Nome do Projeto
Desgaste físico de equinos da raça crioula durante a competição freio de ouro
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
21/12/2018 - 30/08/2020
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Resumo
O Cavalo Crioulo, inicialmente utilizado como instrumento de trabalho nas propriedades, hoje desempenha funções diferentes das atribuídas no começo da criação, no século passado, tornando-se um cavalo atleta. A ABCCC foi fundada no RS em 1932 e, em 1982 foi criada a principal prova da raça, o Freio de Ouro, que alavancou o interesse e o crescimento, dobrando a população dessa raça na última década e vem servindo de ferramenta de seleção e melhoramento genético do plantel. Os campeões têm sua genética e comercialização valorizada e sua utilização na reprodução visa transmitir suas características funcionais e morfológicas aos seus descendentes. O desempenho em pista depende de uma série de fatores como, habilidade, resistência, explosão, agilidade, velocidade, habilidade do ginete, entre outros e, embora a criação de cavalos da raça Crioula seja antiga e o Freio de Ouro aconteça anualmente há mais de 30 anos, se conhece muito pouco sobre o condicionamento físico desses animais durante a prova. O Freio de Ouro é uma das poucas provas equestres que exige tanto potência muscular quanto resistência. As necessidades metabólicas desses dois tipos de provas são diferentes. Provas de potência exigem rápida produção de energia pela fibra muscular e de resistência maior mobilização de sistemas neuroendócrinos e sistema cardiovascular. Embora haja crescente expansão no número de profissionais que auxiliam esses cavalos durante o Freio o Ouro, até o presente não se sabe o real desgaste físico do cavalo e os pontos críticos da prova, que exigem maior esforço. Neste contexto, a identificação de parâmetros da dinâmica funcional torna-se fundamental. A partir daí, será possível adequar um treinamento específico para melhorar seu desempenho. Este estudo visa identificar os pontos de maior exigência física desses cavalos-atletas durante as provas, bem como aperfeiçoar o treinamento individual, em busca do menor desgaste e melhor desempenho funcional.

Objetivo Geral

Objetivo geral
• Avaliar o desgaste físico de Equinos da Raça Crioula durante as provas funcionais da competição Freio de Ouro.
• Identificar pontos críticos do desempenho funcional do Cavalo Crioulo durante a prova do Freio de Ouro.
Objetivos específicos

• Avaliar o desgaste físico dos cavalos nas distintas fases da competição;
• Determinar o grau de anaerobiose nas distintas etapas das provas do Freio de Ouro;
• Caracterizar o limiar anaeróbico e a velocidade média atingida nas diferentes modalidades em que os animais são submetidos;
• Estimar características como velocidade média, frequência cardíaca e concentração sanguínea de lactato.
• Determinar o grau de esforço físico dos cavalos durante as provas do Freio de Ouro.
• Estabelecer o tempo de recuperação dos equinos, nas distintas fases da competição.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AMANDA AZAMBUJA DA SILVA XAVIER101/01/201531/12/2016
ANELISE MARIA HAMMES PIMENTEL201/01/201531/12/2016
CARLA AUGUSTA SASSI DA COSTA GARCIA401/01/201531/12/2016
CAROLINA BICCA NOGUEZ MARTINS221/12/201720/12/2018
DANIEL HENRIQUE VIEIRA CAVALCANTE221/12/201830/08/2020
HEDEN LUIZ MARQUES MOREIRA101/01/201531/12/2016
LAIS DA SILVA DE CARDOSO121/12/201720/12/2018
MARCIO NUNES CORREA121/12/201830/08/2020
NICOLAS CONTER TAVARES121/12/201720/12/2018
PAULA MOREIRA DA SILVA221/12/201720/12/2018
SANDRA MARA DA ENCARNACAO FIALA RECHSTEINER101/01/201531/12/2016

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
ABCCC (Associação Brasileira de Cavalos Crioulos)R$ 11.547,50

Página gerada em 24/07/2019 02:25:03 (consulta levou 0.122028s)