Nome do Projeto
Assessoria ao Projeto Kako Xavier e a Tamborada
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
10/01/2019 - 09/01/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas
Eixo Temático (Principal - Afim)
Educação / Cultura
Linha de Extensão
Artes integradas
Resumo
A presente proposta insere-se na categoria de projeto unificado configurando-se como extensão universitária. Voltando-se assim, a busca da integração entre Ufpel representada nos alunos da Faculdade de Administração e Turismo e comunidade em geral. A interação prevista nesse projeto visa a difusão do conhecimento adquirido por meio de assessoria e capacitação dos cidadãos envolvidos no Projeto Kako Xavier e a Tamborada (KXT). A assessoria ao Projeto apresenta duas ações distintas: A primeira é uma ação de gestão, onde as atividades que serão desenvolvidas tratam do planejamento, execução e avaliação das ações do KXT. Neste momento, os alunos envolvidos estarão realizando as atividades descritas na aba das ações - Planejamento do projeto A necessidade de planejamento das ações, organização da execução das atividades planejadas, acompanhamento destas ações, avaliações de resultados e melhoria contínua sobre todas as ações surgiu de um encontro entre o Coordenador desta proposta e do Coordenador do Projeto da Tamborada. O Projeto KXT tem como base três pilares: Educação, Família e Arte. Daí surge a segunda ação, que envolve os alunos nas atividades descritas na aba de ações - Execução do projeto. Com isso, e com a aprovação do projeto no Fundo de Apoio à Cultura, em 2017, o Projeto visitou cinco escolas de diferentes cidades do estado do Rio Grande do Sul, propondo “um dia de arte da escola”, uma das principais ações do Projeto. Mais de 2.000 pessoas - entre alunos, pais, professores, diretores e representantes das Secretarias de Educação de cada cidade - foram alcançadas. Dentre essas visitas, na Escola Onze de Abril, em Mostardas, aconteceu o inédito encontro das comunidades quilombolas de Mostardas e Osório com a unidade escolar. Também aprovado no Pró Cultura de Pelotas, ainda em 2017, o Projeto recebeu quinze escolas para conhecer mais da história da cultura negra no estado e compor canções. O lugar onde se desenvolve o projeto é chamado A Casa do Tambor, que fica na Praia do Laranjal. O projeto é responsável pela construção dos tambores e dos ritmos de Maçambique e Quiqumbís, perpetuados há mais de 200 anos no litoral norte do RS, presente nas composições inéditas do Projeto KXT. Em maio de 2018, foi lançado o CD “Agora Somos Nós”, gravado com os integrantes do Projeto Tamborada. A produção executiva foi compartilhada por integrantes da equipe que fazem parte deste projeto de assessoramento. Neste momento, todo o planejamento e execução do lançamento foi feita por integrantes do Projeto e sentiu-se a necessidade de assessoramento externo para estas e outras ações. A importância deste projeto para Pelotas é imensa, visto que, dia 18/11/18, durante show do projeto, na Virada Cultural, a Prefeita Paula Marcarenhas entregou o decreto 6.130, declara Pelotas, cidade de Tambor de Sopapo, ao músico e idealizador do Projeto, Kako Xavier, que guardará o decreto em quadro na Casa do Tambor.

Objetivo Geral

Objetivo geral:
O Objetivo Geral do projeto é a assessoria do projeto Kako Xavier e a Tamborada, no que tange aos aspectos de:
- Organizar eventos que tratem do resgate da história dos tambores do Sul da região Sul do Brasil, através de encontros, shows, mostras, participações, dentre outras;
- Planejar a agenda do projeto, com shows, visitas das escolas, participações, viagens, ações variadas;
- Captar recursos de patrocinadores ao Projeto Kako xavier e a Tamborada;
- Alargar a visibilidade do projeto nas mídias sociais e em outros meios;
- Contatar escolas dos municípios de Pelotas e arredores para oficinas, com história e construção dos tambores, produção de músicas pelos alunos, dança, ritmo e arte através da união de pessoas e dos tambores;
- Promover o envolvimento das famílias e das comunidades do entorno das escolas para participarem do projeto;
- Levar a história dos tambores às cidades do Brasil, promovendo intercambio cultural entre culturas;
- Promover encontros de manifestação afro, com o reconhecimento dos tambores como patrimônio da nossa cidade;
- Integrar pessoas de diferentes etnias, credos e origens através da música, da dança e do batuque dos tambores.

Justificativa

As justificativas são diversas. A primeira delas é o resgate do tambor de Maçambique, do litoral norte do Rio Grande do Sul, com a história do tambor de Sopapo, do sul do estado. Num segundo momento, o que se quer com o Projeto é trazer um olhar mais positivo e menos estigmatizado da presença afrodescendente no Rio Grande do Sul. Queremos mostrar a parte da cultura negra, tão importante para a manutenção da fé, do trabalho e da alegria, que propaga uma mensagem de amor, de arte, de cultivo as tradições.

Metodologia

O projeto segue uma metodologia, que invariavelmente, que se apresenta assim:
- Dois encontros mensais com as escolas, tanto na própria escola, como, também, na casa do tambor;
- Produção artesanal dos tambores de sopapo e praieiros;
- Festas do bloco tamborada para divulgação do projeto e para captação de sócios do projeto;
- Participação do Projeto em apresentações artísticas e culturais em Pelotas e região, além de outros Estados do País.
- Educação, família e arte através da história dos tambores.

Indicadores, Metas e Resultados

Os resultados esperados giram em torno da ampliação da participação de pessoas no projeto, assim como um aumento na produção de tambores até o carnaval, período onde se imagina reunir mais de 1.500 pessoas nas apresentações no tablado da Prefeitura, na praia do laranjal.
As metas são de que a Casa do Tambor consiga número de sócios suficientes para que se torne sustentável e mais escolas possam receber o projeto.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDREIA ROCHA SAMPAIO
BEATRIZ XAVIER GRASSI
CAROLINA CORREA TEIXEIRA
CAROLINA MARTINS PORTELA
CAROLINE CASALI4
CAROLINE DA SILVA BORGES
DÉBORA SOUTO ALLEMAND
FERNANDA TOMIELLO
IANE MARQUES GONÇALVES
JOSÉ TABAJARA MARQUES GONÇALVES
JOÃO LUCAS DA CRUZ
LAVINIA PEREIRA EUZEBIO
LIDIANE DOMINGUES RODRIGUES
MARIA DA GRACA SARAIVA NOGUEIRA6
MARIO DUARTE CANEVER2
MAURICIO COUTO POLIDORI2
MIGUEL DELANOY POLIDORI
RENAN DE VARGAS BRIÃO
SANDRA BEATRIZ XAVIER GRASSI

Página gerada em 26/02/2020 00:03:20 (consulta levou 0.110310s)