Nome do Projeto
GeoESed - Estratigrafia e Sedimentologia
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
06/01/2020 - 20/12/2023
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra
Resumo
Toda a região costeira do Rio Grande do Sul, incluindo Pelotas, é constituída por sedimentos que compõem a Planície Costeira do Rio Grande do Sul. A parte interior do estado é coberta, em grande parte, por rochas sedimentares da Bacia do Paraná e da Bacia do Camaquã. E esses sedimentos e rochas sedimentares estão recobertos por sedimentos gerados e depositados nos sistemas deposicionais recentes que se desenvolvem na região, como rios, lagoas, etc. Esses litotipos devem ser compreendidos quanto à sua gênese e distribuição espacial em detalhe, pois contém ou constituem materiais de importância econômica local e regional. Salienta-se também que, além dos benefícios que são conseguidos a partir do uso destes materiais, apresentam alta vulnerabilidade ambiental no que se refere à contaminação, devido às suas características petrofísicas de porosidade e permeabilidade. Outro fato relevante é que preservam fósseis e materiais arqueológicos que possibilitam a recomposição da história evolutiva biótica da região. O estudo avançado destes sedimentos e rochas sedimentares darão subsídios técnicos-científicos que poderão ser utilizados nas várias áreas económicas da região, bem como na área forense ou na geologia médica, promover a proteção dos ambientes mais suscetíveis à degradação ou destruição ambiental, além de subsidiar o reconhecimento de áreas mais propensas para resgate de fósseis e vestígios arqueológicos.

Objetivo Geral

O objetivo deste projeto de pesquisa é compreender a gênese e distribuição espacial dos sedimentos e das rochas sedimentares do Rio Grande do Sul, focando na região de Pelotas e metade sul do estado. Também visa identificar os ambientes sedimentares, além de caracterizar as suas propriedades petrofísicas.

Justificativa

As rochas sedimentares e os sedimentos que compõem o estado devem ser compreendidos quanto à sua gênese e distribuição espacial em detalhe, pois contém ou constituem materiais de importância econômica local e regional. São exemplos a areia dos rios usada na construção civil, a argila minerada para a indústria de cerâmica em Pelotas, e é sobre esses materiais que são construídos os empreendimentos imobiliários, estradas, ferrovias, e barragens de água. Além do mais, constituem o leito da Laguna dos Patos, deles é prospectada a água subterrânea, e minerado o carvão para geração de energia elétrica da região.
Deve-se salientar que, apesar dos benefícios que são conseguidos a partir do uso destes materiais, apresentam alta vulnerabilidade ambiental no que se refere à contaminação devido às características petrofísicas, pois a porosidade e permeabilidade altas fragilizam o processo de circulação de fluídos no seu interior. Outro fato relevante é que há preservação de fósseis e materiais arqueológicos que possibilitam a recomposição da história evolutiva viva da região, e a compreensão dos sistemas deposicionais dá subídios pra prever os locais de preservação destes materiais.

Metodologia

A pesquisa deve se desenrolar a partir de visitas em campo para caracterizar as rochas e dos sedimentos 'in loco', usando técnicas de descrição estratigráfica e mapeamento de rochas sedimentares, além de fazer a coleta de amostras. As amostras serão analisadas em estereomicroscópio e microscópio petrográfico, e serão submetidas à análise granulométrica no Laboratório de Sedimentologia e Geoquímica (LaSedGeoq). Metodologias específicas como difração de raios X, análise geoquímica de rocha total, análise de microfósseis também poderão utilizadas. Os dados serão interpretados a depender da natureza e gênero da ação inserida neste projeto de pesquisa.

Indicadores, Metas e Resultados

O estudo avançado das rochas sedimentares e dos sedimentos darão subsídios técnicos-científicos para serem utilizados nas várias áreas econômicas da região, na área forense ou na geologia médica, como também promover a proteção dos ambientes mais suscetíveis à degradação ambiental, além do reconhecimento de áreas mais propensas para resgate de fósseis e vestígios arqueológicos.
A finalidade destes estudos é de avançar no conhecimento científico da região, fomentar pesquisa a nível de Iniciação Científica (IC) e Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), bem como divulgar os resultados para pesquisadores interessados na área, alunos do ensino superior, comunidade em geral, e profissionais da região a partir de informações técnicas que subsidiem a implantação de empreendimentos, proteção de áreas, ou promoção da pesquisa científica sobre a história evolutiva da região.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANNA PAULA MATTE
CAMILE URBAN4
CRISTINA RAMALHO RIBEIRO2
DAVID JOZEF CORNELIUS DEBRUYNE
FERNANDO STEIMETZ
FORLAN LA ROSA ALMEIDA1
IAGO LUCAS NEVES DA SILVA
MARCELO DA SILVEIRA TORTOLERO ARAUJO LOURENCO
MARX VLADIMIR DE SOUSA MIRANDA
SUZANA MARIA MORSCH1
THAYNA NUNES ALVES
VITER MAGALHAES PINTO1
VITOR MATEUS LOPES VARGAS

Página gerada em 27/11/2020 08:21:28 (consulta levou 0.121608s)