Nome do Projeto
A Imaginária Sacra no Rio Grande do Sul
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
25/01/2021 - 25/01/2023
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes
Resumo
A pesquisa propõe abordar o estudo da representação das imagens sacras, advindas da Arte Cristã, nos séculos XVIII e XIX no âmbito da história religiosa e agenciamentos da imagem na região do extremo sul do Brasil. Procura-se pensar como algumas práticas culturais ibéricas, tais como o culto das imagens católicas, chegaram ao continente americano, como se misturaram, recriaram, adaptaram e contribuíram para a ressignificação das sociedades nessa região. Propõe como metodologia a analise das imagens produzidas e/ou chegadas à região, privilegiando aspectos temporais e espaciais, e explorando as connected histories/ world history, pelo viés da investigação da cultura material e historicidade da Arte Sacra no Rio Grande do Sul. A pesquisa propõe o levantamento das peças sacras da região com base nos conceitos de representação, imagens e patrimônio cultural.

Objetivo Geral

Realizar levantamento, análise e catalogação da Arte Sacra Católica existente na cidade de Pelotas e região de modo a fornecer um catálogo virtual para registro e valorização do patrimônio cultural existente no extremo sul do Brasil

Justificativa

O acervo de arte sacra, mais especificamente estatuária, é de extrema importância para a história regional, pois problematiza a formação das cidades e origens culturais das mesmas. Do ponto de vista da história da arte contribui para pensar em questões que envolvem a cultura, mestiçagens e modos de agenciamento da Arte, contribuindo na formação de estudantes e pesquisadores na área das Artes e Ciências Humanas.
A pesquisa contribui sanar uma lacuna na historiografia da arte local com relação a arte produzida e ou chegada pela expansão ibérica, da mesma forma que devolver para a cidade de Pelotas o reconhecimento histórico de seu patrimônio.

Metodologia

Propõe-se com a pesquisa a organização de catálogo virtual das peças já levantadas e analisadas de modo a proceder a partir da seguinte classificação: origens, tipologia, análise iconografica, local e guarda e estado de conservação.
As imagens na primeira parte do levantamento já forma catalogadas restando parte do acervo para ser documentado.
Pretende-se também estabelecer comunicação com laboratórios de arte e conservação do Brasil e de Portugal, onde a coordenação da pesquisa tem contato, especialmente o laboratório de história da Arte da Universidade de Évora.

Indicadores, Metas e Resultados

Com a pesquisa pretende-se devolver para a comunidade de Pelotas e região o conhecimento de parte de sua História e Arte, tornando o saber da pesquisa acessível para a comunidade e, permitindo a partir da investigação, contribuir com a formação de estudantes de Artes Visuais e de História.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
LARISSA PATRON CHAVES SPIEKER7
LUÍS FERNANDO OLIVEIRA CAMPOS

Página gerada em 10/08/2022 02:59:41 (consulta levou 12.895708s)