Nome do Projeto
Trajetória da função pulmonar da adolescência ao início da vida adulta e fatores associados: evidências da coorte de nascimentos de 1993, Pelotas, Brasil
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/10/2018 - 28/02/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
A determinação de uma trajetória adequada e satisfatória de função pulmonar (FP) ao longo do ciclo vital envolve particularmente três fases cruciais: (1) incremento dos valores referentes à capacidade vital forçada (CVF) e ao volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1), que ocorre do nascimento ao início da vida adulta; (2) fase de platô fisiológico, momento em que a FP se estabiliza; (3) declínio gradual com a idade, que é inerente ao processo de envelhecimento do indivíduo. Em estudos recentes foram observadas trajetórias que não seguem esse padrão, caracterizadas, principalmente, pelo não atingimento dos valores máximos preditos de VEF1 e CVF no início da vida adulta e/ou pelo declínio precoce e acelerado desses parâmetros. Para muitos autores isso ocorre devido a diferentes exposições ambientais e condições de vida experenciados pelos indivíduos desde o período gestacional. Paralelamente a isso, verificou-se que indivíduos que apresentam piores trajetórias de FP possuem um risco maior de morte prematura e ocorrência de morbidades impactantes à sua saúde como doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), diabetes, câncer e doenças cardiovasculares. Assim, predizer as trajetórias de risco bem como os fatores a elas associados, representa uma medida importante de saúde pública. Além disso, percebe-se na literatura escassez de estudos longitudinais e de base populacional capazes de fornecer resultados mais consistentes sobre esse tema. Neste contexto, o presente estudo tem como objetivo: 1) estabelecer as trajetórias de função pulmonar da adolescência ao início da vida adulta na coorte de nascimentos de 1993 da cidade de Pelotas-RS; 2) verificar os fatores demográficos, socioeconômicos, gestacionais, perinatais, ambientais, comportamentais e de saúde dos participantes mensurados desde o acompanhamento do perinatal até os 22 anos de idade associados às trajetórias de função pulmonar observadas. Para isso, serão incluídos no estudo todos os indivíduos nascidos na zona urbana da cidade de Pelotas, no ano de 1993, e que possuem dados de espirometria aos 15, 18 e 22 anos de idade. Serão considerados os acompanhamentos realizados no perinatal, aos 6 e 12 meses, e, posteriormente, aos 4, 11, 15, 18 e 22 anos de idade.

Objetivo Geral

Objetivos gerais

• Estabelecer as trajetórias de função pulmonar da adolescência ao início da vida adulta na coorte de nascimentos de 1993 da cidade de Pelotas-RS;
• Investigar os fatores associados às trajetórias de função pulmonar que forem observadas.


Objetivos específicos

• Criar trajetórias de função pulmonar através dos parâmetros VEF1, CVF e relação VEF1/CVF coletados por espirometria nas idades de 15, 18 e 22 anos da coorte;
• Testar e quantificar a associação de trajetórias de função com determinantes:
o Demográficos;
o Socioeconômicos;
o Gestacionais;
o Perinatais;
o Ambientais;
o Comportamentais e de saúde.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
PRISCILA WEBER401/10/201828/02/2021

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 23.626,00
CNPqR$ 28.515,00
FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul)R$ 50.537,00
Ministério da SaudeR$ 66.750,00

Página gerada em 19/04/2024 12:08:05 (consulta levou 0.036852s)