Nome do Projeto
A experiência de vitimização por roubo em adultos jovens e sua relação com composição corporal, pressão arterial e transtornos mentais aos 30 anos.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
19/10/2018 - 28/02/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
A violência interpessoal é um fenômeno mundial e implica em elevada carga de morbidade e mortalidade, especialmente na América Latina e Caribe. No Brasil, nas últimas três décadas, a taxa de homicídio alcançou níveis preocupantes, passando de 11,7 para 28,5 para cada 100 mil habitantes, entre 1980 e 2015. A maioria dos estudos sobre vitimização e seus fatores de risco estão restritos a países de alta renda. Em países de média e baixa renda, os poucos estudos sobre o tema, em geral, limitam-se a descrever a prevalência de certos tipos de vitimização. Ainda que se reconheça o roubo como um dos tipos mais comuns de violência comunitária, que sua ocorrência resulte em considerável estresse psicológico durante e após o episódio de vitimização e que, em circunstâncias extremas possa resultar em óbito, pouco se sabe sobre suas consequências em longo prazo na saúde física e mental dos indivíduos. O último estudo sobre carga global de doença destacou a crescente importância dos transtornos depressivos e dos transtornos de ansiedade sobre as estimativas de anos vividos com incapacidade e de mortes prematuras. Soma-se a isso a conotação pandêmica da obesidade e o impacto negativo das complicações decorrentes das alterações da pressão arterial em termos de morbidade e mortalidade mundialmente e no Brasil. O objetivo deste projeto é investigar a experiência de vitimização por roubo em adultos jovens de Pelotas pertencentes à coorte de nascimento de 1982 e explorar a sua relação com composição corporal, pressão arterial e transtornos mentais aos 30 anos. Os dados sobre roubo serão extraídos dos questionários aplicados aos 22 e aos 30 anos. Esperamos que este projeto possa contribuir para o aprimoramento do pouco que se conhece sobre os fatores e condições associados ao risco de transtornos mentais e fatores de risco de doenças crônicas entre as vitimas de roubo ao longo da vida.

Objetivo Geral

OBJETIVO GERAL

Investigar a experiência de vitimização por roubo em adultos jovens e explorar sua relação com composição corporal, pressão arterial e transtornos mentais aos 30 anos.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS

 Efetuar uma revisão sistemática da literatura sobre as consequências sobre a saúde mental da vitimização por violência comunitária ao longo da vida;
 Avaliar a relação entre vitimização por roubo ao longo da vida e transtornos mentais (episódio depressivo maior, transtorno mental comum, transtorno de ansiedade generalizada) aos 30 anos;
 Avaliar a relação entre vitimização por roubo ao longo da vida e composição corporal aos 30 anos;
 Avaliar a relação entre vitimização por roubo ao longo da vida e níveis de pressão arterial aos 30 anos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
JESEM DOUGLAS YAMALL ORELLANA419/10/201828/02/2021

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 44.951,00
FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul)R$ 106.890,50

Página gerada em 03/07/2022 06:35:33 (consulta levou 0.042553s)