Nome do Projeto
A Filosofia e o Cinema Brasileiro - IX Ciclo de Cinema do Depto de Filosofia da UFPel
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
29/03/2018 - 20/12/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas
Eixo Temático (Principal - Afim)
Educação / Cultura
Linha de Extensão
Educação profissional
Resumo
O Projeto de Extensão A Filosofia e o Cinema Brasileiro - IX Ciclo de Cinema do Departamento de Filosofia da UFPel, ao abordar obras de referência da filmografia nacional busca, justamente, dar a conhecer em nossa sociedade aquilo que ela desconhece: as obras primas de nossa cinematografia e, por meio delas, os temas de suma importância para uma compreensão do povo brasileiro.

Objetivo Geral

Explorar obras de referência da cinematografia brasileira e, por meio delas, discutir, a partir da reflexão filosófica, temas que constituem a sociedade brasileira, tais como luta de classes, cultura, etnia, religiosidade, ditadura militar, questões indígenas e, em especial, o lema extraído da reflexão filosófica de Augusto Comte "Ordem e Progresso" que ocupa o centro de nossa bandeira nacional.

Justificativa

Por meio do projeto de extensão A Filosofia e o Cinema já trabalhamos: o cinema político (2010), o cinema religioso (2011), o cinema psicológico (2012), o cinema existencial (2013), a música no cinema (2014), a ficção-científica no cinema (2015), a pintura no cinema (2016), a educação no cinema (2017). No presente ano de 2018, em decorrência dos acontecimentos políticos, econômicos, culturais e sociais pelos quais atravessa a sociedade brasileira nos últimos anos, iremos nos dedicar a oferecer ao público-alvo do projeto uma discussão especializada, a partir de obras de referência do cinema brasileiro, acerca do próprio país que habitamos.

Metodologia

Apresentação e discussão das seguintes obras cinematográficas:

LIMITE
Limite, 1931, Brasil. Direção: Mário Peixoto
Com: Olga Breno, Taciana Rei, Raul Schnoor (120 min.).

O CANGACEIRO
O cangaceiro, 1953, Brasil. Direção: Lima Barreto
Com: Alberto Ruschel, Marisa Prado, Milton Ribeiro (92 min.).

RIO, 40 GRAUS
Rio, 40 graus, 1955, Brasil. Direção: Nelson Pereira dos Santos
Com: Jece Valadão, Glauce Rocha, Haroldo de Oliveira (100 min.).

O SOBRADO
O Sobrado, 1956, Brasil. Direção: Walter George Durst e Cassiano Gabus Mendes
Com: Fernando Baleroni, Lia de Aguiar, Barbara Fazio (104 min.).

BAHIA DE TODOS OS SANTOS
Bahia de todos os santos, 1960, Brasil. Direção: Trigueirinho Neto.
Com: Jurandir Pimentel, Arassary de Oliveira, Geraldo Del Rey (102 min.).

O PAGADOR DE PROMESSAS
O pagador de promessas, 1962, Brasil. Direção: Anselmo Duarte
Com: Leonardo Villar, Glória Menezes, Dionísio Azevedo (96 min.)

ESSE MUNDO É MEU
Esse mundo é meu, 1963, Brasil. Direção: Sérgio Ricardo
Com: Sérgio Ricardo, Luiza Aparecida, Antônio Pitanga (78 min.).

VIDAS SECAS
Vidas secas, 1963, Brasil. Direção: Nelson Pereira dos Santos
Com: Átila Iório, Genivaldo Lima, Maria Ribeiro (103 min.).

OS FUZIS
Os fuzis, 1964, Brasil/Argentina. Direção: Ruy Guerra
Com: Átila Iório, Nelson Xavier, Maria Gladys (81 min.).

DEUS E O DIABO NA TERRA DO SOL
Deus e o Diabo na terra do sol, 1964, Brasil. Direção: Glauber Rocha
Com: Geraldo Del Rey, Yoná Magalhães, Maurício do Valle (112 min.).

SÃO PAULO SOCIEDADE ANÔNIMA
São Paulo S/A, 1965, Brasil. Direção: Luís Sérgio Person
Com: Walmor Chagas, Eva Wilma, Darlene Glória (111 min.).

O DESAFIO
O Desafio, 1965, Brasil. Direção: Paulo Cesar Saraceni
Com: Isabella Cerqueira, Joel Barcellos, Sérgio Brito (100 min.).

TERRA EM TRANSE
Terra em transe, 1967, Brasil. Direção: Glauber Rocha
Com: Jardel Filho, Glauce Rocha, Paulo Autran (106min).

O BANDIDO DA LUZ VERMELHA
O bandido da luz vermelha, 1968, Brasil. Direção: Rogério Sganzerla
Com: Paulo Villaça, Helena Ignez, Sérgio Hingst (92 min.).

MATOU A FAMÍLIA E FOI AO CINEMA
Matou a família e foi ao cinema, 1969, Brasil. Direção: Júlio Bressane
Com: Márcia Rodrigues, Renata Sorrah, Antero de Oliveira (80 min.).

LUCIO FLÁVIO, O PASSAGEIRO DA AGONIA
Lúcio Flávio, o passageiro da agonia, 1976, Brasil. Direção: Hector Babenco
Com: Reginaldo Faria, Ana Maria Magalhães, Grande Otelo (120 min.).

BYE BYE BRASIL
Bye Bye Brasil, 1979, Brasil. Direção: Carlos Diegues
Com: Betty Faria, José Wilker, Jofre Soares (105 min.).

DEU PRA TI ANOS 70
Deu pra ti anos 70, 1981, Brasil. Direção: Giba Assis Brasil e Nelson Nadotti
Com: Pedro Santos, Ceres Victora, Deborah Lacerda (120 min.).

ELES NÃO USAM BLACK-TIE
Eles não usam Black-tie, 1981, Brasil. Direção: Leon Hirszman (127 min.)
Com: Gianfrancesco Guarnieri, Fernanda Montenegro, Carlos Alberto Riccelli.

PRA FRENTE BRASIL
Pra frente Brasil, 1983, Brasil. Direção: Roberto Farias
Com: Reginaldo Farias, Natália do Vale, Antônio Fagundes (110 min.).

CABRA MARCADO PARA MORRER
Cabra marcado para morrer, 1984, Brasil. Direção: Eduardo Coutinho
Com: Eduardo Coutinho, Ferreira Gullar, Tite de Lemos (105 min.). Documentário.

O QUE É ISSO, COMPANHEIRO?
O que é isso, companheiro?, 1997, Brasil. Direção: Bruno Barreto
Com: Fernanda Torres, Pedro Cardoso, Alan Arkin (105 min.).

CENTRAL DO BRASIL
Central do Brasil, 1998, Brasil/França. Direção: Walter Salles
Com: Fernanda Montenegro, Vinícius de Oliveira, Marília Pêra (112 min.).

LAVOURA ARCAICA
Lavoura arcaica, 2001, Brasil. Direção: Luiz Fernando Carvalho
Com: Selton Mello, Raul Cortez, Simone Spoladore (163 min.).

MADAME SATÃ
Madame Satã, 2002, Brasil/França. Direção: Karim Aïnouz
Com: Lázaro Ramos, Flávio Bauraqui, Marcélia Cartaxo (105 min.).

CABRA CEGA
Cabra cega, 2005, Brasil. Direção: Toni Venturini
Com: Leonardo Medeiros, Débora Duboc, Jonas Bloch (106 min.).

O CÉU DE SUELY
O céu de Suely, 2006, Brasil/França/Alemanha. Direção: Karim Aïnouz
Com: Hermila Guedes, João Miguel, Georgina Castro (88 min.).

SANTIAGO
Santiago, 2007, Brasil. Direção: João Moreira Salles
Com: Santiago Badariotti Merlo, João Moreira Salles (80 min.). Documentário.

LINHA DE PASSE
Linha de passe, 2008, Brasil. Direção: Walter Salles e Daniela Thomas
Com: Vinícius de Oliveira, Sandra Corveloni, Kaique de Jesus Santos (113 min.).

XINGU
Xingu, 2011, Brasil. Direção: Cao Hamburger
Com: João Miguel, Felipe Camargo, Caio Blat (102 min.).

O LOBO ATRÁS DA PORTA
O lobo atrás da porta, 2014, Brasil. Direção: Fernando Coimbra
Com: Leandra Leal, Milhem Cortaz, Fabiula Nascimento (97 min.).

CASA GRANDE
Casa grande, 2014, Brasil. Direção: Fellipe Barbosa
Com: Marcello Novaes, Suzana Pires, Thales Cavalcanti (114 min.).

GETÚLIO
Getúlio, 2014, Brasil. Direção: João Jardim
Com: Tony Ramos, Drica Moraes, Alexandre Borges (142 min.).

NISE - O CORAÇÃO DA LOUCURA
Nise – O coração da loucura, 2016, Brasil. Direção: Roberto Berliner
Com: Glória Pires, Cláudio Jaborandy, Simone Mazzer (110 min.).

ELIS
Elis, 2016, Brasil. Direção: Hugo Prata
Com: Andreia Horta, Caco Ciocler, Lúcio Mauro Filho (110 min.).

AQUARIUS
Aquarius, 2016, Brasil/França. Direção: Kleber Mendonça Filho
Com: Sônia Braga, Humberto Carrão, Maeve Jinkings (145 min.).

VAZANTE
Vazante, 2017, Brasil/Portugal. Direção: Daniela Thomas
Com: Adriano Carvalho, Luana Nastas, Toumani Kouyaté (116 min.).

Indicadores, Metas e Resultados

A presença do público durante a exibição da filmografia selecionada e sua participação na discussão ou diálogo em torno do tema proposto é o principal indicador de que o projeto, após oito anos de boa recepção, continua a dar sua contribuição social. Visa-se assim conseguir, novamente, que a população possa construir um processo reflexivo (que muitas vezes repercute em sua prática diária em sociedade) sobre um tema importante no âmbito da filosofia, a saber, o cinema brasileiro - tema que permite pensar no momento atual a própria sociedade brasileira.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
JARBAS ROSA LAZZARI
LUIS EDUARDO XAVIER RUBIRA5
RAIZA ALVES PEREIRA

Página gerada em 28/06/2022 15:11:59 (consulta levou 0.069907s)