Nome do Projeto
EMPAUTA - AGÊNCIA DE NOTÍCIAS DO CURSO DE JORNALISMO DA UFPEL
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
27/04/2017 - 26/04/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas
Eixo Temático (Principal - Afim)
Comunicação / Tecnologia e Produção
Linha de Extensão
Jornalismo
Resumo
O pensador canadense Marshall McLuhan, criador do conceito de aldeia global (1964), acreditava que a mídia eletrônica já evoluía para além da Televisão. Num futuro próximo, a transmissão em massa se fundiria com a computação e a telecomunicação em uma tecnologia demiúrgica. Assim, aquilo que a rádio e a televisão começaram seria contemplado pela rede elétrica global. Diante disso, o desenvolvimento das novas tecnologias e a propagação do ciberespaço resultam em novas possibilidades de relações. As sociedades estão unidas por tecidos virtuais, os quais dinamizam em larga escala a realização das atividades cotidianas. Levy (2003) situa que a internet propõe um espaço de comunicação inclusivo, transparente e universal que dá margem à renovação profunda das condições da vida pública. A facilidade de veiculação de informações através das novas tecnologias não delineia somente os modos de produção, distribuição e consumo de conteúdos, aponta para um realinhamento nas relações dos indivíduos com os canis de enunciação. Os usuários têm chances de assumir a posição de atores comunicantes. Assim, as mídias digitais põem em xeque a forma de transmissão das mídias tradicionais. A web proporciona comunicações intermitentes e rápidas, numa interação entre todos e todos s não somente entre um e todos. Moraes (2002) diz que estamos diante de uma nova ecologia comunicacional, onde todos dividem um colossal hipertexto, formado por interconexões generalizadas, que se retroalimentam continuamente. O autor salienta que estamos diante de uma esfera pública não sujeita a regulamentação, onde todos têm espaço e liberdade de expressão. Diante disso, com o desenvolvimento do projeto de extensão em foco, será possível promover a integração dos alunos e professores do curso com a comunidade escolar e a sociedade, além de propiciar uma verdadeira experiência laboratorial na esfera do webjornalismo. Nessa perspectiva, os alunos, futuros jornalistas, terão a possibilidade de escrever acerca de qualquer assunto, planejar e produzir informações, além de acompanhar e interagir com os internautas. Em suma, será possível, levar os acontecimentos do cotidiano ao conhecimento público, bem como estimular entre os acadêmicos de jornalismo, a construção de notícias e reportagens a partir dos conhecimentos adquiridos em sala de aula.

Objetivo Geral

Promover, no ciberespaço, um suporte para os acadêmicos de jornalismo, bem como, aos internautas, para executar os conhecimentos adquiridos em práticas jornalísticas e oferecer um meio de inteligência coletiva, respectivamente na área do Webjornalismo.

Justificativa

Falar do ambiente universitário evoca a utilização em larga escala de tecnologias interligadas com o processo educacional. Educação à distância, listas virtuais de discussão de determinada temática e comunidades virtuais são realidades consolidadas no ambiente educacional. No meio educacional, a utilização de suportes tecnológicos proporciona novas interações, novas possibilidades de acessos a idéias, que poderiam não ser encontradas sem o auxílio tecnológico. Referindo-se às comunidades virtuais, elas atuam como um espaço para o ambiente universitário ter novas informações e ter possibilidades de discussões que seriam mais difíceis de forma presencial. Tendo em vista a importância das novas tecnologias da comunicação na vida cotidiana das sociedades, a sua importância no processo de transmissão de informações e a sua presença no ambiente universitário como uma forma de difusão de conhecimento, justifica-se a relevância do desenvolvimento de um blog jornalístico voltado para o meio acadêmico. O projeto pedagógico do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Pelotas abarca a reflexão do papel das tecnologias no jornalismo e tem amplo espaço para o estudo das comunicações virtuais, especialmente para as formas alternativas de transmissão de informações e para o jornalismo na internet. O curso de jornalismo da UFPEL contempla a disciplina de Comunicação Digital, onde possibilita aos alunos discussões acerca da cibercultura, e ao Webjornalismo, onde é dada a base para a formação de um profissional que vai trabalhar em veículos de transmissão de informações na Internet e para a discussão de suas práticas. Além disso, convém salientar que muitos dos jornalistas de hoje, que saem dos bancos das universidade, são jovens e, portanto, nativos digitais. Assim, o projeto pedagógico do curso de jornalismo da UFPEL contempla bases para que seja estabelecido um projeto de extensão que tenha suporte na Web.

Metodologia

O blog jornalístico terá o formato de agência de notícias. Diariamente, haverá uma equipe, formada pelos alunos e professores, que estarão observando os principais acontecimentos da sociedade e da universidade. Após planejamento semanal de postagem nas editorias, os acadêmicos também produzirão matérias em formato multimídia, que serão resultados de coberturas jornalísticas. Estes trabalhos serão avaliados e disponibilizados aos leitores, orientados pelas professoras coordenadoras do projeto.
Também será utilizada a metodologia Híbrida, como forma de mapear as modificações do jornalismo. Conforme Palacios e Machado (2007), trata de uma proposta para trabalhar o jornalismo na web. Neste modelo, são usados procedimentos quantitativos e qualitativos de pesquisa. Ações complementares no processo contínuo de compreensão conceitual sobre a produção de informações jornalísticas no ciberespaço.

Indicadores, Metas e Resultados

Considerando que o projeto de extensão já existe há mais de dois anos, busca-se a formação integral dos estudantes. No ano passado, 26 alunos participaram da ação. Foram realizadas 351 matérias, atingindo 28.813 pessoas indiretamente, por meio de ações nas plataformas online, site da agência de notícias e páginas do Facebook.
Com isso, pretende-se dobrar o número de alunos envolvidos, bem como pessoas atingidas.
Também busca-se, produzir artigos e trabalhos que serão enviados para congressos na área.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
Ana Maria de Oliveira Fernandes
CALVIN DA SILVA COUSIN
CARLOS ANDRE ECHENIQUE DOMINGUEZ4
CLARA CELINA RIBEIRO DA ROSA
DOUGLAS GARCIA DUTRA
ISABELLI DE PAULA NECKEL
LUIS ARTUR JANES SILVA
MARISLEI DA SILVEIRA RIBEIRO4
MICHELE NEGRINI6
RAFAEL MIRAPALHETA GOULART

Página gerada em 23/10/2019 15:35:17 (consulta levou 0.072595s)