Nome do Projeto
SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA ARMAZENAMENTO, MAPEAMENTO DIGITAL DE SOLOS E AVALIAÇÃO DO USO DO SOLO EM ESCALA DE MUNICÍPIO
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
22/11/2018 - 01/03/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Resumo
O presente projeto aborda a elaboração de três estudos com temáticas diferentes, porém com uma integração notável entre elas. A importância destes estudos está associada ao fato de que há uma carência de informações edáficas em escalas de mapeamentos que possibilitem um planejamento municipal eficaz e ágil somando-se às constantes variações no uso do solo que ocorrem sem um programa de desenvolvimento planejado. Portanto estes estudos abordam o armazenamento e difusão das informações por meio de um banco de dados digital, a abrangência das unidades de mapeamento estimadas por meio de técnicas de mapeamento digital de solos e a evolução do uso do solo por meio de imagens de sensores remotos. Dessa forma tem-se por objetivo fornecer as informações necessárias para que se possuam bases suficientes para o efetivo planejamento municipal bem com desenvolver as pesquisas cientificas destes temas em escala municipal, de maneira individual serão focados em operacionalizar, integrar e incorporar novos dados ao banco de dados digital com informações referentes às unidades de mapeamento nos municípios de Gravataí e Marau, estimar e comparar a abrangência das unidades de mapeamento por meio das metodologias de mapeamento digital de solos utilizadas para estimar a eficiência destas quando aplicadas nos municípios de Gravataí e Marau além de quantificar, contextualizar e analisar as diferentes formas de uso do solo dos municípios de Gravataí e Marau. Para realizar os estudos propostos serão utilizadas plataformas digitais para armazenamento das informações, visualizações online para acesso e compartilhamento, algoritmos de condicionantes de parâmetros que tendem a agrupar as áreas homogêneas a fim de caracterizar os tipos de solo e análises de imagens de sensores remotos com a finalidade de propiciar classificações qualitativas e quantitativas quanto ao uso do solo.

Objetivo Geral

Objetivos Geral
O objetivo a ser alcançado com estes estudos é fornecer a base necessária para que sejam possíveis subsidiar decisões ligadas ao incentivo agropecuário, informações para investimento de indústrias, planejamento urbano, manejo eficaz do solo, controle de qualidade de água, para os municípios de Gravataí e Marau. Por meio do banco de dados digital de solos propõe-se que se obtenha uma ferramenta flexível e autônoma de trabalho para ser desenvolvida e sustentada conforme a demanda de trabalho necessária. A partir do mapeamento digital de solos, cria-se uma base de dados referente as unidades de solos que é utilizada para o melhor planejamento das condições agrícolas, condições de capacidade de uso do solo e fornece a base para que novos trabalhos sejam desenvolvidos.

Específicos
Estudo 1 – Banco de dados digital para solos dos municípios de Gravataí e Marau
De maneira específica, este estudo vai abordar a elaboração e operacionalização do banco de dados digital de solos, objetivando:
I. Operacionalizar o banco de dados digital com informações referentes às unidades de mapeamento nos municípios de Gravataí e Marau;
II. Integrar os dados do banco de dados com outras fontes para agregar multidisciplinaridade.
III. Fornecer meios de incorporar novos dados ao banco de dados por meio de participações públicas para manter as informações atualizadas.
Estudo 2 – Mapeamento digital de solos dos municípios de Gravataí e Marau
De maneira específica, este estudo vai abordar a aplicação e análise das metodologias de mapeamento digital de solos e comparar seus resultados com os do mapeamento convencional, objetivando:
I. Realizar um levantamento de solos semidetalhado pelo método convencional;
II. Identificar áreas de referência para diferenciação de características que possam influenciar no mapeamento digital de solos;
III. Avaliar e validar o produto do mapeamento digital de solos com base no mapeamento convencional;
IV. Avaliar a precisão e acurácia dos mapas produzidos por ambos os métodos.
Estudo 3 – Evolução do uso do solo dos municípios de Gravataí e Marau
De maneira específica, este estudo vai abordar a análise de imagens de sensores remotos que complementem as informações acerca do uso do solo nos municípios de Gravataí e Marau, objetivando:
I. Quantificar e qualificar as diferentes formas de uso do solo dos municípios de Gravataí e Marau;
II. Contextualizar a variação no uso do solo.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADÃO PAGANI JUNIOR222/11/201801/03/2022
ANA PAULA KNAPP222/11/201801/03/2022
ELIANA APARECIDA CADONÁ222/11/201801/03/2022
JEFERSON DIEGO LEIDEMER222/11/201801/03/2022
JOSE MARIA FILIPPINI ALBA222/11/201801/03/2022
LARISSA HERTER CENTENO222/11/201801/03/2022
LUCAS FURTADO DE OLIVEIRA222/11/201801/03/2022
LUIZ FERNANDO SPINELLI PINTO222/11/201801/03/2022
MATEUS FONSECA RODRIGUES222/11/201801/03/2022
MAURÍCIO SILVA DE OLIVEIRA222/11/201801/03/2022
PAULO LUIS DA LUZ ANTUNES222/11/201801/03/2022
STEFAN DOMINGUES NACHTIGALL422/11/201801/03/2022
TANIA HIPOLITO MONTIEL222/11/201801/03/2022
THABATA BARBOSA DUARTE222/11/201801/03/2022

Página gerada em 30/06/2022 06:54:35 (consulta levou 0.044482s)