Nome do Projeto
ENTREOITAVAS - Conjunto Instrumental infanto-juvenil
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
30/04/2019 - 10/12/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes
Eixo Temático (Principal - Afim)
Educação / Cultura
Linha de Extensão
Música
Resumo
O Projeto Entreoitavas – Conjunto Instrumental, voltado para de crianças de 7 a 9 anos de idade da comunidade de Pelotas, possibilita experiências que desenvolvem tanto conhecimentos musicais quanto a interação e socialização de seus participantes. Joly e Joly (2011), ao questionar o que “é uma orquestra como ambiente de ensino e aprendizagem e como se dá, nela, esse diálogo, explica: Ela parece favorecer o desenvolvimento de relações afetivas, de processos criativos, de desenvolvimento da imaginação e da sensibilidade auditiva proporcionando, o tempo todo, um diálogo dos músicos entre si, dos músicos com as regentes, dos músicos com os arranjadores, dos músicos com o público e, finalmente, de cada músico consigo mesmo. (p.81). Este Projeto, realizado conjuntamente à disciplina de Orientação e Pratica Pedagógico-Musical III do Curso de Música-Licenciatura desta Universidade, possibilita aos acadêmicos realizar observações, planejamentos, ações, experiências pedagógico-musicais, reflexões compartilhadas entre/com professora-acadêmicos-crianças. Esta abordagem permite amalgamar teoria e a prática. Conforme Diniz (2018) “A formação de professores terá mais sentido se for realizada por dentro ou o mais próximo possível das situações reais que um professor vive a cada dia”. (p.193). JOLY, Maria Carolina Leme; JOLY, Ilza Zenker Leme. Práticas musicais coletivas: um olhar para a convivência em uma orquestra comunitária. REVISTA DA ABEM: Londrina, v.19, n.26, 79-91, jul.dez 2011. (pp. 79-91) DINIZ, Lélia Negrini. Processos de uma experiência de docência: ensinando e aprendendo a ser professor de música. 2018. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Federal de Pelotas, Faculdade de Educação, Pelotas, BR-RS, 2018.

Objetivo Geral

Possibilitar às crianças formação musical a partir experiências e práticas em conjunto e
Realizar ações que proporcionem experiências pedagógico-musicais aos acadêmicos.

Justificativa

Este Projeto justifica-se por considerar, assim como Hentschke, apud Joly (2003), que a Educação Musical abre para a possibilidade das crianças desenvolverem
[...] suas sensibilidades estéticas e artísticas, o desenvolvimento da imaginação e do potencial criativo, um sentido histórico da nossa herança cultural, meios de transcender o universo musical de seu meio social e cultural, o desenvolvimento cognitivo, afetivo e psicomotor, o desenvolvimento da comunicação não-verbal. (p. 117)

No Conjunto Instrumental as aprendizagens se dão em diferentes momentos e, assim como afirma Joly e Joly (2011), “a partir da convivência, nos mais variados aspectos que surgem nas oportunidades de ensaios, viagens, festa do grupo e concertos. Esses processos educativos são de natureza musical, cultural e humana”. (Joly e Joly (p. 80).
Em relação aos acadêmicos, ao aprender entre pares com crianças e com um professor de referência, os futuros professores, têm a possibilidade de “uma experiência viva, consistente, contextual, significativa, articulada e complementar de formação” (Diniz, 2018, p.193)

JOLY, Ilza Zenker Leme. Educação e educação musical: conhecimentos para compreender a criança e suas relações com a música. In: HENTSCHKE, Liane; DEL BEN, Luciana (Orgs). Ensino de Música: propostas para pensar e agir em sala de aula. São Paulo: Moderna, 2003.

Metodologia

O Projeto de Extensão Entreoitavas – Conjunto Instrumental será realizado conjuntamente às aulas de Orientação e Prática Pedagógica musical III e tem dupla função: possibilitar às crianças uma formação musical a partir da vivência musical em conjunto e realizar ações que proporcionem experiências pedagógico-musicais aos acadêmicos.
Para tanto, as crianças em idade de 7 a 9 anos terão um encontro semanal de 60 minutos com o propósito de fazer música. O planejamento e as aulas seguem alguns princípios da Metodologia Orff-Shulwerk onde o movimento, o canto e o trabalho instrumental são inseparáveis de tal forma que somos participantes ativos como afirmou Carl Orff . Desta forma, as aulas serão práticas envolvendo a vivência corporal; a apreciação; o canto e, a execução instrumental, a criação. O Projeto conta com o instrumental ORFF disponível no Laboratório de Educação musical: instrumentos de percussão de altura determinada (xilofones; metalofones) e instrumentos de percussão de altura indeterminada.
O Projeto prevê três etapas que serão realizadas conjuntamente com os acadêmicos do cursos de Música-Licenciatura na disciplina de Orientação e Pratica Pedagógica em Música III (OPPM III):

1. PREPARAÇÃO/PLANEJAMENTO dos encontros com as crianças
• Escolha e estudo do repertório de parlendas, canções e demais materiais
• Preparação das abordagens de apresentação do repertório e dos conteúdos
• Fundamentação teórica

2. EXECUÇÃO
• Chegada das crianças e as aulas – as aulas partilhadas entre (crianças-acadêmicos-professora/coordenadora

3. REFLEXÃO FUNDAMENTADA
• Sobre a ação
• Avaliação e planejamento a partir de cada aula

Carl Orff. El Shulwerk – Pasado y Futuro. In: textos sobre Teoria y Prática del Orff-Schulwerk. Orff-Schulwerl Forum Salsburg. (p. 47-56)

Indicadores, Metas e Resultados

PRODUTO
•Duas apresentações musicais uma no final do primeiro semestre e outra no final do segundo semestre ambas abertas para a comunidade. Nestas apresentações musicais serão apresentados os resultados musicais da segunda etapa.


Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AIRTON CATARINO LOPES
BRUNO RODEGHIERO MOTTA
CAMILA BARBOZA CASTRO
CHRISTOPHER LEMOS LEITE
DEBORA MARTIM SOUZA ALMEIDA
DESIRÉE SALLES DA COSTA GONÇALVES
EUGÊNIO NUNES BASSI
FELIPE CESAR ZOCAL
FRANCISCO CARLOS DE SOUZA BAZ JUNIOR
FRANCO FARIAS OLIVEIRA
GISELE GONÇALVES GUTTERRES
GUILHERME TRAVAGLI RAMOS
ISAIAS DE ARAUJO VIEIRA
JOAO GUILHERME DOS REIS
JOSE CARLOS FREIBERGER
KEIVYNER SAIMONT DE OLIVEIRA MARTINS
LELIA NEGRINI DINIZ4
LUIS GUSTAVO DE SALES E SILVA
MARCELO XAVIER VALENTE JUNIOR
MARINA FONSECA HASSAN
MILENY JOUGLARD GOMES
RAFAEL PORFIRIO VILELA
RAFAEL VERAS ZORZOLLI
RODOLFO BATISTA LEAO SANTOS
RODOLPHO LUIS FRAGELLI RAMOS DOS SANTOS
Rosa Braba
SALATIELE DA ROSA GOMES
THAIS CARDOSO LEMOS
VANESSA RAMOS DE OLIVEIRA SOUZA
VITOR HUGO ALVES DE SOUZA

Página gerada em 17/08/2022 14:34:19 (consulta levou 0.502054s)