Nome do Projeto
Prevalência de sintomas depressivos e ansiedade em estudantes de graduação e pós-graduação em Odontologia: associação com o desempenho acadêmico.
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
04/05/2020 - 31/12/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Resumo
A incidência de doenças mentais crescem no mundo todo a cada ano, porém há poucos estudos que avaliam a ocorrência dos transtornos mentais em estudantes de Odontologia e sua relação com o desempenho acadêmico. O objetivo é verificar a autopercepção de estresse, ansiedade e depressão dos alunos do curso de graduação em Odontologia em associação com o desempenho acadêmico, utilizando os seguintes instrumentos Dental Environmental Stress (DES) e escala Hamilton D-21. Além disso, a qualidade do sono, aferida pela Escala de Pittsburgh, e o Senso de Coerência de Antonovsky serão aferidos nesses estudantes. Todos os estudantes, regularmente matriculados em 2020.1, serão convidados a participar no presente estudo. Comparações entre os sexos masculinos e femininos e entre as diferentes fases (pré-clínica e clínica) serão realizadas. O desempenho acadêmico será obtido por meio do acesso ao histórico escolar. Aprovação nos Colegiados de Curso serão realizadas antes do início desse estudo. Em se detectando a normalidade dos dados, um teste t para amostras independentes será utilizados para comparar os níveis de estresse e de depressão os diferentes sexos e as fases (clínica e pré-clínica) dos estudantes. Caso contrário, um teste de Mann-Whitney será empregado. O valor de p<0,05 será adotado como significância estatística.

Objetivo Geral

Estimar a prevalência de sintomas ansiedade e depressão entre os estudantes da graduação e pós-graduação do curso de Odontologia da Universidade Federal de Pelotas

Justificativa

Ainda existem poucos estudos que avaliam a prevalência de sintomas de ansiedade e depressão em universitários ao longo do curso e de que forma isso acarreta no desempenho acadêmico. Por isso, é importante que mais estudos desse caráter sejam realizados e contribuam com futuras intervenções com o objetivo de diminuir os fatores estressores ou os sintomas depressivos em estudantes de graduação e pós-graduação em Odontologia.

Metodologia

O presente projeto de pesquisa tem estimativa de ser realizado no início do primeiro semestre de 2020. Esse estudo caracteriza-se como um estudo transversal, envolvendo todos os estudantes, regularmente matriculados, no curso de graduação e pós-graduação em Odontologia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Estima-se que, no primeiro semestre letivo de 2020, cerca 500 e 120 discentes estejam regularmente matriculados, respectivamente, nos cursos de graduação e Pós-graduação em Odontologia da UFPel.

Serão incluídos, no presente estudo, estudantes de ambos os sexos, regularmente matriculados no primeiro semestre de 2020, do curso de graduação em Odontologia e do Programa de Pós-graduação em Odontologia. Serão excluídos os indivíduos que apresentarem menos de 18 anos de idade no momento da aplicação dos questionários. Os estudantes de Pós-graduação em Odontologia, que não possuírem graduação em Odontologia, também serão excluídos.

A coleta de dados será realizada através da aplicação de questionários estruturados e validados, incluindo dados sociodemográficos, comportamento geral, histórico de medicações, sintomas de ansiedade, sintomas de depressão, qualidade do sono e senso de coerência. Os questionários serão autoaplicados, em formato impresso ou online, na plataforma Google docs. Os sintomas de ansiedade serão avaliados pelo instrumento Dental Environmental Stress (DES). Os sintomas de depressão serão aferidos pela escala Hamilton.A qualidade do sono será aferida pelo Índice de Qualidade do sono de Pittsburgh (Pittsburgh Sleep Quality Index – PSQI), validada para a população brasileira por A.N. Bertolazi et al. Já o senso de coerência pelo questionário Senso de Coerência de Antonovsky (Schmidt & Dantas, 2011).

Indicadores, Metas e Resultados

Estima-se que os questionários sejam respondidos entre a segunda e quartas semanas do período letivo, época em que nenhuma avaliação terá sido realizada pelos discentes. Após as autorizações dos respectivos Colegiados de curso, todos os estudantes de graduação e pós-graduação serão convidados a participar do presente estudo. Durante o convite para a participação no presente estudos, os principais objetivos serão explicados e os riscos e benefícios serão explanados.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BRUNA OLIVEIRA DE FREITAS
CONRADO RICHEL GOULART
FRANCISCO WILKER MUSTAFA GOMES MUNIZ1
MAISA CASARIN1
RAFAELA ZAZYKI DE ALMEIDA

Página gerada em 29/05/2022 06:36:16 (consulta levou 0.070233s)