Nome do Projeto
Francês e Português: aspectos sincrônicos e diacrônicos
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
09/03/2020 - 09/03/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes
Resumo
O presente estudo tem por foco alterações segmentais decorrentes da derivação de nomes por sufixação, no francês e no português, em uma abordagem diacrônica e sincrônica. Em francês, tal como em português, a maior parte dos afixos que se prendem à borda direita da base (radical ou vocábulo) começa por vogal, a saber: (i) -el,-elle /εl/, formador de adjetivos a partir de bases nominais, conforme immortel /imɔRtεl/ ‘imortal’; (ii) -eur /œR/ (fem. -euse), formador de nomes a partir de bases nominais ou verbais, a exemplo de voleur /vɔlœR/ ‘ladrão’, (iii) -é, -ée /e/, formador de adjetivos a partir de bases nominais, a exemplo de aimé /eme/ ‘amado’; (iv) -eux /ø/ (fem. -euse), formador de adjetivos a partir de bases nominais, conforme fiévreux /fievRø/ ‘febril’; (v) -eau /o/ (fem. -elle), que forma nomes a partir de bases nominais, conforme agneau /aɲo/ ‘cordeiro’; (vi) -ise /iz/, formador de nomes femininos a partir de bases nominais, conforme bêtise /betiz/ ‘besteira’; (vii) -u, -ue /y/, formador de nomes a partir de bases nominais, a exemplo de têtu /tety/ ‘cabeçudo, obstinado’. Observe-se que, em exemplos como (a) peureux /pøRø/ ‘medroso’, que resulta da anexação de -eux /ø/ (feminino -euse /øz/) à base nominal peur /pœR/ ‘medo’; (b) têtu /tety/ ‘cabeçudo’ que decorre da adjunção de -u /y/ à base nominal tête /tEt/ ‘cabeça’; e (c) bêtise /betiz/ ‘besteira’, que resulta da afixação de -ise /iz/ à base nominal bête /bEt/ ‘besta’ – a vogal média-baixa da base, seja frontal arredondada /œ/, em peur, ou não-arredondada /E/, em bête, tête, tende a sofrer um processo de elevação (/œ/ > /ø/; /E/ > /e/), quando da presença de um sufixo iniciado por vogal média-alta /ø/ (-eux) ou vogal alta /y/ (-u) ou /i/ (-ise). Nesta pesquisa, para a análise das alterações que sofrem segmentos vocálicos em decorrência da derivação de nomes por sufixação, no francês e no português, adotam-se os modelos teóricos da Geometria de Traços (Clements e Hume, 1995) e da Morfologia Distribuída (Embick e Halle, 2005; Halle e Marantz, 1993,1994). Esta pesquisa ainda contempla três níveis de interfaces: (a) alia a morfologia no fato fonológico a ser estudado, já que a alteração segmental a ser investigada ocorre em contexto de derivação morfológica; (b) reúne dados de duas línguas românicas: francês e português; (c) congrega abordagem sincrônica e diacrônica dos sistemas linguísticos, uma vez que o corpus a ser investigação deve contemplar dados sincrônicos do francês e do português, assim como dados da mudança histórica que esses sistemas apresentaram.

Objetivo Geral

Investigar alterações segmentais decorrentes da derivação de nomes por sufixação, no francês e no português, em uma abordagem diacrônica e sincrônica.

Justificativa

A presente proposta justifica-se pela relevância em estudar duas línguas românicas: o francês e o português, sob os vieses sincrônico e diacrônico, no que tange a alterações de cunho segmental decorrentes da derivação de nomes por sufixação, à luz de importantes teorias linguísticas - a Teoria Autossegmental, por trabalhar com um mesmo conjunto unificado de traços para consoantes e vogais, e a Teoria da Morfologia Distribuída, por permitir discutir aspectos de interface entre morfologia e fonologia nos dois sistemas linguísticos. Por conseguinte, o estudo ora proposto pretende servir como mais um ferramental para as reflexões dos acadêmicos do Centro de Letras e Comunicação da UFPel sobre como se processa a estruturação interna dos sistemas linguísticos, francês e português, além de trazer subsídios para estudos diacrônicos de ambos os sistemas.

Metodologia

Visando à consecução deste projeto, serão cumpridos os seguintes procedimentos metodológicos:
- Consulta a bancos de dados do francês e do português, com o apoio de bolsistas de Iniciação Científica, os quais poderão dar suporte ao presente projeto:
- Banco de dados por classe social (VarX): sob a responsabilidade dos Profs. Paulo Borges e Luís
Amaral (UFPel)
- Banco de dados digitalizado formado por Livros de Impressões de Viagens ao Rio Grande do Sul no
século XIX: sob a responsabilidade do Prof. Paulo Borges (UFPel)
- Banco de dados de língua falada do francês contemporâneo Corpus de Français Parlé Parisien des
Années 2000 – CFPP 2000 – sob a forma de entrevistas, nos moldes preconizados pela Sociolinguística
Laboviana, de franceses moradores de Paris e de seus arredores.
- Coleta de dados em dicionários e gramáticas históricas tanto do francês quanto do português.
- Transcrição de dados dos Bancos de Dados.
- Análise de dados: as análises serão feita de acordo com modelos teóricos atuais, a exemplo da Fonologia Autossegmental.

Indicadores, Metas e Resultados

Os resultados esperados pela presente proposta, no que tange a pontos em que se assemelham ou dessemelham os sistemas linguísticos em foco, para os próximos dois anos, são estes:
- descrição de dados de caráter sincrônico e diacrônico do francês e do português no tocante ao tema da presente investigação;
- mapeamento dos caminhos evolutivos por que passaram ambos os sistemas linguísticos no tocante ao foco da investigação aqui proposta;
- análise dos mecanismos formais de que os sistemas linguísticos se utilizam/utilizaram fazendo-os convergir ou divergir em termos de estrutura e funcionamento;
- reflexão aprofundada sobre a mudança e a variação de línguas romanas como o francês e o português;
- contribuição, para a comunidade acadêmica regional e nacional da área de Letras, por meio de publicações no campo do conhecimento focalizado pelo projeto.
Indicadores de resultados ao final do projeto:
Espera-se que os resultados obtidos, a partir da análise dos dados sob o enfoque de teorias linguísticas,
contribuam para a elucidação de aspectos concernentes ao funcionamento interno dos sistemas linguísticos, bem como o uso desses sistemas. Dessa forma, ter-se-ão beneficiado não só a Linguística Teórica, mas a Linguística Aplicada.
Repercussão e/ou impactos dos resultados:
Acredita-se que os resultados obtidos possam servir como mais um ferramental para as reflexões dos
acadêmicos do Centro de Letras e Comunicação da UFPel sobre como se processa a estruturação interna dos sistemas linguísticos, francês e português, além de trazer subsídios para estudos diacrônicos de ambos os sistemas. Da mesma forma, tais resultados permitirão, sobretudo, o aprofundamento das reflexões e a incrementação das pesquisas na área de Linguística Aplicada pelos alunos da Graduação e do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFPel.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CARMEN LUCIA BARRETO MATZENAUER
CINTIA DA COSTA ALCANTARA6
PAULO RICARDO SILVEIRA BORGES
VITORIA DAS NEVES BETEMPS

Página gerada em 10/04/2021 16:03:30 (consulta levou 0.053017s)