Nome do Projeto
Apoio às feiras de economia solidária da Associação Bem da Terra - Comércio Justo e Solidário
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
01/03/2019 - 31/12/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas
Eixo Temático (Principal - Afim)
Trabalho / Tecnologia e Produção
Linha de Extensão
Emprego e renda
Resumo
A Associação Bem da Terra, fundada em Pelotas em 2009, reúne mais de 30 empreendimentos solidários, que somados agregam aproximadamente 120 produtores e produtoras do campo e da cidade. São grupos produtivos informais, associações e cooperativas, que produzem desde hortifrutigranjeiros até produtos de higiene, passando por laticínios, roupas e artesanatos, sucos, panificados... Seu objetivo é oportunizar espaços de comercialização adequados aos produtores da economia solidária, sensibilizando consumidores e consumidoras para a prática do consumo responsável (sustentável). A realização de feiras presenciais na UFPel, em diferentes campi (Ango, Ciências Sociais, Capão do Leão), em três datas distintas, por mês, visa contribuir com a consecução desses objetivos. O presente projeto constitui ação de apoio da UFPel à realização das feiras.

Objetivo Geral

Oportunizar a realização de feiras presenciais de produtores da Associação Bem da Terra - Comércio Justo e Solidário, na UFPel, de forma a ampliar os rendimentos do trabalho dos pequenos produtores associados e desenvolver práticas de consumo responsável (sustentável) entre os membros da comunidade universitária da UFPel.

Justificativa

Apoiar experiências de formação e desenvolvimento de arranjos socioeconômicos sustentáveis (econômica, social e ambientalmente) constitui importante tarefa das universidades na contemporaneidade.
O Núcleo Interdisciplinar de Tecnologias Sociais e Economia Solidária (TECSOL) da UFPel vem procurando realizar esta tarefa desde 2011, através de diferentes projetos e programas, levados a cabo por professores e estudantes de várias unidades de nossa universidade.
O presente projeto é parte deste esforço e sua efetividade ajudará a melhor a renda e as condições de vida de cerca de 20 famílias de pequenos produtores rurais e urbanos, articulados em torno à Associação Bem da Terra, além de contribuir para a difusão do consumo responsável entre a comunidade da UFPel.

Metodologia

As feiras presenciais - cujas experiências-piloto foram realizadas informalmente, com o apoio da Administração Central, no segundo semestre de 2018 - ocorrerão em três diferentes datas a cada mês, em três diferentes campi da UFPel (Anglo, Ciências Sociais e Capão do Leão), no período compreendido entre março/2019 e dezembro/2020, com interrupção nos meses de janeiro e fevereiro de 2020.
Com recursos oriundos da própria Associação Bem da Terra, a Marcenaria da UFPel (vinculada à ProInfra), confeccionou 30 mesas desmontáveis (60 tábuas e 60 cavaletes) que ficarão distribuídas nos diferentes campi. Além disso, a UFPel proporcionará aos produtores rurais transporte para si e para seus produtos ao longo do projeto. Os procedimentos internos para isso serão realizados pela equipe de execução do projeto.
Além disso, a equipe participará mensalmente das reuniões ordinárias da Associação para avaliação das feiras e aperfeiçoamento.
Ao final de 2019, a equipe assessorará a ABT na formulação de um plano que permita a autossustentação das feiras a partir de 2021. Ao longo de 2020 as feiras continuarão sendo realizadas com o apoio do projeto, mas o plano de sustentabilidade deverá ser executado, permitindo a autogestão de todo o processo a partir do ano seguinte.
O TECSOL utilizará a metodologia de incubação de empreendimentos econômicos solidários, desenvolvido pela Rede Universitária de Incubadoras Tecnológicas de Cooperativas Populares, com adequações metodológicas do próprio Núcleo.

Indicadores, Metas e Resultados

(i) Comercialização
O projeto prevê a realização de 60 (sessenta) feiras presenciais na UFPel, com um mínimo de 10 (dez) grupos expositores/comercializadores a cada Feira e uma média de público de 300 circulantes-compradores.
A partir de outras feiras anteriormente realizadas, a expectativa de comercialização média inicial é de R$ 500,00 por feira, no somatório total dos grupos, com uma arrecadação contributiva para a Associação da ordem de R$ 25,00 por feira (5% do faturamento total).
A meta referente a este item é um aumento de 100% do montante comercializado até o final do projeto.
(ii) Autossustentação
Ao final de 2019 a Associação Bem da Terra deverá formular um plano de capitalização que permita autofinanciar o transporte dos produtores rurais para as feiras, dispensando o apoio logístico da UFPel. Este plano deverá ser executado ao longo de 2020, para que a sustentabilidade seja alcançada a partir de 2021.
(iii) Avaliação e Autogestão
Ao longo do projeto, a ABT deverá realizar (estima-se) 20 reuniões gerais, onde as feiras serão avaliadas e replanejadas. O objetivo é que a partir de 2021 as feiras possam ser realizadas sem qualquer auxílio da UFPel, além da cedência dos espaços físicos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANTONIO CARLOS MARTINS DA CRUZ1
CARLOS GASSEN NASCIMENTO
HENRIQUE ANDRADE FURTADO DE MENDONCA2
JOSE RICARDO KREUTZ2
MARIGILSA DOS SANTOS MACHADO
TASSIANE DA SILVA FRANCA
VERONICA CALDEIRA LEITE CHRISTINO
VICTORIA GUIMARÃES CLASEN

Página gerada em 13/11/2019 07:50:24 (atualização a cada 15 minutos)