Nome do Projeto
Graça Divina e Liberdade Humana: de Agostinho a Anselmo
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/04/2019 - 31/07/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Resumo
Agostinho de Hipona, sobretudo, no último período de sua produção filosófico-teológica, em meio à polêmica antipelagiana, acentua o papel fundamental e insubstituível da graça para que o homem possa atingir a felicidade plena, só possível na visão beatífica. A presente pesquisa, além de buscar a compreensão agostiniana da questão, procura verificar de que modo tal perspectiva foi acolhida na primeira parte do pensamento medieval, caracterizado pela forte influência agostiniana.

Objetivo Geral

Estudar a noção de "graça divina" e suas implicações na concepção de liberdade no período tardo-antigo e medieval;
Buascar a compreensão do papel exercido pela noção de "graça divina" no pensamento de Agostinho de Hipona;
Comprrender o modo como o pensamento medieval acolheu e compreendeu a concepção agostiniana de graça e sua relação com a liberdade.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
DOUGLAS CHAVES DE SOUZA401/04/201931/07/2020
MARCOS VINÍCIUS MADRUGA VAZ401/04/201931/07/2020
MAURÍCIO MEDEIROS VIEIRA401/04/201931/07/2020

Página gerada em 27/05/2024 15:38:31 (consulta levou 0.058495s)