Nome do Projeto
IV Turma Especial de Medicina Veterinária
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
20/08/2018 - 31/07/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Eixo Temático (Principal - Afim)
Educação / Tecnologia e Produção
Linha de Extensão
Desenvolvimento Rural e Questão Agrária
Resumo
A proposta de criação de cursos ligados à área das ciências agrárias pelos Movimentos Sociais do Campo (MSC), parte de uma demanda histórica para sanar problemas ligados ao campo produtivo e para implementação de um “modelo” produtivo centrado na justiça social, respeito às questões ambientais, onde os camponeses sejam sujeitos ativos do processo. As discussões remontam a meados da década de 1990. O projeto de um Curso em Medicina Veterinária voltado ao público beneficiário do Programa Nacional de Reforma Agrária parte de uma demanda histórica dos movimentos sociais do campo. A instabilidade e o caráter transitório das conquistas contribuem para o amadurecimento da proposta de formação de quadros de caráter técnico-político a partir da própria base social.

Objetivo Geral

Desenvolver o processo administrativo e de acompanhamento da Quarta Turma do Curso de Graduação em Medicina Veterinária capaz de dotar jovens assentados de conhecimentos necessários para promover ações voltadas à área de Ciências Agrárias no que se refere à Produção Animal, Produção de Alimentos, Saúde Animal e Proteção Ambiental.
Os objetivos específicos serão: (1) formação de médicos veterinários capazes de atuar tecnicamente nos assentamentos, colaborando em todo processo de criação animal dos assentamentos; (2) formação de médicos veterinários com consciência ambiental, capaz de atingir os objetivos da criação animal mas sem prejuízos ao sistema ambiental; (3) capacitar os assentados com a troca de informações levadas pelos alunos, desempenhando assim papel fundamental como agentes multiplicadores do conhecimento, através do emprego dos preceitos e técnicas oriundas dos pilares do ensino, pesquisa e extensão.(4) retornar a comunidade elementos de produção e de organização a serem gerados pela experiência e demandas que cada educando trás da sua comunidade, produção do conhecimento através de ações de pesquisa-ação e a formação de cada educando.

Justificativa

A importância de atingirmos esta área fica demonstrada na carência de profissionais dispostos e/ou preparados para atuarem junto à reforma
agrária, expressa pela dificuldade de preencher vagas nos convênios firmados de assistência técnica e social. Podemos citar, como exemplo, a
realidade dos assentamentos do estado do Rio Grande do Sul que, em outras ocasiões, chegou a contar em seu quadro de técnicos com 13 (treze)
profissionais da medicina veterinária e hoje conta com apenas 5 (cinco) trabalhando no campo

Metodologia

Formação acadêmica em graduação de medicina veterinária de acordo com o PPP das TEMVs, aprovado no COCEPE. Formação com base critica e treinamento em atividades de extensao a fim de que quando retornem as suas comunidades, possam qualificar a produção animal, com base agroecológica.
As atividades com as famílias serão realizadas no tempo comunidade através de metodologia participativa - pesquisa-ação em dois momentos. Na região de abrangência da Faculdade de veterinária, com atividades de vivência em famílias assentadas da reforma agrária, e retorno para discussão elaboração e retorno a comunidade, e na comunidade de origem de cada um dos educandos, com atividades de inserção nos espaços do assentamento e atividades na própria unidade de produção.

Indicadores, Metas e Resultados

Ingresso de 60 educandos no curso, meta de, ao menso, 45 veterinários formados ao final do projeto. Disponibilização de força de trabalho qualificada para a atuação em áreas de reforma agrária.
Atingir diretamente ao menos 120 famílias e o público da reforma agrária como um todo, indiretamente. Na perspectiva da turma 4, aproximadamente 2000 famílias indiretamente, através da atuação de cada educando no seu assentamento

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALESSANDRA GASPAROTTO2
CÁTIA FARIA GONÇALVES
DANIEL FERREIRA RIBEIRO
LUIZ FILIPE DAME SCHUCH2
MARGARIDA BUSS RAFFI1
TIAGO PERINAZZO CASSOL

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
INCRA / Instituto de Colonização e Reforma AgráriaR$ 2.252.319,85Fundação Delfim Mendes da Silveira

Plano de Aplicação de Despesas

DescriçãoValor
Colaboradores eventuais (pessoal CLT)R$ 430.157,60
Encargos s/ CLT (≈ 83 %)R$ 198.721,27
Hospedagem e alimentaçãoR$ 79.200,00
Reprodução de documentosR$ 21.525,40
Despesa administrativa da fundação de apoioR$ 238.619,45
Outros serviçosR$ 37.800,00
Passagens e despesas com locomoçãoR$ 200.000,00
Despesas com diáriasR$ 45.931,50
Material de expedienteR$ 912.364,63
Material de limpezaR$ 58.000,00
Combustíveis e lubrificantesR$ 30.000,00

Página gerada em 15/11/2019 13:20:49 (consulta levou 0.070147s)