Nome do Projeto
Estudo de validação sobre dificuldade visual autorreferida entre estudantes dos cursos de graduação da Universidade Federal de Pelotas
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/11/2018 - 28/02/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
O presente trabalho está aninhado ao Consórcio de Mestrado da turma 2017/2018, o qual engloba trabalhos de pesquisa de 20 mestrandos do Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia da UFPel. Este projeto foi elaborado tendo como objetivo principal a validação de uma pergunta sobre dificuldade visual entre estudantes universitários (18 a 40 anos de idade) com ingresso na Universidade Federal de Pelotas (UFPel) no primeiro semestre de 2017. Devido à ausência de indicação de exame oftalmológico de rotina para adultos jovens (18 a 40 anos), a não ser na presença de alguns fatores de risco, a identificação dos casos de deficiência visual através de uma pergunta simples, no lugar de exames de acuidade visual (AV), poderá ser de grande utilidade em estudos epidemiológicos com amostras grandes. Serão coletados dados de todos os estudantes que tenham ingressado na UFPel no primeiro semestre de 2017 e que estejam matriculados no segundo semestre letivo de seu curso. Para o estudo de validação da pergunta sobre dificuldade visual, serão selecionados de forma aleatória sistemática um total de 615 indivíduos para realizarem o teste de acuidade visual com a tabela de Snellen, aqui considerada o padrão-ouro para determinação da sensibilidade e especificidade. Além da validação, pretende-se estimar a prevalência de dificuldade visual autorreferida na população estudada e sua associação com idade, sexo e cor da pele. Os dados serão coletados em sala de aula através de questionário auto aplicado, exceto o teste de acuidade visual, que será conduzido por entrevistadores treinados e supervisados por esta autora. Estima-se que a coleta de dados iniciará no mês de novembro de 2017, podendo-se estender até março de 2018, respeitando o calendário acadêmico da universidade. Após o trabalho de campo, os dados serão analisados e será elaborado um artigo científico a ser apresentado no final do ano, na defesa desta dissertação de Mestrado.

Objetivo Geral

OBJETIVOS GERAIS


• Validar uma pergunta sobre acuidade visual (AV) através da aplicação da tabela de Snellen.
• Estimar a prevalência de dificuldade visual autorreferida entre acadêmicos da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).


OBJETIVOS ESPECÍFICOS


• Determinar a sensibilidade e a especificidade da pergunta “você tem alguma dificuldade para enxergar de perto e/ou de longe?” de acordo com a presença de deficiência visual, medida pela tabela de Snellen.
• Medir a prevalência de deficiência visual autorreferida entre a população estudada e descrevê-la de acordo com fatores demográficos e socioeconômicos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
JULIANA DAS CHAGAS MERONI401/11/201828/02/2019

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 30.000,00

Página gerada em 23/01/2021 20:46:44 (consulta levou 0.080617s)