Nome do Projeto
Projeto de pesquisa e extensão em fertilidade do solo e nutrição de plantas
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
01/05/2020 - 01/05/2023
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Resumo
A demanda por alimentos em 2050 deverá ser cerca de 50% superior a atual. Nesse cenário, o exaurimento de recursos naturais, mudanças climáticas, menor disponibilidade de áreas agricultáveis e alta demanda por alimentos com menor uso de químicos sintéticos, são necessárias estratégias de manejo mais sustentáveis de produção agropecuária. Nesse sentido, esse projeto tem o objetivo de desenvolver ações de pesquisas e extensão vinculadas ao Departamento de Solos e ao Programa de Pós Graduação em Manejo e Conservação do Solo e da Água da UFPel. Entre esses objetivos estão a capacitação de docentes e discentes e também de membros externos da UFPel. Estão previstas também ações de pesquisa que envolvem experimentos de fertilização e nutrição de culturas de arroz irrigado, soja, milho e sistemas integrados de produção agropecuária. Entre os cursos de extensão estão previstos a realização de cursos de atualização de recomendação de calagem e adubação para os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina e workshops de nutrição de plantas.

Objetivo Geral

- Desenvolver projetos de pesquisa na área de solos focado nas principais culturas do Sul do Brasil com ênfase em práticas sustentáveis de nutrição e produtividade de culturas e sistemas de produção agrícola.

- Desenvolver eventos de extensão como cursos, oficinas de campo, palestras e workshops focados em solos e nutrição de plantas que propiciem a transferência de conhecimento e tecnologia a agricultores e técnicos da área agropecuária.

Justificativa

Até 2050 a população mundial irá atingir cerca de 9,5 bilhões de pessoas e haverá um aumento de cerca de 50% na demanda por alimentos associada não só ao aumento populacional, mas também em razão do aumento da renda per capta e da urbanização. Nesse cenário, o Brasil possui uma posição de destaque no contexto atual de produção de alimentos. No país há conhecimento sólido de produção de grãos em condições tropicais e sub tropicais associado a uma ampla área de terra agricultável. Atualmente o país é o maior exportador mundial de soja, carne bovina e de frangos. Segundo estimativas do MAPA o Brasil até o ano agrícola 2027/28 terá um aumento da área em 14,9% e da produção em 29,8%.
Nesse sentido, houve avanços relevantes em tecnologia na agricultura que contribuíram para o aumento desde a revolução verde, depois com práticas de manejo conservacionistas e mais recentemente com a adoção de organismos geneticamente modificados (OGM’s) que contribuíram para o avanço da agricultura. Contudo, estamos ingressando em uma nova era, onde a intensificação sustentável, estará baseado no aumento da produtividade dos cultivos agrícolas, concomitantemente, ao menor uso de químicos sintéticos, menor gasto energético e menor emissão de gases de efeito estufa.
No Sul do Brasil, destacam-se as culturas de grãos de arroz irrigado, soja e milho. O arroz irrigado é uma cultura amplamente cultivada no mundo principalmente no continente asiático, onde concentra-se cerca de 90% do cereal. Fora do continente asiático, o Brasil é o principal produtor de arroz e o Rio Grande do Sul possui cerca de 75% da comercialização desse cereal. Houve uma grande evolução na produtividade de arroz irrigado a partir dos anos 70 com a inserção de cultivares de arquitetura moderna, nos anos 90, cultivares mais produtivas e nos anos 2000 houve a inserção de cultivares com a tecnologia Clearfield® resistentes aos herbicidas do grupo das imidazolinonas, importante ferramenta para o controle de arroz daninho. Nos últimos 10 anos, houve um aumento significativo da rotação de arroz irrigado com a cultura da soja que foi uma importante prática de manejo para o aumento da produtividade de arroz irrigado.
A soja foi introduzida no Brasil com maior intensidade a partir da década de 60, quando houve uma grande demanda por produção de suínos e aves, onde o farelo de soja é um insumo essencial na nutrição desses animais. Houve um melhoramento intensivo das práticas de manejo e de cultivares mais adaptados as condições tropicais e sub-tropicais. Atualmente as produtividades de soja circundam entre 3.000 a 3.200 kg ha-1.
Além de arroz irrigado e soja, o Rio Grande do Sul também possui uma importante vocação de produção de milho, principalmente em rotação com a cultura da soja e utilizado como alternativa importante também em pequenas propriedades como ferramenta para nutrição animal.
Nesse sentido, ainda há grandes avanços em termos de aumento de produtividade alicerçada principalmente em menor uso de químicos sintéticos externos e com maior eficiência no uso de recursos naturais. Nesse contexto, ainda há uma grande lacuna de conhecimento relacionado a ciência do solo que visam contribuir para práticas mais eficientes de adubação e nutrição de plantas para suprir a demanda crescente de alimentos.
Além disso, há uma grande lacuna de difusão de conhecimento e resultados de pesquisa da Universidade para a sociedade, em especial agricultores e profissionais da área agropecuária.

Metodologia

As atividades que constituem o projeto serão realizadas no período entre maio de 2020 e maio de 2023, compreendendo 36 meses. As atividades serão conduzidas na Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel na Universidade Federal de Pelotas – FAEM/UFPel, em Capão do Leão-RS.
Para a execução das ações de pesquisa propõe-se a realização de experimentos de campo no Centro Agropecuário da Palma-UFPel e na casa de vegetação do Departamento de Solos da UFPel. Além disso, serão realizados experimentos em fazendas parceiras do Departamento de Solos da UFPel. Para análises de solo e plantas serão utilizados os laboratórios de química do solo, nutrição mineral de plantas, física do solo, microbiologia do solo e o laboratório de rotina de fertilidade do solo FAEM/UFPel. Para os eventos de extensão serão feitos também na FAEM/UFPel, fazendas e instituições parceiras.
Para execução das ações de pesquisa e extensão será feita por uma equipe de professores do Departamento de Solos, alunos do Programa de Pós Graduação em Manejo e Conservação do Solo e da Água e por alunos de graduação da UFPel. Além disso, as ações serão feitas em colaboração com IRGA e EMBRAPA.

Indicadores, Metas e Resultados

Com o presente projeto, pretende-se produzir e transferir informações consistentes em relação aos sistemas de adubação e desenvolvimento de culturas e sistemas de produção de grãos no Sul do Brasil, uma importante fronteira agrícola do Rio Grande do Sul. Dessa forma, espera-se que essas ações de pesquisa e extensão possam contribuir para lavouras de maior rentabilidade econômica aos produtores e com menor impacto no ambiente em uma região que possui cerca de 1 milhão de ha de arroz irrigado, 2 milhões de ha de soja e uma área de 6 milhões de ha de pecuária extensiva que podem ter melhorias consideráveis na produção.
Além disso, o mesmo projeto possibilitará interação com outras instituições e contribuir para a uma produção técnico-científica de alto impacto no Estado.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDERSON DIAS SILVEIRA
CRISTIANO WEINERT
FILIPE SELAU CARLOS78
FLAVIA FONTANA FERNANDES1
JULIA PERALTA FERREIRA
JULIANO BRUM DE QUEVEDO
KEVIN KICKHOFEL WEISSHAHN
LUCAS VASCONCELLOS DOS SANTOS
LUIZ FERNANDO SPINELLI PINTO1
MILENA MOREIRA PERES
PÂMELA ANDRADES TIMM
ROGERIO OLIVEIRA DE SOUSA78

Recursos Arrecadados

FonteValorAdministrador
Patrocínio e doaçãoR$ 400.000,00Fundação Delfim Mendes da Silveira

Plano de Aplicação de Despesas

DescriçãoValor
339014 - Diária Pessoa CivilR$ 5.000,00
339018 - Auxílio Financeiro a EstudantesR$ 15.000,00
339020 - Auxílio Financeiro a PesquisadorR$ 40.000,00
339030 - Material de ConsumoR$ 120.000,00
399032 - Material de Distribuição GratuitaR$ 20.000,00
339033 - Passagens de Despesas de LocomoçãoR$ 10.000,00
339039 - Outros Serviços de Terceiro - Pessoa JurídicaR$ 80.000,00
449051 - Obras e InstalaçõesR$ 10.000,00
449052 - Equipamentos e Material PermanenteR$ 100.000,00

Página gerada em 28/06/2022 00:02:06 (consulta levou 0.095022s)