Nome do Projeto
Máscaras de Tecido e Proteção da Vida: repercussão do uso precoce em município de médio porte no RS
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
17/07/2020 - 20/12/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Resumo
Desde 1º de Dezembro de 2019, quando o primeiro caso de COVID-19 foi reportado na China, o mundo temia a chegada da pandemia em seus lares. Sabendo da alta transmissibilidade do vírus, os cientistas alertavam sobre a pandemia que estaria por vir. Em 26 de Fevereiro é registrado o primeiro caso de Coronavírus no Brasil e, desde então, já são quase 2.293.000 de novos casos e mais de 84.000 óbitos no país. Tendo em vista a situação de emergência humanitária que o vírus impusera ao redor do mundo, começaram a surgir esforços no sentido de compreender a transmissão do vírus para, assim, reduzir seu contágio, garantindo a possibilidade de atendimento de pacientes nos sistemas de saúde, buscando reduzir o número de óbitos e constituindo os modos de convivência possíveis neste novo cenário. Nesse contexto, surge um projeto chamado “Máscaras - O Manto CuidAtivo” coordenado por trabalhadores do Ambulatório de Cuidados Paliativos (carinhosamente apelidado de Unidade CuidATIVA) da Universidade Federal de Pelotas-UFPel, que reúne costureiras voluntárias e doações de tecidos, para distribuir máscaras de dupla-camada de algodão gratuitamente para a população de Pelotas, em conjunto com um trabalho educativo de redução de danos durante as entregas, desde o início da Pandemia na cidade. Através deste trabalho, busca-se analisar o impacto do uso de máscaras pela população na cidade, relacionando com o achatamento da curva e o baixo número de óbitos em comparação com municípios do mesmo porte em que ações desta natureza não foram implementadas. Como resultados, espera-se demonstrar que o uso adequado de máscaras pode contribuir com a redução da disseminação do vírus SARS-CoV-2, tornando este utensílio de proteção importante elemento de uso da população frente a pandemias.

Objetivo Geral

Analisar a influência do uso de máscaras caseiras, de tecido, como medida de proteção e como fator para o “achatamento da curva” de transmissão do COVID-19 no município de Pelotas/RS, em comparação com outros municípios-chave representativos do Brasil, através de uma caracterização do perfil do uso de máscaras de pano na cidade.

Justificativa

O projeto pelotense “Máscaras - O Manto Protetor da Vida”, é uma ação muito importante junto a comunidade, com a distribuição de máscaras às pessoas em vulnerabilidade e que visa, além de aumentar a adesão ao uso de máscaras, a constituição de consciência acerca do uso correto das máscaras e higiene de mãos, entre outras medidas de cuidados individuais, para redução de contágio de COVID-19. Ao analisar a adesão do uso de máscaras pela população, essa pesquisa torna-se importante ferramenta para investigar a relevância da ação diante do cenário pandêmico. Portanto, o projeto contribui com a população de Pelotas, levando máscaras e educação, além de contribuir com o avanço da ciência, permitindo construção de conhecimentos acerca do uso de máscaras e da disseminação do COVID.
A cidade de Pelotas foi a última cidade do Brasil com mais de 200.000 habitantes a registrar óbito pela doença, além de ter um número muito inferior de casos se comparado com as cidades da região e com cidades do mesmo porte no restante do país. Uma vez que mais de 50.000 máscaras já foram doadas para a população, em conjunto com trabalho educativo sobre seu uso, buscamos investigar se o achatamento da curva que se deu na cidade de Pelotas está atrelado à ampla divulgação da importância do uso de máscaras e sua boa adesão.

Metodologia

Estudo transversal, ambispectivo.
Dados primários:
Pesquisa qualitativa: entrevista com questionário semi-estruturado não identificado, para lideranças de alguns bairros do município de Pelotas;
Pesquisa quantitativa: entrevista com questionário objetivo online não identificado, para moradores do município de Pelotas.
Dados secundários:
Coleta de dados secundários à partir de fontes oficiais (Saúde, IBGE, Data Brasil).
Amostra:
Amostragem causal, com quantitativo mínimo de 500 (quinhentas) pessoas e com tempo máximo de coleta de 30 (trinta) dias.
Questionários: dados primários
Questionário semiestruturado;
Questionário autoaplicado online.

Indicadores, Metas e Resultados

As metas do projeto incluem:
-Coleta de dados primários através de questionário quantitativo autoaplicado online para moradores de Pelotas, com quantitativo mínimo de 500 (quinhentas) pessoas e com tempo máximo de coleta de 30 (trinta) dias;
-Coleta de dados primários através de questionário qualitativo semi-estruturado para algumas das principais lideranças de alguns bairros de Pelotas;
-Estudo da transmissibilidade do COVID-19 e da eficácia de algumas medidas de proteção individual e comunitária como o uso de máscaras, bem como construção dos saberes acerca dos melhores métodos de fabricação para as máscaras caseiras de tecido através de revisão de literatura;
-Análise do Impacto positivo do projeto “Máscaras - O Manto CuidAtivo” através do número de casos de COVID-19 na região e análise qualitativa junto às lideranças;
-Publicação dos resultados em eventos e periódicos da área.

Como resultados, espera-se ampliar o acesso de conhecimentos acerca do novo coronavírus e de como barrar sua transmissão, tendo como principal foco o uso das máscaras caseiras por toda a população para achatar a curva, a exemplo de alguns países como República Tcheca e Japão. Também é esperado reafirmar e comprovar através de revisão na literatura, dados primários e dados secundários, a eficácia do uso de máscaras de tecido para evitar a transmissão de vírus de vias respiratórias.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALINE MAGALHAES RODRIGUES
BARBARA PIVA
BEATRIZ FLORIAM FOLTRAN
FERNANDA LAMPERT
FIORAVANTE JAEKEL DOS SANTOS4
GILMARA NOLASCO BILHARVA
ISABELA BARREIRO AGOSTINI
ISABELA OLIVEIRA DE MIRANDA
ISABELA SANTIAGO ROSA PIZANI
JULIETA MARIA CARRICONDE FRIPP2
KAUANY NOELLE EWALD
KELLEN YEH
LAURA DE AZEVEDO GRACIANO
MAYARA GARCIA DIAS
VANESSA LUANA KOETZ
WILLIAN SILVA BARROS4

Página gerada em 15/06/2021 03:44:40 (consulta levou 0.241874s)