Nome do Projeto
Identificação de um vírus presente em lavouras de tomate na região da metade do Sul do Rio Grande do Sul
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
07/08/2018 - 03/08/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia - Fitopatologia
Resumo
No Brasil, a tomaticultura tem grande importância econômica e social, contudo problemas relacionados a ocorrência de viroses representam uma constante preocupação ao produtor, por isso a correta diagnose e a identificação são essenciais para recomendar métodos de controle adequado e eficaz. Em 2009, foi observado em algumas áreas produtoras de Pelotas (RS), plantas de tomate com sintomas necróticos nas folhas e murcha, típicos de infecção viral, causando grandes perdas nessas áreas de cultivo, ao qual ainda não foi possível identificar o agente causal. Neste contexto, os objetivos deste projeto é diagnosticar o problema fitossanitário da área produtora de tomate no município de Pelotas e identificar a virose e caracterizar os possíveis isolados virais obtidos desse local. Bem como, associar os sintomas e efeitos observados nos tomateiros em campo com o(s) vírus presente nas plantas. Além de comparar o grau de identidade das sequências nucleotídicas e de aminoácidos dos isolados obtidos e verificar a associação de plantas infectadas com a dinâmica de crescimento e dispersão populacional de insetos vetores presentes na área. Visando a identificação e a caracterização do agente causal serão realizados estudos sorológicos por ELISA indireto, observações ao microscópico eletrônico e determinação da gama de hospedeiro e detecção por técnicas de PCR e RCA em amostras de tomateiros da cv. “Absoluto”. Estudos de diagnose e identificação, como o proposto neste projeto, permitirão gerar conhecimentos específicos sobre qual agente causal está causando grandes prejuízos aos produtores de Pelotas nas condições inerentes do ensaio a ser conduzido, sendo o ponto de partida para outros estudos como manejo, epidemiológico, caracterização molecular dos vírus identificados, relação vetor-planta e entre outros.

Objetivo Geral

Geral
- Diagnosticar o problema fitossanitário da área produtora de tomate no município de Pelotas (RS) e identificar a virose e caracterizar os possíveis isolados virais obtidos desse local.

Específicos
- Associar os sintomas e efeitos observados nos tomateiros em campo com o(s) vírus presente nas plantas;
- Identificar e caracterizar o isolado viral em tomateiros da cv. “Absoluto”, por meio de análises ao microscópio eletrônico de transmissão, biológica, sorológica e molecular;
- Comparar o grau de identidade das sequências nucleotídicas e de aminoácidos dos isolados obtidos;
- Verificar a associação de plantas infectadas com a dinâmica de crescimento e dispersão populacional de insetos vetores presentes na área.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CAROLINA GARCIA NEVES404/07/201601/08/2018
JULIANA APARECIDA FERNANDO404/07/201606/08/2018
MONIQUE BEZERRA NASCIMENTO823/08/201606/08/2018

Página gerada em 12/12/2019 04:31:00 (consulta levou 0.091381s)