Nome do Projeto
Levantamento do impacto da pandemia em profissionais Engenheiros Agrícola, Agrícola e Ambiental e Biossistemas
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
30/06/2020 - 30/06/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Resumo
A agricultura é o formador de renda no Brasil e está sendo considerando como área essencial durante a emergência de Covid19, no entanto, pouco se estuda o impacto em seus profissionais desta pandemia. Assim, consideramos respondentes uma parte desse mundo a engenheiros agrícolas, agrícolas e ambiental e biossistemas através de um questionário estruturado. O objetivo geral é levantar a percepção dos engenheiros agrícolas, agrícolas e ambiental e biossistemas sobre a condição da pandemia do Covid 19.

Objetivo Geral

O objetivo geral é levantar a percepção dos engenheiros agrícolas, agrícolas e ambiental e biossistemas sobre a condição da pandemia do covid 19.

Justificativa

Em março de 2020, a Organização Mundial de Saúde declarou o surto do COVID-19 como uma pandemia após 118 mil casos e 4.291 mortes reportadas em 114 países (WHO, 2020). Em relação ao Brasil, o país é o segundo país em mortes atribuída ao vírus, estando atrás apenas de EUA (CSSE, 2020).
Muito se discute sobre a pandemia e a doença mas pouco sobre suas consequências principalmente na área agrícola. Neste contexto, o efeito secundário, porém também altamente relevante, na saúde mental tanto individual quanto coletiva tende a ser subestimado e negligenciado (ORNELL et al., 2020).
De fato, a pandemia de COVID-19 tem sido associada com ansiedade, depressão, estresse, distúrbios do sono e suicídio (SHER, 2020). Em uma pandemia, o medo aumenta os níveis de ansiedade e estresse em indivíduos saudáveis e intensifica os sintomas daqueles com distúrbios psiquiátricos pré-existentes (SHIGEMURA et al., 2020). Além do medo concreto da doença, a pandemia de COVID-19 afeta diversos aspectos da vida dos indivíduos, como a organização familiar, mudanças na rotina, com o fechamento de comércio, e a recomendação de isolamento social, com possíveis sentimentos de abandono e solidão. Há, ainda, insegurança e medo em relação as implicações socioeconômicas da pandemia (ORNELL et al., 2020). O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, chama atenção para os impactos da pandemia na saúde mental dos indivíduos, não somente durante o curso do problema, mas também quando já estiver sob controle. Como salientado pelo secretário-geral, mesmo após a pandemia, luto, ansiedade e depressão relacionados ao COVID-19 continuarão afetando as pessoas e comunidades (UNITED NATIONS, 2020).
A população de engenheiros agrícolas, agrícola e ambiental e biossistemas são foco de poucos estudo e que muitos podem estar realizando as atividades de forma remota (home-office), podendo esta situação gerar estresse e desordens mentais.
Portanto, o objetivo deste estudo será de levantar a percepção dos engenheiros agrícolas, agrícolas e ambiental e biossistemas sobre a condição da pandemia do covid 19.

Metodologia

Será aplicado um questionário online via Google Forms com 10 questões sendo que inicia com o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e só será continuado com a concordância do respondente ao mesmo.
O respondente será engenheiro (a) Agrícola, Agrícola e Ambiental e Biossistemas de todo o país a ser encaminhado para grupo de WhatsApp e mídias nos quais esses profissionais se encontram.
Espera-se que a coleta realize-se no mês de Julho de 20 e analisado no mês de Agosto de 20.
Este questionário será composto por questões relacionadas ao impacto do isolamento social no participante, incluindo atividades diárias e hábitos em saúde, por escalas que avaliem a saúde mental (incluindo estresse, ansiedade, depressão).
Antes da aplicação do questionário, este haverá um estudo piloto será testado em 20 indivíduos que não compõem a amostra, em um estudo piloto a fim de identificar possíveis equívocos e estimar o tempo de aplicação. Os dados coletados pelo questionário online serão tabulados em uma planilha eletrônica do programa Microsoft Excel® 2016. Será realizada a análise descritiva dos dados calculando-se as frequências absolutas e relativas de cada variável investigada.
Em relação aos aspectos éticos, o protocolo deste estudo foi elaborado de acordo com as Diretrizes e Normas Regulamentares de Pesquisas envolvendo seres humanos (Resolução do Conselho Nacional de Saúde n° 466, 12 de dezembro de 2012). Será enviado para o Comitê de Ética e Pesquisa da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Pelotas para a sua avaliação.
Os pesquisadores se comprometem a manter sigilo quanto aos dados dos participantes e manter total confidencialidade quando da publicação.

Indicadores, Metas e Resultados

Uma apresentação
Um artigo
Um relatório

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
Bruna de Carvalho Assunção
GIZELE INGRID GADOTTI2
ISABELLA BRANDÃO MOREIRA
Jóice Azeredo Silva
MAURIZIO SILVEIRA QUADRO1
STHÉFANIE DA CUNHA

Página gerada em 18/05/2024 09:50:19 (consulta levou 0.139926s)