas no estudo. Especificamente, visamos investigar diferentes níveis de compreensão (a compreensão lexical e em nível de frase) em alemão-padrão (adicionalmente, em palavras escritas em hunsriqueano – de acordo com as convenções de escrita elaboradas por Altenhofen et al., 2007); investigar as bases neurais das habilidades de interesse (consciência fonêmica, leitura de palavras e compreensão) em alemão como língua estrangeira de multilíngues com e sem dialeto; investigar as bases neurais do processamento de palavras escritas na língua minoritária, cognatas e não cognatas e verificar que estratégias os falantes utilizam para ler palavras na língua minoritária, tarefa que não costumam fazer com frequência.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BERNARDO CASAGRANDE1201/08/201831/12/2018
BERNARDO CASAGRANDE221/07/201831/07/2018
JORGE JASON DE LA CRUZ RINCON1201/01/201931/03/2019
JORGE JASON DE LA CRUZ RINCON221/07/201831/12/2018
RAFAELA RESENDE NUNES1201/04/201931/07/2019

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul)R$ 29.078,00

Página gerada em 14/11/2019 17:09:30 (consulta levou 0.065404s)