Nome do Projeto
Abordagem do manejo adequado de terneiras em escolas do meio rural
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
01/05/2019 - 30/04/2023
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Eixo Temático (Principal - Afim)
Tecnologia e Produção / Tecnologia e Produção
Linha de Extensão
Desenvolvimento regional
Resumo
O projeto será realizado em escolas de ensino fundamental e técnico de municípios de regiões rurais do Sul do Brasil. Inicialmente será aplicado aos alunos participantes um questionário referente à área da bovinocultura leiteira, com a finalidade de obter conhecimento sobre a realidade das propriedades dos pais e\ou parentes dos participantes. Posteriormente os alunos participarão de aula teórica e prática sobre criação de terneira. O objetivo é instruir crianças e adolescentes, da rede de ensino básico do município e do estado, de maneira simples e didática de como criar terneiras provindas de vacas leiteiras, explicando o manejo adequado a ser realizado com o intuito de que futuramente sejam capacitadas a realizar a reposição do rebanho leiteiro, visando o aumento da produção na propriedade. Também possa auxiliar em casa na melhora da criação. Durante o decorrer do projeto serão abordados tópicos como o correto manejo da terneira, ao passo da importância deste, e os aspectos básicos envolvidos nesta etapa, que interferem na produtividade da futura vaca.

Objetivo Geral

OBJETIVO GERAL:
O objetivo é instruir crianças e adolescentes de maneira simples e didática de como criar terneiras provindas de vacas leiteiras.
OBJETIVO ESPECÍFICO:
- Proporcionar a melhoria da atividade leiteira através da criação da terneira;
- Desenvolver melhorias na criação da terneira, através dos alunos da rede de ensino básico, como uma fonte alternativa de renda para os produtores, visando incremento na qualidade de vida;
- Promover o contato dos acadêmicos das Ciências Agrárias (Agronomia, Veterinária e Zootecnia) com a realidade do meio rural fomentando a análise, discussão e construção de propostas alternativas e viáveis de geração de renda para as famílias;
- Promover o manejo adequado a ser realizado com o intuito de que futuramente sejam capacitadas a realizar a reposição do rebanho leiteiro, visando o aumento da produção na propriedade;
- Integrar o meio acadêmico com as escolas municipais e estaduais e as agências municipais de Desenvolvimento Rural (Secretaria da Educação e Secretaria de Agricultura e Pecuária) com o intuito de promover a inclusão social dos alunos da rede escolar.

Justificativa

A criação da terneira tem grande importância no desenvolvimento e no futuro nacional da cadeia produtiva do leite, considerado por muitos a primeira etapa para ganhos em produtividade. Este processo é uns dos mais demorados a fins de retornos financeiros, no qual o animal desde o nascimento até o início da vida produtiva tem no mínimo dois anos de espera. Muitas vezes esta etapa nem é completada, pois há altos índices de mortalidade (acima de 5% ao ano) no decorrer do processo ou até mesmo o desempenho produtivo esperado não é alcançado, devido aos erros de manejo cometidos no decorrer deste processo.
O sucesso da criação de terneira com eficiência leva em consideração muitos fatores, como: aleitamento (colostro e leite), manejo alimentar para o desenvolvimento do aparelho digestivo e peso corporal, sanidade, princípios de bem estar tendo como objetivo a redução de custos. Muitas vezes a terneira é vista com “maus olhos” pelo produtor, porque se encontra em uma fase não produtiva, ou seja, só consome, não fornecendo retorno imediato, além disso, muitas vezes, estar consumindo o artigo de maior valor dentro da propriedade leiteira: o leite. Neste preceito, a terneira é “deixada de lado”, permanecendo nas piores pastagens, sem fornecimento de concentrado e suplementação mineral adequada, superlotação e sem condições de bem estar, e, consequentemente, sem condições de expressar o máximo desempenho. Existe um grande desafio a ser encarado pelos técnicos e extensionistas brasileiros na introdução de técnicas de criação da terneira nas propriedades rurais, principalmente de pequeno porte, onde as formas de gerenciar e de proceder nesta etapa ocorrem de modo empírico, sem ter conhecimento dos custos, índice zootécnico e planejamentos, que dificulta as tomadas de decisões e o futuro da propriedade. Com isso, o projeto visa disseminar o conhecimento do manejo adequado de terneiras de raças leiteiras para jovens que possuem contato ou interesse na pecuária bovina de leite, avaliando as condições das terneiras e auxiliar na criação destas em aulas teóricas e práticas ministradas em escolas e propriedades da região.

Metodologia

O projeto será realizado em escolas da rede municipal e estadual da zona rural do Sul do Brasil, onde serão ministradas as aulas teórica e prática.
Os assuntos apresentados serão expostos de maneira simples e clara para o melhor entendimento dos alunos. O conteúdo será didático, contendo material ilustrativo, o qual será projetado com auxílio de recursos multimídia, facilitando a visualização e o processo de aprendizagem dos alunos. Os temas abordados estarão relacionados com o correto manejo das terneiras e quais as finalidades e importâncias destas práticas para a futura produção do animal.
Os principais assuntos serão pontos considerados básicos em uma criação da terneira, como: manejo pré-parto; importância do colostro; desinfecção do umbigo; aleitamento; desmame; manejo alimentar; desenvolvimento do aparelho digestório, importância do concentrado e volumoso na alimentação da terneira; identificação; acompanhamento de ganho de peso; instalações; prevenções de diarreias; características raciais; sistemas de produção; bem-estar animal; comportamento e bem como esclarecimentos de dúvidas que surgirão na ocasião.
A aula prática será ministrada em propriedades de alunos participantes, caso haja a possibilidade. Estas serão elaboradas conforme os recursos disponíveis pela propriedade e de acordo com o que será autorizado pelo proprietário.
Para o entendimento da realidade das propriedades dos alunos em questão, será aplicado um questionário individual antes do treinamento teórico para não interferir nas respostas, contendo perguntas de como funcionava as práticas de manejo dentro das suas propriedades a respeito da criação das terneiras.
A abordagem teórica será de duas horas em sala de aula e duas horas de aula prática. No termino do treinamento serão distribuídos aos alunos uma ficha de avaliação das aulas teórica e prática, do interesse na continuidade desse tipo de atividade nos próximos anos e se de alguma forma os alunos tinham aprendido algo de novo sobre a criação da terneira.

Indicadores, Metas e Resultados

Os indicadores serão as avaliações feitas pelos alunos e as publicações que proporcionarão. A meta é atingir o máximo de curso nas escolas municipais e estaduais possíveis. Os resultados esperados é que ocorra melhoria na produção de leite no futuro nas propriedades leiteiras destas crianças e adolescentes por melhorarem a criação da terneira.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALEXIA FREIRE SOUTO
DANIEL JOSE CAVALLI VIEIRA
EDUARDO DA SILVA AVILA
GUILHERME POLETTI
LAIS NUNES MADRID
LARISSA RIOS OSWALDT
MATHEUS RAMOS FARIA
NATALIA TELESCA JACONDINO
NICHOLAS DA SILVEIRA DA SILVA
ROGERIO FOLHA BERMUDES2

Página gerada em 26/01/2020 19:23:07 (consulta levou 0.099106s)