Nome do Projeto
História da Literatura Infantil e Juvenil: a ausência do gênero nos estudos históricos sobre literatura promove a exigência de estudos específicos
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
04/03/2019 - 03/03/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Comparada
Resumo
Este projeto de pós-doutoramento está centrado no desenvolvimento de um estudo que investigue a ausência de produções feitas para crianças nas histórias da literatura. Considerando-se, por exemplo, os compêndios brasileiros, até mesmo ao se referirem aos escritores que produziram obras para crianças, os historiadores não citam essa produção, pois focam suas pesquisas na literatura adulta. Essa obliteração nos estudos de literatura fez com que se produzissem histórias específicas da literatura infanto-juvenil, as quais, no caso brasileiro, acabam realizando um panorama histórico que se inicia ainda na Europa. Nelly Novaes Coelho (1985) debruçou-se sobre a produção para crianças no estudo intitulado Panorama histórico da literatura infantil/Juvenil (das origens Indoeuropéias ao Brasil Contemporâneo), que, como expresso no título, objetiva abordar toda a produção voltada para o público infantil e juvenil. Conforme Coelho (1985), a produção literária infantil/juvenil é uma “massa heterogênea” e merece uma atenção especial para a realização de uma organização e análise. Diante dessa afirmação, talvez entendamos por que motivo o mencionado gênero sequer aparece nas histórias da literatura, já que as análises necessitam de aportes teóricos distintos. Quando nos referimos a livros ilustrados, por exemplo, temos dificuldades em realizar análises desse material porque nem sempre temos conhecimento teórico para examinar a linguagem visual, já que a multimodalidade exige que o crítico tenha condições de penetrar nas distintas faces da obra. Falta-nos, então, formação específica para tal empreitada. Nas histórias da literatura que se debruçam sobre gênero, veremos quais os aportes teóricos que os historiadores-críticos utilizaram para realizar as análises das obras compiladas, especificamente no recorte que se inicia em 1970 e encerra-se em 1990, objetivando dar relevo para as produções brasileiras da era “pós-moderna”, a que Coelho (2006) chama de período pós-lobatiano. A produção desse período une as linguagens visual e verbal de forma mais estruturada, de maneira a nos dar mais elementos para investigação. Para além dessa pesquisa, buscaremos entender como outras áreas do conhecimento apropriam-se do objeto literatura infantil e juvenil e o analisam, especificamente as áreas da Educação e/ou das Artes Visuais, com base nas ideias de Clüver sobre Estudos Intermidiáticos.

Objetivo Geral

Objetivo Geral
Analisar a ausência da produção literária para crianças e jovens nas histórias da literatura brasileira e a necessidade da existência de uma história própria para o referido gênero, considerando-se os estudos de pesquisadores expoentes, bem como analisar o livro ilustrado a partir de sua multimodalidade e, por conseguinte, de sua relação com outras artes.
Objetivos Específicos
O presente projeto tem como objetivos específicos:
- entender e analisar a necessidade da existência de histórias da literatura específicas para o gênero infantil e juvenil;
- verificar como textos infantis e juvenis são tratados pela história e pela crítica, no que se refere à sua construção multidimensional, e que tipo de fundamentação teórica embasa tais críticas;
- identificar textos infantis e juvenis que são objetos de crítica de forma recorrente para mapear o tipo de aporte teórico utilizado nas análises;
- analisar obras infantis e juvenis com base teórica específica, buscando abarcar as diferentes dimensões de linguagem utilizadas na sua construção;
- entender como outras áreas do conhecimento apropriam-se do objeto literatura infantil e juvenil e o analisam, especificamente a área da Educação e/ou das Artes Plásticas.
- produzir textos científicos para apresentação em eventos acadêmicos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final

Página gerada em 23/01/2022 06:18:54 (consulta levou 0.041832s)