Nome do Projeto
Efeitos agudos de diferentes protocolos de potência na fadiga muscular em jogadores de futsal
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/10/2018 - 01/04/2019
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Educação Física
Resumo
O futsal é uma modalidade que exige uma elevada produção de potência em momentos como sprints, chutes e saltos. Muitas equipes realizam o treino físico previamente ao treino técnico o que pode prejudicar a posterior produção de potência. Visto isso, o objetivo do presente estudo será avaliar e comparar os efeitos agudos de diferentes protocolos de potência na fadiga muscular em jogadores de futsal. A amostra será composto por 15 jogadores de futsal (18 a 35 anos) treinados em força. Serão feitas medidas antropométricas (dobras cutâneas, massa e estatura corporal), de força isométrica máxima e eletromiografia de extensores e flexores de joelho, salto vertical com CMJ, concentração de lactato sanguíneo, velocidade de sprint e índice de esforço percebido após três diferentes protocolos de potência. Os dados serão apresentados por média e desvio padrão, com a normalidade verificada pelo teste de Shapiro Wilk, ANOVA two-way para comparação das variáveis entre as diferentes sessões com post-hoc de Bonferroni. Nível de significância adotado será de = 0,05.

Objetivo Geral

Avaliar e comparar os efeitos agudos de diferentes protocolos de potência na fadiga muscular em jogadores de futsal.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
EDUARDO FRIO MARINS801/10/201801/04/2019
GABRIELA BARRETO DAVID801/10/201801/04/2019
GABRIELA NEVES NUNES801/10/201801/04/2019
VÍTOR LIMA KRÜGER2001/10/201801/04/2019

Página gerada em 13/11/2019 07:52:17 (consulta levou 0.073337s)