Nome do Projeto
Efeito de uma estimulação termomecânica durante a anestesia local em odontopediatria: um estudo piloto
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
06/02/2019 - 31/07/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Odontologia
Resumo
O medo e a ansiedade das crianças frente ao tratamento dentário podem inibir suas visitas ao dentista ou desencadear problemas de comportamento, os quais influenciam negativamente sua saúde bucal. Os manejos da dor e da ansiedade consistem em grandes desafios para se oferecer um tratamento com sucesso em Odontologia. Procedimentos relacionados com agulha são considerados as fontes mais importantes de dor e angústia em crianças, podendo gerar inúmeras consequências e em longo prazo um dos efeitos deste temor é a negligência dos cuidados com a saúde, como a vacinação e a anestesia local na visita odontológica. O uso de estragégias de manejo do comportamento infantil, que fazem parte do atendimento de rotina em odontopediatria tem a finalidade de diminuir a percepção da dor. Nesse contexto, embora o foco não seja voltado à odontologia, foi criado o dispositivo Buzzy® com estimulação termomecânica a fim de atuar na percepção de dor na anestesia local. O dispositivo é um motor vibratório com gelo que combina múltiplas abordagens, fornecendo analgesia fria, estimulação tátil e distração. Foi desenvolvido para fornecer alívio da dor através da teoria de controle do portão, o qual estimula com o frio a via nervosa local para “fechar” o portão rápido da dor. Logo, o objetivo deste trabalho é avaliar a eficácia desta estimulação termomecânica (Buzzy®). A metodologia desta pesquisa consistirá em um estudo piloto que será realizado no laboratório de comportamento da Clínica Infantil da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Pelotas (FO – UFPel). Para este fim, 20 voluntários serão obtidos através da triagem da Unidade de Clínica Infantil, de acordo com os critérios de inclusão: ter entre 7 e 11 anos de idade; boa saúde geral; nenhuma experiência odontológica prévia envolvendo anestesia nos últimos 2 anos; necessidade de tratamento em, no mínimo, um molar inferior, permanente ou decíduo, que apresente necessidade de anestesia do tipo bloqueio regional. O responsável deverá fornecer consentimento por escrito. A amostra será igualmente randomizada em grupo controle e grupo de intervenção. Este estudo verificará os níveis de ansiedade, medo e percepção de dor de ambos os grupos com as seguintes ferramentas: a escala de ansiedade Venham Picture Test Modificada (VPTM); o comportamento pela frequência cardíaca através do oxímetro de pulso; e a percepção de dor será avaliada pelas escalas Faces Pain Scale – Revised (FPS-R) e FLACC, avaliada através de vídeos.

Objetivo Geral

Objetivo geral
Avaliar a eficácia do dispositivo Buzzy ® durante a execução de anestesia local em pacientes infantis sob tratamento odontológico.
Objetivos específicos
a. Comparar a frequência cardíaca e os níveis de oxigenação de crianças durante a execução de anestesia local com e sem o dispositivo Buzzy ®;
b. Avaliar o nível de ansiedade das crianças, antes e após a execução do procedimento odontológico, com e sem o uso o dispositivo Buzzy ®;
c. Observar o comportamento das crianças durante a execução de anestesia local, com e sem o uso o dispositivo Buzzy®;
d. Comparar a eficácia do dispositivo Buzzy ® na percepção de dor das crianças que o utilizaram e das crianças que não o utilizaram.
e. Verificar a aceitabilidade e praticidade do uso do dispositivo Buzzy ®;
f. Averiguar o custo benefício para o cirurgião dentista do dispositivo Buzzy ®.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BRUNA MARTINS DA SILVA406/02/201931/07/2019
EDDE CAROLINE MENEZES DI GESU406/02/201931/07/2019

Página gerada em 13/07/2024 07:18:02 (consulta levou 0.045638s)