Nome do Projeto
Frequência e caracterização molecular de herpesvírus felino tipo 1 (FeHV-1) e calicivírus felino (FCV) na cidade de Pelotas, RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
28/03/2019 - 28/02/2020
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Resumo
O projeto proposto visa realizar a identificação e caracterização molecular de herpesvírus felino tipo 1 (FeHV-1) e calicivírus felino (FCV), responsáveis por grande parte das enfermidades que acometem o trato respiratório superior dos gatos, na região de Pelotas, RS. Por serem facilmente transmitidos através de secreções orais, nasais e oculares, principalmente em locais de alta densidade populacional de felinos, sua frequência relatada por outros estudos é bastante alta, ocorrendo de forma cosmopolita. Além do quadro respiratório altamente contagioso causado por estes agentes, estudos recentes sugeriram também o desenvolvimento de uma enfermidade mais grave causada pelo FCV, a calicivirose virulenta sistêmica, que leva a altas taxas de mortalidade. Diversos estudos realizando o sequenciamento genético das cepas envolvidas nesta enfermidade, que parece ocorrer em surtos, não encontraram ainda uma característica em comum entre as variantes, fato que preocupa em relação a prevenção frente a este agente. O presente projeto visa contribuir com a comunidade científica de forma a apresentar dados de ocorrência destes agentes virais na cidade de Pelotas, além de realizar o sequenciamento genético das variantes encontradas e compará-las com outras previamente descritas, tanto dentro como fora do Brasil. É de suma importância a identificação destes agentes na cidade de Pelotas, RS, onde não existem estudos prévios realizados pela identificação direta dos agentes.

Objetivo Geral

O projeto visa obter um levantamento do número de felinos domésticos acometidos por quadros compatíveis com enfermidade em trato respiratório superior que sejam portadores de herpesvírus felino tipo 1 (FeHV-1) e calicivírus felino (FCV), na cidade de Pelotas, RS. Além disso, objetiva-se também realizar o sequenciamento genético das cepas obtidas de animais positivos, para posterior comparação com cepas descritas anteriormente.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALICE SILVEIRA BECKER1228/03/201928/02/2020
FRANCIELLE LIZ MONTEIRO228/03/201928/02/2020
GEFERSON FISCHER128/03/201928/02/2020
MARCELO DE LIMA128/03/201928/02/2020

Página gerada em 19/07/2019 16:11:59 (consulta levou 0.075615s)