Nome do Projeto
Prevalência de anomalias dentárias, alterações periapicais e pericoronárias em crianças atendidas no serviço de Odontopediatria da UFPel – Pelotas/RS: um estudo radiográfico.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/01/2019 - 31/12/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Odontologia
Resumo
As anomalias dentárias podem ter origem em fatores ambientais, idiopáticos ou, ainda, hereditários (NEVILLE et al., 2009) e, embora defeitos de certos genes sejam considerados as suas principais causas, eventos etiológicos nos períodos pré e pós-natal também têm sido responsabilizados por influenciar a ocorrência das anomalias dentais, tanto na dentição decídua como na permanente (FARDI et al., 2011; GUTTAL et al., 2010). O estudo dessas alterações é importante, já que não afetam apenas a estética dos dentes (GUTTAL et al., 2010), mas podem levar também à alterações no arco dental, tanto em maxila quanto em mandíbula, bem como à problemas oclusais e funcionais, que podem vir a interferir no planejamento de vários tratamentos (ALTUG-ATAC, 2007). A maioria destas alterações é assintomática, o exame raiográfico é uma ferramenta essencial de diagnóstico precoce, sendo a panorâmica a radiografia que proporciona uma visão geral de ambos maxilares. Assim, este estudo terá como objetivo avaliar, na imagem radiográfica panorâmica, a prevalência de alterações dentárias e ósseas em crianças atendidas no serviço de Odontopediatria da Faculdade de Odontologia da UFPel – Pelotas/RS. Serão selecionados do arquivo do serviço de Odontopediatria da FO-UFPel, os prontuários de crianças de ambos os sexos, entre o quinto e o décimo segundo anos de vida, nascidos entre 1990 e 2010, que apresentarem uma radiografia panorâmica. As imagens serão digitalizadas e avaliadas, em um software específico de interpretação, quanto à presença de alterações dentárias ambientais e de desenvolvimento, além de patologias ósseas apicais e císticas. Os dados serão coletados do prontuário para uma ficha específica contendo dados pessoais, história médica e odontológica, e dados clínicos e a imagem panorãmica será digitalizada e será analizada por um único avaliador, devidamente treinado e calibrado. Os dados serão analisados por estatística descritiva univarida e de regressão logística, para avaliar a associação entre a prevalência de alterações dentárias e ósseas e os dados sociodemográficos, a história médica e odontológica e a região anatômica em que a alteração estava presente obtendo-se os OddsRatio (OR) e seus respectivos intervalos de confiança 95%.

Objetivo Geral

Avaliar, na imagem radiográfica panorâmica, a prevalência de anomalias dentárias, lesões periapicais e cistos odontogênicos em crianças atendidas no serviço de Odontopediatria da Faculdade de Odontologia da UFPel – Pelotas/RS, nascidas entre 1990 e 2010;
Relacionar as diferentes prevalências de anomalias dentárias, alterações periapicais e pericoronárias em crianças de acordo com as características sociodemográficas;
Associar as diferentes prevalências de anomalias dentárias, alterações periapicais e pericoronárias em crianças com dados do histórico médico e odontológico;
Avaliar as diferentes prevalências de anomalias dentárias, alterações periapicais e pericoronárias em crianças de acordo com o grupo dentário, região anatômica e arco dentário no qual as mesmas foram visualizadas;
Descrever a cronologia de formação e erupção dos dentes permanentes, comparando com os padrões estabelecidos na literatura.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
JÚLIA MACLUF TORRES201/01/201931/12/2019
MELISSA FERES DAMIAN201/01/201931/12/2019
RENATA PICANÇO CASARIN401/01/201931/03/2019

Página gerada em 08/02/2023 00:16:08 (consulta levou 0.041879s)