Nome do Projeto
Estágios curriculares como campo de transformação da concepção dos estudantes do Curso de Licenciatura em Ciências Sociais sobre a docência
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
01/04/2021 - 15/12/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas
Resumo
A pesquisa tem como objetivo compreender como os estudantes do curso de ciências sociais transformam suas concepções sobre a docência e os elementos implicados ao fazer docente, como o ensino, a aprendizagem, a pesquisa, o planejamento, a didática, a avaliação, as relações e interações. Definimos os Estágios I, II e III destacados no Projeto Pedagógico de Curso como campo empírico para o desenvolvimento da pesquisa. Esse estudo tem como fonte empírica dados que serão coletados junto a entrevistas e análise das produções dos estudantes matriculados nessas disciplinas. Em se tratando de um estudo longitudinal, faremos o acompanhamento dos estudantes que iniciarão a disciplina Estágio I no semestre 2020/2 e que tem a previsão de efetivar as disciplinas de Estágio II e III nos semestres 2021/1 e 2021/2, respectivamente.

Objetivo Geral

Analisar a transformação da concepção sobre a docência dos estudantes graduandos do Curso de Licenciatura em Ciências Sociais da UFPel a partir das disciplinas de estágio I, II e III

Justificativa

Alguns estudos vêm problematizando a articulação entre teoria e prática na formação de professores. Dentre eles, podemos situar Nóvoa (2017) que discute uma formação vinculada a afirmação profissional num lugar onde transitariam universidade, sujeitos e escola e Alarcão (2011) que tem trabalhado com o conceito de professor reflexivo numa perspectiva de integrar a pesquisa à formação, identificando o potencial de articulação entre teoria e prática nos movimentos investigativos que o professor em formação faz junto aos espaços de prática, como a escola. Nesse sentido, o presente estudo se situa nesse campo e propõe compreender como esse processo se efetiva num curso de formação de professores, nesse caso, o curso de licenciatura em ciências sociais. Mais especificamente, nos estágios curriculares que, conforme a legislação vigente e os projetos pedagógicos de curso, são os componentes curriculares que se constituem potencialmente no lócus de efetivação dessa articulação. Temos, assim, como hipótese que as experiências de pesquisa e de docência empreendidas nos estágios I e II e sistematizadas no estágio III contribuem para a reorganização do sistema conceitual que atua na concepção sobre a docência dos estudantes graduandos em licenciatura em Ciências Sociais da UFPel.

Metodologia

Trata-se de uma pesquisa qualitativa desenvolvida a partir do método clínico, buscando identificar as trajetórias de transformação da compreensão sobre a docência. Numa perspectiva de testar o sistema conceitual construído pelos sujeitos, diferentes pesquisas empreendidas por Piaget (1985; 1995) e outros pesquisadores como Inhelder (1977) nos mostram, a partir de evidências empíricas coletadas de diferentes maneiras, sejam por entrevistas clínicas, sejam através de manipulação de objetos que há uma mudança na lógica de pensamento ao longo do tempo. Nessa perspectiva como se trata de um estudo longetudinal e que busca analisar as transformações, a proposta metodológica está embasada em entrevistas clínicas periódicas, início e final de cada estágio, tendo como temas a problematização dos elementos que compõe a docência, como o ensino, a aprendizagem, a pesquisa, o planejamento, a didática, a avaliação, as relações e interações. Faz parte, também, da proposta metodológica, analisar as produções escritas dos estudantes nos portfólios, diários, projetos, relatórios, transposições e planos de ensino elaborados no desenvolvimento das disciplinas. Destaca-se, que tanto a coleta quanto a análise dos dados serão organizados e interpretados em diálogo com a teoria da epistemologia genética.

Indicadores, Metas e Resultados

Esperamos contribuir, a partir dos resultados da análise das transformações das concepções sobre a docência de cada estudante, para a qualificação das ações práticas e teóricas na formação dos estudantes e também para pensar novos espaços de articulação junto às escolas que potencializem a formação na licenciatura em Ciências Sociais.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANALISA ZORZI4
BARBARA WOTTER DUTRA
CARLA MICHELE RECH
Camila Farias da Silva
Eduardo Georjão Fernandes
FRANCISCO DOS SANTOS KIELING1
IVONE DOS PASSOS MAIO
JENIFER VENDRUSCULO
JESSICA BORGES DE LEMOS
MARCUS VINICIUS SPOLLE6
MARIANA DE LARA BUENO
MICHELLE MUHLENBERG BOESCHE
Marcelo Kunrath Silva

Página gerada em 14/05/2021 08:16:37 (consulta levou 0.069567s)