Nome do Projeto
Desenvolvimento de uma pomada para o tratamento de mastite em bovinos
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
06/01/2021 - 06/12/2023
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Resumo
A proposta do projeto é o desenvolvimento de produto, de aplicação intramamária e com ação antibacteriana de longa duração para o tratamento de mastite bovina. A utilização de substâncias farmacológicas e fitoterápicas eficientes para o tratamento de mastite em bovinos, sem a utilização de bactericidas sintéticos e de aplicação local permite o tratamento do distúrbio, atendendo os padrões exigidos para a produção de leite orgânico, promovendo o bem-estar animal e desenvolvimento da fazenda produtora. Por ser elaborada com compostos naturais, sua utilização também visa diminuir os custos com descarte de leite devido ao período de carência dos medicamentos comuns e reduzir a resistência bacteriana frente aos princípios ativos já existentes no mercado.

Objetivo Geral

O projeto tem como objetivo desenvolver um fármaco de aplicação intramamária para o tratamento de mastite clínica em bovinos.
• Desenvolver uma formulação com componentes naturais para auxiliar o tratamento de mastite clínica em bovinos;
• Desenvolver um veículo que possibilite a liberação lenta dos princípios ativos;
• Desenvolver um fármaco que seja de fácil aplicação, eficiente e que diminua as perdas produtivas por descarte de leite e não descaracterize a produção de leite orgânico.

Justificativa

A mastite bovina é uma das enfermidades que mais afeta rebanhos leiteiros, anualmente, aproximadamente 20 a 40% de todas as vacas em lactação sofrem de um ou mais casos de mastite clínica, além disso, a qualquer momento, 10 a 30% de todas as vacas em lactação de uma fazenda tem mastite subclínica (Hogeveen, 2019), podendo atingir patamares acima de 70%, entre mastite clínica e subclínica. A mastite é a doença bacteriana mais comum na maioria das fazendas leiteiras, consequentemente, o tratamento e prevenção de mastite são responsáveis pela maioria dos antimicrobianos administrados vacas leiteiras adultas (Stevens et al., 2016). Esse uso causa cada vez maior preocupação com os consumidores e as autoridades de saúde pública, devido a resistência a antimicrobianos e consumo de resíduos antibióticos no leite. Os custos com a redução da produção de leite e descarte pela utilização de antimicrobianos pode chegar a R$ 1.905,36 por vaca acometida/ano, podendo os impactos econômicos totais chegar a R$ 2.774,11 vaca em lactação/ano (LOPES, 2012). Atualmente, o sistema de produção de leite orgânico está em ascensão no Brasil e no mundo. Entre outros objetivos da produção de leite orgânico está a utilização de tratamentos à base de medicamentos homeopáticos e fitoterápicos e não utilização de antimicrobianos sintéticos.
Sendo assim, o desenvolvimento de um produto eficiente a base de fitoterápicos e substâncias que não interfiram a produção orgânica e minimize as perdas econômicas dos produtores passa a ser de fundamental importância nesta cadeia de produção.

Metodologia

Recursos Humanos
O projeto está vinculado à linha de pesquisa de “Metabolismo e Saúde" do Núcleo de Pesquisa, Ensino e Extensão em Pecuária (NUPEEC), mais especificamente na área de “Metabolismo Animal” e " Inovação Farmacêutica Veterinária". Neste projeto, alunos dos Programas de Pós-Graduação em Biotecnologia, Veterinária, Zootecnia; além de alunos de iniciação científica dos cursos de graduação de Medicina Veterinária e Zootecnia, serão envolvidos. Todos estes alunos fazem parte da equipe do grupo NUPEEC, sendo estas atividades um importante instrumento para a formação pessoal.
Animais e Manejo
O experimento será realizado em uma fazenda comercial de sistema intensivo de produção de leite, tendo sido aprovado pelo Comitê de Ética em Experimentação Animal da Universidade de Pelotas, com código 14120-2020.
De acordo com os resultados encontrados e após a formulação do fármaco, serão selecionados 76 animais acometidos por mastite clínica, divididos em 5 grupos. Cada grupo será submetido a um tratamento, a base de um fármaco formulada com cada composto testado em in vitro, de acordo com os resultados encontrados. Durante o período de tratamento, animais serão acompanhados clinicamente e quanto ao seu comportamento alimentar e tempo de atividade, ócio e ruminação.
Avaliações clínicas
Serão realizadas 3 coletas sanguíneas para avaliação metabólica, sendo essas coletas realizadas imediatamente após a identificação da doença, durante o tratamento e 3 dias após o término do tratamento. Também serão realizadas 4 coletas de amostras de leite, sendo uma imediatamente após a identificação doença, uma durante o tratamento e outras duas 3 e 5 dias após o término do tratamento, com a finalidade de avaliação da qualidade do leite e determinação da presença ou não dos compostos após o tratamento.

Indicadores, Metas e Resultados

 Desenvolver um produto que seja eficiente no tratamento da mastite clínica em bovinos e que além disso promova o reestabelecimento do animal.
Produzir pelo menos 1 patente - auxiliar na confecção da patente junto a coordenação de inovação tecnológica da UFPel
 Produzir um produto passível de transferência tecnológica para área das ciências agrarias, afim de obter maior visibilidade da Startup, assim como da Universidade, auxiliando assim no aumento da avaliação seu conceito CAPES dos programas Auxiliar o produtor aumentando a sua lucratividade, melhorando a eficiência alimentar dos animais e em consequência aumento da produção de leite.
 Reduzir o estresse nos animais por diminuir o número de manejos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDRE RICARDO FAJARDO8
CARLA AUGUSTA SASSI DA COSTA GARCIA
EDER JOAO LENARDAO8
JOSIANE DE OLIVEIRA FEIJÓ
MARCIO NUNES CORREA8

Página gerada em 16/10/2021 12:42:32 (consulta levou 0.092247s)