Nome do Projeto
Programa Multicêntrico de Qualificação Profissional em Atenção Domiciliar a Distância
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
02/01/2017 - 28/12/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Eixo Temático (Principal - Afim)
Educação / Saúde
Linha de Extensão
Educação profissional
Resumo
O Programa é composto pelos módulos de " Situações Clinicas Comuns em Idosos" e " Cuidados Paliativos e óbito no domicilio" ambos com 45h/a, todas a distância. Incentivando a autoaprendizagem através da resolução de casos clínicos e utilização de ferramentas interativas(escores, tabelas, escalas e calculadoras) possui o intuito de subsidiar a avaliação e monitoramento da atenção domiciliar das situações de saúde dos idosos e dos pacientes em cuidados paliativos, orientar cuidadores e subsidiar aos profissionais a compreensão da complexidade de realizar o cuidado paliativo no domicilio e atender ao óbito. Público alvo: médicos e enfermeiros. Avaliação: é realizada através de pré-testes( verifica conhecimento prévio do aluno com relação as temáticas dos casos clínicos) e pós-testes( verifica o conhecimento adquirido após a realização dos casos clínicos).

Objetivo Geral

- Capacitar recursos humanos para educação em saúde.
- Produzir materiais educacionais para formação e educação permanente à distância.

Justificativa

A atenção domiciliar consiste numa modalidade de atenção à saúde substitutiva ou complementar, caracterizada por um conjunto de ações de promoção à saúde, prevenção e tratamento de doenças e reabilitação prestadas em domicílio, com garantia de continuidade de cuidados e integrada às redes de atenção à saúde. A atenção domiciliar foi redefinida pela Portaria 963 de 27 de maio de 2013, que disciplina, dentre outras questões, a organização dos serviços de atenção domiciliar, prevendo as modalidades Atenção Domiciliar 1, 2 e 3 (AD1, AD2 e AD3) e o financiamento a ser repassado para os fundos municipais e estaduais de saúde por equipe de atenção domiciliar (EMAD e EMAP). Para que a atenção domiciliar possa se consolidar é fundamental que existam profissionais qualificados para atuar nessa modalidade assistencial. Entretanto, como essa modalidade é relativamente recente e não muito disseminada no Brasil, não é ensinada de praxe nos cursos de graduação das profissões de saúde. A implantação do Programa Melhor em Casa resultou na criação de novas equipes e ampliação das existentes, mas como não há profissionais capacitados em atenção domiciliar, a ausência de uma ação educacional poderia ser um fator restritivo ao sucesso do programa ou, mais grave ainda, resultar em maus resultados assistenciais. Por esses motivos, faz-se necessário a estruturação de um programa nacional de formação e educação permanente em atenção domiciliar que possa dar suporte a implantação do Programa Melhor em Casa. O programa deve ser oferecido em todo território nacional e para milhares de profissionais o formato educacional adequado é a educação a distância. Assim, a ação será executada no âmbito do Sistema Universidade Aberta do SUS - UNASUS, instrumento do Ministério da Saúde para qualificação de profissionais de saúde a distância. As atividades educacionais do curso permitirão que os profissionais interessados em atenção domiciliar em todo país possam vir a desenvolver conhecimentos, habilidades e atitudes que forem necessárias para o bom desempenho das suas funções, contribuindo, assim, para a garantia de qualidade da atenção a saúde prestada à população.

Metodologia

- Estabelecimento de mecanismos de cooperação com outras Universidades para produção e oferta do curso; - Produção de material instrucional, multimídia interativo e validação de acordo com as diretrizes da UNA-SUS; - Publicação do material em repositório institucional de acesso aberto compatível com o Acervo UNA-SUS; - Depósito do material no Acervo UNA-SUS e cessão dos direitos autorais à Secretaria Executiva - UNA-SUS; - Desenvolvimento de softwares livres para atividades educativas e de gestão acadêmica, com publicação da documentação e código fonte no sítio da convenente. Estratégias operacionais para Implantação do Curso - Cadastro dos cursos na Plataforma Arouca; - Publicação de material em ambiente virtual de aprendizagem compatível com as seguintes tecnologias e padrões: SAML 2.0 e SCORM; - Seleção e Capacitação da equipe; - Oferta do curso em ambiente virtual de aprendizagem mantido pela instituição e integrado aos Sistemas Federados da UNA-SUS. Público alvo - Profissionais de saúde integrantes de equipes de atenção básica, saúde bucal e atenção domiciliar do Sistema Único de Saúde. Condições de inscrições - Local - Site do curso na UFPel. - Documentação exigida - Carteira de identidade, CPF e CNES para profissionais de saúde. - Condições de seleção: Profissionais de saúde cadastrados na Plataforma Arouca, preferencialmente integrantes de equipes de atenção básica, saúde bucal e atenção domiciliar do Sistema Único de Saúde. Acompanhamento As atividades dos alunos de cursos de autoaprendizagem serão registradas no ambiente virtual. l Formas de avaliação. Os alunos terão acesso a avaliações formativas automatizadas a todo tempo e avaliações somativas ao final de cada módulo. A execução deste projeto será acompanhada pela comissão de coordenação, composta pela Secretaria Executiva da UNA-SUS, Coordenação Geral de Atenção Domiciliar/Departamento de Atenção Básica, Departamento de Gestão da Educação na Saúde - DEGES e pelas universidades

Indicadores, Metas e Resultados

Espera-se capacitar cerca de 1000 profissionais de saúde ao ano.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADRIAN NEUHAUS MACHADO
ALESSANDER OSORIO
ANACLAUDIA GASTAL FASSA2
CARLOS EDUARDO ROCHEDO DA SILVA
DANIELA HABEKOST CARDOSO
DEISI CARDOSO SOARES2
ELAINE THUME2
EVERTON JOSE FANTINEL2
GABRIEL DE ROSSO MENEZES
LOURIELE SOARES WACHS
LUIZ AUGUSTO FACCHINI
MARIANGELA UHLMANN SOARES
Mirelle de Oliveira Saes
NATALIA SEVILHA STOFEL
ROGERIO DA SILVA LINHARES2
SAMANTA BASTOS MAAGH

Página gerada em 16/07/2019 17:45:21 (consulta levou 0.094515s)