Nome do Projeto
Níveis e determinantes da sobremortalidade feminina entre crianças menores de cinco anos em países de baixa e média renda
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/09/2018 - 28/02/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
Sexo é uma variável importante para a desagregação de taxas de nascimentos e de mortalidade e, em praticamente todos os lugares e épocas, ambas as estimativas são maiores para meninos do que para meninas. Apesar do peso ao nascer mais elevado, os bebês do sexo masculino apresentam maiores prevalências de anomalias congênitas que levam à morte, bem como são mais propensos a nascer prematuramente e a sofrer problemas respiratórios no período neonatal. Meninas recém-nascidas têm menor vulnerabilidade a condições perinatais, incluindo trauma do nascimento, sofrimento fetal e asfixia, devido a seu menor peso ao nascer; também morrem menos do que meninos devido a prematuridade, tétano neonatal e doenças infecciosas. Desse modo, em condições naturais, espera-se que crianças do sexo masculino morram mais do que as do sexo feminino. No entanto, a discriminação de gênero pode mudar essa relação, por exemplo, através de práticas alimentares inadequadas para meninas e menor procura de cuidados básicos de saúde. Assim, existem algumas populações em que a mortalidade de meninas é maior do que a observada para meninos, o que sugere a presença de elementos culturais influenciando esse diferencial. A distinção entre sexo biológico e gênero – a construção social a partir do sexo, em cada determinada sociedade – estimula a investigação de fatores que possam explicar os diferenciais na saúde e mortalidade de meninos e meninas em cada contexto. É de fundamental importância identificar populações nas quais o viés de gênero se reflete na mortalidade das crianças menores de cinco anos, através da mensuração do excesso de mortes de meninas (doravante sobremortalidade feminina). Para isso, é necessário obter dados recentes, de alta qualidade, que permitam o ajuste para a maior fragilidade biológica dos meninos e a exploração de determinantes desse excesso. Os objetivos do projeto incluem: I) propor um indicador que permita identificar a sobremortalidade feminina em países de baixa e média renda; II) analisar características dos países, em nível nacional, que possam estar associadas à sobremortalidade feminina; e III) explorar a religião como um dos possíveis determinantes culturais. Países onde há viés de gênero precisam de atenção, a fim de assegurar que as meninas recebam cuidados e proteção adequados. Estudos com essa perspectiva são importantes para detecção de iniquidades e de práticas discriminatórias, bem como para identificar as suas causas.

Objetivo Geral

Objetivo geral

Utilizando dados de inquéritos populacionais de 92 países de baixa e média renda (lista disponível no Apêndice 2), este estudo irá investigar a presença e a magnitude do excesso de mortes de meninas entre crianças menores de cinco anos a partir de uma nova proposta de indicador de sobremortalidade feminina, baseado em estimativas de saúde infantil, e explorar alguns possíveis determinantes.


Objetivos específicos

− Desenvolver um indicador de sobremortalidade de meninas menores de cinco anos baseado nos níveis de mortalidade de países de baixa e média renda onde não exista evidência de viés de gênero em indicadores preventivos, curativos e nutricionais;
− A partir das estimativas de sobremortalidade feminina calculadas a partir da referência proposta no objetivo anterior, identificar países com evidência de sobremortalidade feminina;
− Através de um estudo ecológico, analisar características dos países que possam estar associadas com a sobremortalidade feminina, como riqueza nacional e sua distribuição, índices de desigualdade de gênero, escolaridade feminina e religiões às quais a população é afiliada;
− Analisar a associação entre a religião da família e a razão de sexo na taxa de mortalidade, na cobertura de intervenções preventivas e curativas, e em indicadores nutricionais de crianças menores de cinco anos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
JANAINA CALU COSTA401/09/201828/02/2021

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
Fundação Bill & Melinda GatesR$ 124.000,00

Página gerada em 21/04/2024 17:32:52 (consulta levou 0.047880s)