Nome do Projeto
Ópera na Escola
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
24/04/2017 - 15/11/2023
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes
Eixo Temático (Principal - Afim)
Cultura / Educação
Linha de Extensão
Música
Resumo
O projeto "Ópera na Escola" teve seu início em 2005 com o objetivo de oportunizar atividades artístico-musicais nas escolas da rede municipal de Pelotas e região, criando vínculo entre a universidade e a comunidade escolar, atuando como elemento de integração e inclusão social, e mostrando ser possível a iniciação musical também através da ópera. A ópera nasceu na Itália do século XVII como forma de teatro musical, promovendo uma espécie de diálogo cantado com o acompanhamento de orquestra. Firmou-se como gênero musical em que a música, as artes cênicas e as artes plásticas estão presentes em um único espetáculo. No projeto, a ópera serve de meio para uma iniciação musical onde são abordados os principais elementos da música. A imersão das crianças na história cantada tem a ajuda dos cenários, dos figurinos e da própria apresentação do libreto (texto da ópera). Oferecia-se, assim, um processo inicial de musicalização através da confecção de cenários, exposição de libretos, discussão de enredo, dentre outras atividades que culminariam na apresentação da ópera inicialmente escolhida, em que o espetáculo era adaptado ao imaginário infantil. Ao longo desses 12 anos de existência, o projeto vem mudando sua forma de apresentação. Hoje, o "Ópera na Escola" se desenvolve com uma metodologia diferente, conta com recitais didáticos compostos por alunos (e ex-alunos) do Curso de Música - Bacharelado em Canto em que apresenta ao público alvo conceitos musicais de maneira direta e relacionados com a obra posteriormente executada. Assim, abriu-se espaço ao universo dos "musicais", do "lied" (canção alemã), das árias antigas italianas, da "chanson" (música francesa), da música de câmara brasileira, entre outros. O material audiovisual é também utilizado para o enriquecimento da apresentação através de desenhos animados que auxiliam na compreensão do enredo. Paralelamente, o Ópera na Escola proporciona aos alunos das disciplinas Canto I a VIII e Seminário do Canto I a VIII, além de alunos de outros instrumentos, não só a oportunidade de se apresentarem como solistas, mas também de participarem ativamente de todas as etapas de planejamento e execução das apresentações musicais. Dessa forma, o projeto contribui para os Cursos de Bacharelado em Música (em especial opção Canto) como uma ferramenta complementar à sala de aula, conforme previsto no plano pedagógico desses cursos. Além disso, o projeto contempla a formação cidadã dos futuros músicos, dando-lhes a oportunidade e o desafio de servir a comunidade através da música. O Projeto Ópera na Escola tem participado de seminários e congressos, com publicações, e obtendo destaques e premiações, além de divulgação e reportagens nos jornais locais e da região. Página do projeto no Facebook: @operanaescola.

Objetivo Geral

Oportunizar a vivência do gênero operístico aos alunos das escolas públicas, promovendo a integração entre Universidade e Comunidade.
Incrementar a formação profissional do estudante de música, proporcionando-lhe a interpretação de obras musicais como solista, além do aprendizado na montagem e execução de um espetáculo.
Atingir um público juvenil externo à universidade e sem outras possibilidades de acesso a essa forma de arte.
Oportunizar a formação de público crítico.
Propiciar às crianças os benefícios culturais, cognitivos e sociais da música, incentivando-lhes o desenvolvimento da sociabilização, da sensibilidade, da criatividade, da livre expressão e das habilidades psicomotoras, entre outros.

Justificativa

O projeto se justifica pela importância da vivência musical no desenvolvimento da percepção e sociabilização da criança, em especial os pertencentes à rede pública de ensino, que contam com poucas oportunidades de
contato com o mundo artístico, em especial a música erudita. O repertório engloba músicas de câmara e trechos de ópera. A escolha dessa última se justifica pela grande abrangência do gênero, pois congrega música, teatro e artes plásticas em um único espetáculo.
O projeto tem grande impacto na formação do estudante de música, proporcionando-lhe atuar como intérprete solista e como organizador de evento musical junto à comunidade.
Os conteúdos curriculares do curso de música são colocados em prática não só no momento da apresentação artística das obras musicas, mas também na elaboração de recitais onde as narrativas serão explanadas didaticamente às crianças, desde a história contada até os meios interpretativos musicais.
O projeto ajuda na formação crítica do estudante de música, levando-o a compreender os meios e recursos de formação de público jovem para a música erudita, além de integrá-lo com a comunidade e sua realidade social, uma vez que o público estudantil das escolas visitadas não teria acesso a essa forma de arte de outro modo.

Metodologia

Atividades a serem desenvolvidas:
Visitas iniciais às escolas da rede municipal de ensino infantil de Pelotas como o propósito de expor os objetivos do projeto a diretores e professores.
Marcar cronograma de apresentações musicais aos alunos das escolas. O projeto ocorre de duas formas: levando algumas apresentações aos alunos no seu meio escolar ou através do deslocamento das crianças para apreciarem apresentações em espaços adequados, como o Conservatório de Música, o Campus Anglo, a Biblioteca Pública, etc, para que os alunos da rede pública possam vivenciar a inclusão social nesses espaços.
Quanto ao deslocamento das crianças até os referidos locais, ele é feito mediante disponibilidade do transporte fornecido pela Universidade Federal de Pelotas. Quando esse não é possível, os colaboradores do projeto se deslocam até as escolas por seus próprios meios de locomoção, como por exemplo: carros particulares, ônibus circular ou a pé.
Planejar as apresentações e escolher o repertório musical a ser a apresentado.
As obras musicais a serem apresentadas serão ensaiadas com os alunos de música, professores colaboradores e convidados da comunidade.
Selecionar figurinos e cenários para as apresentações.
Elaborar recursos audiovisuais para a narração lúdica e didática das obras musicais.
Realizar apresentações com cenas de óperas, musicais, canções eruditas italianas, francesas, inglesas, brasileiras, além de repertório popular.

Indicadores, Metas e Resultados

Indicadores:
O projeto já atingiu diretamente cerca de 8000 crianças da rede infantil pública e particular em Pelotas e região, e indiretamente 1500 pessoas da comunidade.
Mais da metade das escolas da rede municipal infantil já foram contempladas com as apresentações do projeto.
Mais de uma centena de alunos e colaboradores atuou diretamente nas apresentações do projeto.
Atuações artístico-musicais do projeto ao longo de 12 anos: aproximadamente 150.
Em 2007 a bolsista Danielle Almeida recebeu o prêmio "Melhor Bolsista Extensionista" no Seminário de Extensão da UFPel.
O projeto, desde sua criação, participa de seminários e congressos de iniciação científica e extensão, através de apresentação de trabalhos orais, banners e publicação em anais. Em vários desses eventos houve apresentações musicais do projeto a pedido da organização.
Muitos ex-alunos de canto tiveram no projeto o início de sua trajetória artística, tendo ganhado experiência para sua vida profissional. Dentre eles pode-se destacar Carla Domingues, soprano solista em muitas montagens de ópera no Brasil e ganhadora de prêmios nacionais e internacionais em Concursos de Canto Lírico, e Luiza Kurtz, que atualmente desenvolve carreira como solista de ópera na Europa. Recentemente, a aluna Renata Gonçalves foi selecionada para fazer um curso de aperfeiçoamento em canto lírico na Argentina, tendo como corpo docente professores renomados do Teatro Colón, de Buenos Aires.
Em 2016 o projeto foi convidado a palestrar e a fazer uma apresentação demonstrativa em Curso de Aperfeiçoamento de Professores da Rede Estadual de Ensino, promovido pela UFRGS em parceria com a UFPel.

Metas e resultados esperados:
Promover a troca de vivências entre professores e alunos da UFPEL e das escolas visitadas;
Aprimorar a percepção musical e a expressão artística das crianças;
Proporcionar aos alunos da UFPEL, colaboradores no projeto, a experiência didática, a prática musical, e a noção da importância do trabalho executado para o resgate da auto-estima e a valorização do cidadão na sociedade.
Pretende-se desenvolver um Projeto de Ensino intitulado "Ópera em Cena", tendo como objetivo principal ampliar os conhecimentos cênicos e musicais dos gêneros ópera, cantata, oratório e ciclos de música dos estudantes de música, especialmente dos alunos de canto lírico, e a prática em conjunto com a orquestra de Câmara da Universidade Federal de Pelotas.
A avaliação do projeto se dará através de entrevistas e questionários aplicados à comunidade escolar, além de reuniões e elaboração de relatórios com os colaboradores do projeto.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANGELA MARIA PACHON ELIAS
CAROLINE DOS SANTOS PERES
DANIELA DA SILVA MOREIRA5
ELIANE BRUM MACHADO5
EVERTON TERCIOTE
GUSTAVO DOS SANTOS BALDI
JAQUELINE KRUMREICH BARTZ
JAQUELINE KRUMREICH BARTZ
JAQUELINE KRUMREICH BARTZ
JOÃO ALBERTO DOS SANTOS FERREIRA FILHO
LEONORA OXLEY RODRIGUES5
MAGALI LETICIA SPIAZZI RICHTER5
MARCELO MACEDO CAZARRE5
MARCELO MENDONÇA SCHUCH
MARIA CLARA VIEIRA
MARILIA GRASIELA TRENTIN PIOVESAN
MENAN MEDEIROS DUWE5
MÁRCIA ROSINEI SOLDATI RODRIGUES
NATÁLIA GONÇALVES PEREIRA
PAULO HENRIQUE SEVIDANES JUNIOR
PEDRO NEVES MORO
PÂMELA PAIVA DA SILVA
RAÍSSA RODRIGUES LEAL
RENATA DA SILVA GONÇALVES
TIAGO SABINO RIBAS5
YARANA ESTER DE CAMPOS BORGES

Página gerada em 24/01/2021 09:59:50 (consulta levou 0.164132s)