Nome do Projeto
A METEOROLOGIA COMO FERRAMENTA DE APERFEIÇOAMENTO PRÁTICO NO ENSINO DA EDUCAÇÃO BÁSICA
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
04/05/2020 - 04/05/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Multidisciplinar
Eixo Temático (Principal - Afim)
Educação / Meio ambiente
Linha de Extensão
Metodologias e estratégias de ensino/aprendizagem
Resumo
Este projeto de extensão tem como objetivo geral desenvolver métodos e ferramentas que auxiliem na aplicação e desenvolvimento das competências relacionadas à meteorologia, na educação básica. Visando estabelecer uma relação entre a comunidade externa e a universidade, sendo desenvolvidas ações que possibilitem uma troca de conhecimentos. De acordo com os dados do último Sistema de Avaliação de Educação Básica, dos alunos prestes a concorrer a uma vaga na universidade, cerca de 2/3 apresentam dificuldade no que tange a interpretação e elaboração de textos e que 9 em cada 10 alunos possuem deficiências em conceitos e aplicações da matemática. Assim pretende-se através da construção de equipamentos de monitoramento de tempo e clima, a partir de material reciclado e/ou baixo custo auxiliar e desenvolver habilidades práticas e de raciocino lógico dos alunos da educação básica. Visto que fenômenos meteorológicos influenciam nas diversas atividades humanas facilitando o interesse dos alunos nessa temática.

Objetivo Geral

Como objetivo geral propõem-se desenvolver métodos e ferramentas que auxiliem na aplicação e desenvolvimento das competências relacionadas à meteorologia, na educação básica.

Os objetivos específicos englobam:
• Roda de conversa sobre o entendimento do tempo e clima, com os alunos das escolas parceiras.
• Construção de equipamentos, a partir de material reciclado, para aferir variáveis meteorológicas;
• A partir dos equipamentos construídos, os alunos serão capazes de criar e entender a respeito de series climáticas e compreender a importância do monitoramento climático.

Justificativa

Este projeto de extensão visa estabelecer uma relação entre a comunidade externa e a universidade, sendo desenvolvidas ações que possibilitem uma troca de conhecimentos. Em consonância com o Plano Nacional de Educação (PNE) 2014 -2024, que prevê um percentual de 10% da carga horária total dos cursos de graduação em atividades de extensão. Dessa forma, a instituição levará as escolas de ensino fundamental e médio os saberes desenvolvidos em seus espaços. Assim como as escolas retribuíram compartilhando os conhecimentos que é detentora e atuando em prol da defesa da educação.
Segundo os resultados do último Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB), realizado em 2017 e analisados pela organização Todos pela Educação (2019), no 5º do ensino fundamental constata-se que o percentual de alunos com conhecimento adequado para aquele ano do ensino corresponde a 60,7% em língua portuguesa e 48,9% em matemática. No 9º do ensino fundamental o conhecimento adequado foi atingido por 39,5% dos alunos em língua portuguesa e 21,5% dos alunos em matemática. No 3º ano do ensino médio a situação é a mais crítica, onde o percentual de alunos com conhecimento adequado para este ano do ensino é de apenas 29,1% em língua portuguesa e 9,1% em matemática. Ao se verificar os resultados do município de Pelotas, também no último ano do ensino médio, os percentuais atingem 36,8% em língua portuguesa e assustadores 4,5% em matemática (TODOS PELA EDUCAÇÃO, 2019).
Destes resultados pode-se esperar que, dos alunos prestes a concorrer a uma vaga na universidade, cerca de 2/3 apresentam dificuldade no que tange a interpretação e elaboração de textos e que 9 em cada 10 alunos possuem deficiências em conceitos e aplicações da matemática.
Diante do exposto, este projeto colaborará com o desenvolvimento de habilidades práticas e de raciocino lógico dos alunos da educação básica, através de elementos de monitoramento de tempo e clima.
O conhecimento da meteorologia e seu monitoramento são fundamentais para o desenvolvimento das diversas atividades humanas, como esta temática está presente na vivência dos alunos possibilita uma interação entre a escola e os conteúdos da meteorologia. Segundo Giroto et al. (2015) os temas de meteorologia estão relacionados com habilidades curriculares do ensino da ciência e da geografia. Além disso, outras disciplinas serão contempladas como matemática, física e estatística.
Assim a ideia central deste projeto é articular a aprendizagem das competências necessárias ao monitoramento climático com as de outras habilidades relacionadas a esta área do conhecimento, buscando apoio no cotidiano escolar e social dos alunos, bem como relacionando com todas as demais componentes curriculares.

Metodologia

Primeiramente será realizada uma roda de conversa com os alunos, sobre o compreensão e monitoramento do tempo e clima, e a importância do mesmo para o dia-a-dia da sociedade.
Será desenvolvido ações de criação e confecção de instrumentos meteorológicos, a partir de materiais reciclados e/ou baixo custo. Reforçando a importância da reciclagem para o futuro sustentável do planeta.
Estão previstos a confecção dos seguintes equipamentos.
● Pluviômetro de garrafa plástica – este equipamento servirá para medir o volume precipitado, e poderá ser instalado na casa de cada estudante, assim os alunos aprenderam como coletar e criar uma série de dados meteorológicos;
● Equipamento para aferir a direção do vento – será confeccionado uma “biruta” para averiguar a direção do vento, assim os alunos aprenderam a identificar as direções, para a correta interpretação do instrumento;
● Barômetro rústico - este equipamento será confeccionado utilizando recipiente de vidro e bexiga elástica com a finalidade de obter estimativas da pressão atmosférica. Os alunos aprenderam a coletar e criar uma série histórica de pressão atmosférica e entender sua relação com as condições de tempo;
● Anemômetro caseiro - este equipamento se destina a medição da velocidade do vento. Usando materiais recicláveis e de baixo custo, este equipamento deve auxiliar os alunos a compreender o método científico, o registro de dados, conceitos de física e matemática.
Além de desenvolver habilidades técnicas de desenvolvimento de instrumentos, os alunos serão capacitados para a coleta de dados e a partir destes criar e analisar séries de dados, consolidando conceitos matemáticos, físicos e estatísticos, bem como o uso de ferramentas de elaboração e construção de bancos de dados.

Indicadores, Metas e Resultados

A partir do desenvolvimento desse projeto, espera-se:
- A interação entre comunidade acadêmica e a sociedade por meio da troca de conhecimentos, da participação e do contato com as questões complexas no âmbito da meteorologia;
- Despertar o interesse dos professores a trabalhar e incluir temas relacionados a meteorologia no contexto da sala de aula;
- Auxiliar no desenvolvimento de aulas práticas, a partir de materiais de baixo custo e /ou reciclados;
- Desenvolver habilidades de construção, aferição de instrumentos meteorológicos a fim de destacar a importância do monitoramento das variáveis meteorológicas.
Para avaliar o projeto desenvolvido será aplicado um questionário aos alunos antes e depois do desenvolvimento do projeto, construindo indicadores da aplicação de projetos dessa natureza em escolas de educação básica.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
DIULIO PATRICK PEREIRA MACHADO
DÉBORA DE SOUZA SIMÕES
EMILY CLAUDIA PEREIRA RAMOS
JOAO CARLOS TORRES VIANNA5
KEROLLYN ANDRZEJEWSKI DE OLIVEIRA
LETICIA PRECHESNIUKI ALVES
LUCIANA BARROS PINTO4
MORGANA VAZ DA SILVA8
OTAVIO MEDEIROS FEITOSA
THABATA PAOLA IDIART BRUM
VINICIO LIMA SANTOS

Página gerada em 27/07/2021 06:51:03 (consulta levou 0.221551s)