Nome do Projeto
OBSERVATÓRIO DE VIOLÊNCIA E SUICÍDIO NO RIO GRANDE DO SUL DURANTE A PANDEMIA DA COVID-19
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
27/05/2020 - 31/05/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Resumo
Criação de um observatório de violência e suicídio no Rio Grande do Sul durante a pandemia da COVID-19. O observatório vai reunir dados de violência e suicídio durante a pandemia para ampliar a compreensão sobre o problema e propor saídas viáveis para o seu enfretamento. O objetivo principal do observatório será analisar as taxas de violência e suicídio no estado do Rio Grande do Sul de 2015 a 2020 e as alterações em suas tendências por períodos devido à pandemia da COVID-19. Será um estudo ecológico de séries temporais com dados secundários obtidos pelo Portal Bi Saúde no painel de Violência interpessoal/Suicídio. Também será realizado ações de extensão de divulgação para a comunidade geral sobre os dados levantados.

Objetivo Geral

- Criar um observatório de violência e suicídio durante a pandemia da COVID-19 no Rio Grande do Sul;

- Analisar as taxas de violência e suicídio no estado do Rio Grande do Sul de 2015 a 2020 e as alterações em suas tendências por períodos devido à pandemia da COVID-19;

- Analisar sistematicamente os eventos, os fatos e as evidências sobre violência e suicídio durante a pandemia da COVID-19 no Rio Grande do Sul;

- Realizar divulgação científica e leiga de informações sobre violência e suicídio durante a pandemia da COVID-19 no Rio Grande do Sul;




Justificativa

No dia 30 de janeiro de 2020, foi declarada emergência global de Saúde Pública pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em função do número de países atingidos pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), causador da doença COVID-19.

Em função do status de pandemia, adquirido em 11 de março, muitos países começaram a adotar medidas de proteção contra a propagação do vírus. No Rio Grande do Sul, de março até o presente momento, foi limitado a abertura de serviços não essenciais, suspendendo as aulas e iniciando algum modelo de distanciamento social.


Embora o distanciamento social seja fundamental para diminuir a propagação exponencial do vírus, muitas pessoas em vulnerabilidade (crianças, mulheres, idosos e pessoas com transtornos mentais) podem estar enfrentando uma situação de risco aumentado. Isto se deve por estas pessoas estarem mais tempo em casa com seus agressores, por exemplo. Além disso, períodos de austeridade econômica, desastres e emergências podem ser considerados fatores de risco para aumento de violência, depressão e suicídio.

Assim, é necessário que estudos sejam realizados para identificar os números de violência e suicídio durante a pandemia para fornecer informações ao público geral e autoridades competentes, subsidiando políticas públicas de saúde e proteção.

Metodologia

- Trata-se de um estudo analítico exploratório do tipo ecológico, em que serão investigadas as taxas de violência e suicídio do estado do Rio Grande do Sul (RS), no período de 2011 a 2020. Com enfoque nos meses relacionados a pandemia da COVID-19.

- As taxas de violência e suicídio serão coletadas utilizando dados secundários, disponibilizados pelo Departamento de Gestão de Tecnologia da Informação da Secretaria Estadual de Saúde do Estado do RS, no Portal Business Intelligence Gestor Municipal (Portal Bi).

-Para a realização das taxas de violência e suicídio será utilizado a razão entre o número de violência ou suicídio estratificação no RS no ano / população exposta ao risco por estratificação no RS no ano multiplicada por 100 mil.

- A tendência temporal será analisada baseada nos modelos de regressão linear generalizada de Prais-Winsten. As análises de associação serão feitas por ANOVA e qui-quadrado.


- Este estudo não foi registrado nem avaliado pelo sistema CEP/CONEP, pois serão utilizados dados agregados de acesso público, não expondo nenhum ser humano a coleta ou intervenção. Os dados disponíveis no Portal Bi são de domínio público, obedecendo a Lei de Acesso à Informação e não apresentam dados individuais, ou seja, sem qualquer menção à identidade pessoal.

Indicadores, Metas e Resultados

Identificar se há aumento, redução ou estagnação nas taxas de violência e suicídio no Rio Grande do Sul durante a pandemia da CODIV-19, para elaborar relatórios científicos e cartilhas para a comunidade em geral.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
KARINA RANGEL GAUTERIO
MATEUS LUZ LEVANDOWSKI10
PAOLA LEAL DE OLIVEIRA
TIAGO NEUENFELD MUNHOZ9

Página gerada em 25/02/2024 11:32:59 (consulta levou 0.110983s)