Nome do Projeto
Consolidação do Laboratório de Informática como espaço interdisciplinar de formação, ensino e aprendizagem
Ênfase
Ensino
Data inicial - Data final
13/04/2020 - 13/04/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra
Resumo
As Bolsas de Iniciação ao Ensino do Programa de Bolsas Acadêmicas (PBA), “destinam-se eminentemente à formação acadêmica dos/as discentes regularmente matriculados/as em cursos de graduação da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), visando à melhoria da qualidade da(s) atividade(s) de ensino e a inserção discente no exercício da docência, contribuindo para sua formação acadêmico-profissional” (UFPEL, 2014a). Nesse sentido, este projeto busca contemplar atividades relacionadas ao Laboratório de Informática da Graduação (LIG) do Centro de Ciências Químicas, Farmacêuticas e de Alimentos (CCQFA), localizado no Campus Capão do Leão, que inclui ações vinculadas à manutenção e ao uso como espaço de ensino e permanência dos discentes, ao desenvolvimento de material didático relacionado à Química e instrumentação, à realização de oficinas em informática a alunos dos cursos do CCQFA e para auxiliar o componente curricular de “Informática em Educação Química” do Curso de Licenciatura em Química da UFPel. Este projeto de ensino tem objetivo de (i) consolidar o Laboratório de Informática da Graduação como um espaço interdisciplinar de permanência, ensino e aprendizagem, (ii) utilizar o LIG para o desenvolvimento de material didático relacionado à Química e instrumentação em Química e (iii) contribuir com o componente curricular de Informática em Educação Química e com o uso do Laboratório de Informática de Graduação do CCQFA.

Objetivo Geral

Este projeto apresenta quatro objetivos principais: (i) Manter e consolidar o Laboratório de Informática da Graduação (LIG) do CCQFA como espaço pedagógico, contribuindo com a qualidade da formação dos graduandos; (ii) Promover o uso de dispositivos eletrônicos miniaturizados para o uso no ensino de Química; (iii) Proporcionar melhorias aos processos de ensino e de aprendizagem de conhecimentos químicos básicos através da produção de material didático disponível online e (iv) auxiliar em atividades que envolvem recursos de informática no LIG/CCQFA e em atividades do componente curricular de Informática em Educação Química.

Justificativa

O Laboratório de Informática da Graduação (LIG) do Centro de Ciências Químicas, Farmacêuticas e de Alimentos (CCQFA), localizado no Campus Capão do Leão, é um espaço de ensino e permanência dos discentes, destinado para os graduandos desenvolver trabalhos, pesquisas, estudos e quaisquer atividades relacionadas a componentes curriculares que exijam recursos de informática. As atividades no LIG visam contribuir com a formação dos discentes em atividades individuais ou em grupo, com o intuito de fortalecer o processo de ensino e de aprendizagem e a melhoria das condições de estudo e de permanência dos graduandos dos diferentes cursos da UFPel (UFPEL, 2008; UFPEL, 2014a; UFPEL, 2014b).
As atividades de discentes no LIG atendem, em especial, os Cursos de Graduação do CCQFA, por exemplo os Cursos de Bacharelado em Química, Licenciatura em Química, Química Industrial, Química Forense e Farmácia, ainda que outros cursos também usufruam desse espaço. Na ausência de espaço semelhante no Campus Capão do Leão, o LIG desempenha um papel importante como espaço de permanência dos alunos de graduação dos cursos do CCQFA. Além disso, o laboratório está vinculado ao componente curricular de Informática em Educação Química, que é realizado no LIG (com oferta regular ao Curso de Licenciatura em Química da UFPel). Os bolsistas auxiliam na instalação de programas, no atendimento e orientação sobre recursos de informática aos usuários do LIG e ao professor do referido componente curricular.
A recente disponibilidade de microcontroladores de baixo custo como o Arduino os tornaram promissores como uma interface entre equipamento científico e computadores (Mabbott, 2014). O desenvolvimento observado de novos instrumentos tem um efeito adverso, pois muitos estudantes tem dificuldade em correlacionar os resultados observados no computador com os fenômenos físicos e químicos ocorrendo na escala microscópica (Famularo, 2016). Normalmente são abordados princípios físicos e químicos de Análise Instrumental e Físico-Química de maneira teórica nos Cursos de Química, porém instrumentos eletrônicos miniaturizados de baixo custo tem permitido o uso prático de tais dispositivos para o ensino de química e em laboratórios de pesquisa (Mabbott, 2014). Este projeto pretende promover o LIG como um espaço interdisciplinar de instrumentação, como uma interface entre a Química e Computação, através do estudo, desenvolvimento e divulgação de material didático com o uso de placas como o Arduino. Além disso, com a crescente tendência em automatização na área das exatas, espera-se contribuir na formação dos discentes ao promover técnicas, habilidades e conceitos não abordados no currículo tradicional dos cursos do CCQFA. Com isto, além de acrescentar à formação dos alunos, pretende-se aumentar o interesse dos alunos nos Cursos do CCQFA, possivelmente diminuindo a evasão dos Cursos e da instituição.
A acessibilidade e uso da internet impulsionou a capacidade e facilidade de compartilhar informação e pode potencialmente melhorar a comunição de ciência ao público em geral (Moy, 2010). Com este intuito, pretende-se que o LIG atue na criação de legendas de vídeos de divulgação científica em plataformas como o YouTube e na criação e edição de páginas como a Wikipedia, em assuntos relacionados a Química selecionados pelos professores-colaboradores e/ou sugeridos pelos próprios discentes. Com isto pretende-se, além de divulgar as atividades do LIG/CCQFA, promover o acesso a conteúdos de Química.

Metodologia

Haverá a solicitação de bolsistas, conforme disponibilidade e orientações dos editais da UFPel. Os bolsistas atenderão os alunos e manterão o LIG em funcionamento conforme suas disponibilidades de horário. As bolsas serão distribuídas ao coordenador do projeto e aos professores colaboradores, conforme o número de bolsas cedidas e as necessidades do LIG/CCQFA, como por exemplo a manutenção e o atendimento no laboratório, as oficinas de aprendizagem em softwares de interesse para os discentes vinculados aos cursos do CCQFA e as atividades do componente curricular de Informática em Educação Química.
Cada professor-colaborador terá autonomia para solicitar atividades específicas de acordo com este projeto e ao componente curricular que ministram, tais como atividades de auxílio em dúvidas e explicações, estudos em grupo, trabalhos experimentais vinculados ao processo de ensino-aprendizagem, preparo de recursos ou materiais didáticos, entre outros. As atividades serão monitoradas e orientadas pelo(a) professor(a)-orientador(a).
A frequência de uso do LIG será registrada manualmente pelos colaboradores discentes do laboratório, que também auxiliarão na manutenção e preservação dos computadores. O uso do LIG por parte dos professores será via reserva em uma plataforma a ser disponibilizada online.
Pretende-se realizar workshops sobre dispositivos e linguagens de programação de interesse na área de Química, como por exemplo de Arduino e de linguagem Python. Espera-se, durante o projeto, realizar ao menos dois workshops por semestre a fim de consolidar o LIG como um espaço interdisciplinar em que o aluno aprenda aspectos de computação, programação e eletrônica aliados à Química. Os bolsistas receberão treinamento sobre os conteúdos a serem ministrados nos workshops e auxiliarão ativamente na realização dos mesmos.
Ao final do projeto será elaborado um relatório das atividades desenvolvidas durante o período do projeto.

Indicadores, Metas e Resultados

Os bolsistas auxiliarão na manutenção e nas atividades do Laboratório de Informática da Graduação e no atendimento aos alunos dos cursos de graduação que utilizam o LIG para trabalhos acadêmicos, bem como auxiliar no componente curricular de Informática em Educação Química.
O LIG também exerce um importante papel como espaço de permanência para os alunos, já que no Campus Capão do Leão e no CCQFA não há uma biblioteca central ou espaço que exerça papel semelhante.
Além disso, a aplicação de microdispositivos para o ensino de Química pretende atrair os alunos para uma área interdisciplinar, aumentando seu interesse em áreas correlatas como a programação, que pode melhorar o desempenho dos discentes em áreas como Cálculo e Física. Também espera-se contribuir para a criação e edição de páginas relacionadas a assuntos pouco explorados na Wikipedia e a criação de legendas para vídeos de divulgação científica no YouTube.
Com base nos registros do Projeto "Monitoria ao Laboratório de Informática e aos componentes curriculares de Química Geral da UFPel" (Código 422015), espera-se que mais de 300 alunos sejam contemplados apenas com o atendimento no LIG. Estima-se que em cada workshop tenha a presença de duas turmas de vinte alunos, sendo a frequência dos workshops flexível conforme a demanda dos discentes. As legendas e material didático desenvolvidos serão divulgados em mídias sociais. Pretende-se apresentar os resultados do projeto durante os Congressos de Ensino da Graduação.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADRIANA CASTRO PINHEIRO1
ALAN SOUZA RELOSI
ANDRE FRANCISCO PIVATO BIAJOLI1
DANIELA BIANCHINI1
FERNANDA ISQUIERDO BATISTA
ROBSON DA SILVA OLIBONI2

Página gerada em 22/09/2021 02:42:36 (consulta levou 0.707017s)