Nome do Projeto
Utilização de derivados quinolínicos na reversão do início e progressão da Doença de Alzheimer
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
14/11/2018 - 14/11/2021
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Farmacologia
Resumo
A doença de Alzheimer (DA) afeta mais de 45 milhões de indivíduos atualmente , devido a sua alta prevalência no panorama atual, a DA ainda é considerada a principal causa de demência. Sendo caracterizada pela neurodegeneração progressiva acarretando na perda de memória e declínio cognitivo. A neurodegeneração prevista na DA, é o resultado de um processo patológico complexo e multifatorial que acarreta em alterações moleculares, celulares e bioquímicas que impossibilitam a sobrevivência neuronal. As principais características neuropatológicas da DA consistem na presença de placas senis compostas da proteína beta amiloide (Aβ) e do acúmulo de emaranhados neurofibrilares através da hiperfosforilação da proteína TAU. Essas cascatas que acontecem de maneira paralela e sequencial culminam em processos inflamatórios, acompanhados do desequilíbrio nas vias oxidativas e metabólicas que contribuem para a degeneração celular. A neuroinflamação crônica tem demonstrado ser um importante fator de risco para o desenvolvimento da DA além de estar envolvida nos estágios iniciais da doença. Dessa maneira, o processo inflamatório pode ser um importante alvo na resolução terapêutica da doença. A molécula 1- (7-Cloroquinolino-4-il)-5-metil-N-fenil-1H-1,2,3-triazol-4-carboxamida QTC-4-MeOBnA planejada racionalmente através de análises de bioinformática a já demonstrou efeito promissores frente a reversão e a proteção da doença de Alzheimer induzida pela administração de estreptozotocina, o que a elege como uma importante molécula para aprofundar os estudos envolvendo a inflamação e a DA. Por essas razões, o presente trabalho tem como objetivo a avaliação QTC-4-MeOBnA frente a reversão da inflamação crônica induzida por LPS em camundongos velhos através de ensaios comportamentais e bioquímicos. Aliado a isso, através desse projeto pretende-se contribuir substancialmente para a elucidação do envolvimento de rotas inflamatórias na patofisiologia da DA, e ainda auxiliar a caracterizar o mecanismo de ação de uma molécula em potencial para o tratamento da DA.

Objetivo Geral

A avaliação da QTC-4-MeOBnA frente a reversão da inflamação crônica induzida por LPS em camundongos velhos através de ensaios comportamentais e bioquímicos.
Nesse sentido, os objetivos específicos deste projeto compreendem:
1- Avaliar a atividade da QTC-4-MeOBnA na reversão do déficit de memória e aprendizado induzido por LPS, utilizando os testes: esquiva-passiva do tipo step-down, labirinto em Y e reconhecimento de objetos.
2- Demonstrar o mecanismo de ação da QTC-4-MeOBnA frente a reversão da inflamação induzida por LPS nos parâmetros de estresse oxidativo através das técnicas: espécies reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS), espécies reativas (RS), tiól não proteico (NPSH) e formação de óxido nítrico.
3- Avaliar o efeito anti-inflamatório da QTC-4-MeOBnA através da atividade da mieloperoxidase.
4- Determinar os efeitos da inflamação crônica em parâmetros envolvidos com a neurotransmissão como acetilcolinesterase e Na/K+ ATPase, e a possível modulação desses eventos pelo tratamento com a QTC-4-MeOBnA.
5- Avaliar a capacidade da QTC-4-MeOBnA em proteger dos danos integridade da barreira hematoencefálica pela inflamação crônica.
Determinar se o processo neurodegenerativo induzido pela inflamação crônica é capaz de interferir na formação da bainha de mielina, bem como o efeito da QTC-4-MeOBnA nesse fenômeno.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CRISTIAN MARTINI114/11/201814/11/2021
DIEGO DA SILVA ALVES114/11/201814/11/2021
JENIFER FETTER2001/08/201931/07/2020
JENIFER FETTER114/11/201831/07/2019
MARIANA GÁLLIO FRONZA114/11/201814/11/2021
RODOLFO DA SILVA MAZZARINI BALDINOTTI114/11/201814/11/2021

Página gerada em 23/10/2019 10:15:14 (consulta levou 0.077244s)