Nome do Projeto
Geos
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
02/03/2020 - 01/03/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra
Eixo Temático (Principal - Afim)
Educação / Meio ambiente
Linha de Extensão
Divulgação científica e tecnológica
Resumo
O Grupo de Estudos em Geociências – Engenharia Geológica da UFPEL norteia seu trabalho na ampliação do conhecimento geocientífico tendo como base o mapeamento geológico, fundamento para qualquer projeto de exploração mineral. O mapeamento geológico é base também no controle de áreas de risco geológico, projetos de desenvolvimento urbano, base de aplicações geotécnicas, áreas de exploração de recursos minerais para aplicação direta em construção civil, como areia e brita, assim como para rochas ornamentais entre outras atividades de grande importância e interesse da sociedade em geral. A região de Pelotas e entorno esta inserida no contexto geológico de depósitos de sedimentos quaternários da Planície costeira e de rochas do embasamento cristalino do Batólito de Pelotas (escopo principal deste projeto). Os municípios de Capão do Leão e Pelotas, mais precisamente na localidade de Monte Bonito apresentam várias pedreiras ativas de rochas graníticas que fornecem matéria prima especialmente brita e saibro aos municípios da região e entorno. Na região de Arroio Grande, Candiota e Pinheiro Machado há jazidas de mármore e calcários explotados para indústria de cimento e uso como corretivo de solo (calagem). A maior jazida de carvão do país encontra-se no município de Candiota. Também há ocorrências de rochas ornamentais, além de requerimentos de pesquisa mineral para água mineral e substâncias metálicas, como ouro e cobre. Além disso, os municípios da Zona Sul do RS enfrentam, frequentemente, inundações e escorregamentos, ou seja, áreas de risco geológico que necessitam de assessoria técnica de profissional. Assim, estudos geológicos, em especial mapeamento de áreas de risco geológico são fundamentais em razão do histórico de ocorrências de acidentes resultantes dos processos naturais, somados às intervenções antrópicas no meio ambiente. Dentro deste contexto, o Grupo pretende atuar aprofundando e gerando produtos de conhecimento e aplicação geocientífica.

Objetivo Geral

Implementar um projeto de ampliação do conhecimento geocientífico com base no Mapeamento Geológico. Este projeto engloba a Geologia em vários campos como Cartografia geológica, Geologia de Engenharia, as Petrologias, Mineralogia, Geoquímica, Estratigrafia e Recursos Minerais assim como as Ciências Ambientais visando aplicá-la e difundi-la na comunidade em geral, incluindo entidades públicas e privadas, como escolas municipais e estaduais, e comunidade acadêmica. Desta forma contribuindo para o aprimoramento dos alunos envolvidos e o crescimento do conhecimento geocientífico da região de Pelotas e entorno.

Justificativa

A construção de um Grupo de Estudos na Engenharia Geológica surgiu com o desenvolvimento das disciplinas de Mapeamento Geológico e Petrologia Aplicada e consequente construção de Mapas Geológicos pelos professores e alunos do curso de Engenharia Geológica. Os mapeamentos são realizados nos municípios do entorno de Pelotas, RS, como região de Monte Bonito, Morro Redondo, Cerrito e Capão do Leão. Nos mapeamentos produzimos cartas geológicas que, dentro de um projeto de extensão e pesquisa, deve ser divulgado para a comunidade abrangida pelo Mapa geológico quer seja para a administração municipal e escolas, como para comunidade local. Assim como apresentado em Eventos, internos e externos a UFPEL. Além destes produtos vislumbramos a necessidade de oficializarmos as atividades vinculadas ao Mapeamento Geológico, quer seja pela construção de oficinas e mini cursos, já realizados ou a realizar pelo grupo de docentes e discentes proponentes deste Projeto, como de geotecnologias aplicadas ao Mapeamento Geológico e Introdução a Técnicas de Mapeamento, assim como Produção Literária com Relatórios Técnicos e Resumos em Congressos, assim como a maior difusão e aplicação de conhecimentos na área de geologia ambiental e de engenharia associados ao desenvolvimento regional e urbano.

Metodologia

O Grupo de Estudo em Geociências contempla várias ações relacionadas ao desenvolvimento do Mapeamento Geológico, sendo inicialmente divididos em elaboração de oficinas, mini cursos de Introdução ao Mapeamento Geológico e de Geotecnologias aplicadas, de, no mínimo 8 horas, inclusive com apoio de outros cursos como Tecnólogo em Geoprocessamento e Ciências da Computação; o próprio Mapeamento e produtos associados, como Recursos Minerais, Áreas de Risco Geológico e Ambiental; Divulgação em eventos técnico-científicos, como Simpósios, Encontros ou Jornadas Científicas, Congressos e Semanas Acadêmicas. Para implementar os objetivos do Grupo, utilizaremos, inicialmente, dos seguintes métodos de aprendizagem e divulgação do conhecimento geocientífico:
I) OFICINAS: As oficinas serão o carro chefe do Projeto, com a construção das oficinas concomitante ao desenvolvimento do Mapeamento geológico realizado pela equipe. As oficinas serão apresentadas preferencialmente na comunidade da área de Mapeamento. Por exemplo, em 2020 será apresentada na comunidade e escolas da região de Monte Bonito no primeiro semestre e em Arroio Grande no segundo semestre. Em Pelotas serão apresentadas nas escolas municipais e estaduais.
II) CURSO: curso presencial de Introdução à Técnicas de Mapeamento e de Geotecnologias aplicadas ao Mapeamento Geológico de, no mínimo, 8 horas. Público Alvo: alunos dos cursos de Engenharia Geológica, Geografia e Tecnólogo de Geoprocessamento. Se disponibilizará certificados aos participantes.
III) PUBLICAÇÕES E OUTROS PRODUTOS ACADÊMICOS: Inclui Produção Literária com Relatórios Técnicos (Produção do mapa Geológico e Nota Explicativa) Manual com diretrizes do Mapeamento Geológico. Resumos em Congressos e eventos científicos.

Indicadores, Metas e Resultados

O Grupo de Estudos em Geociências - UFPEL pretende cumprir com um dos seus fundamentos essências que é o aprofundamento e a divulgação do conhecimento, além de revigorar o seu processo de ensino/aprendizagem, possibilitando aos envolvidos (alunos, professores) uma reflexão sobre os problemas atuantes reais, direcionando seus esforços para a melhor solução. Consideramos a criação do Grupo de Estudos em Geociências da Engenharia Geológica importante como canalizador do conhecimento que está sendo gerado e sua divulgação dentro da comunidade local e regional, além da geocientífica. Os impactos esperados, dentro deste contexto, são o do aprimoramento dos discentes e docentes envolvidos, consequente aumento de autoestima e divulgação positiva do curso de Engenharia Geológica da UFPEL dentro da comunidade geocientífica e da sociedade em geral.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALANA ROSALINI SANTOS PIRES
BRENDA APARECIDA MARTINELI FRAGOSO
CAMILE URBAN1
DANIEL TRIBOLI VIEIRA
DAVID JOZEF CORNELIUS DEBRUYNE
EMANUELLE SOARES CARDOZO
GEYSI CUSTODIO DA SILVA
JOHNY BARRETO ALVES
RAISSA DE ARAUJO SILVA FERRAZ
SUYANE GONCALVES DE CAMPOS
VITER MAGALHAES PINTO6
VITOR MATEUS LOPES VARGAS
Vaneza Barreto Pereira

Página gerada em 16/10/2021 11:33:53 (consulta levou 0.101134s)