Nome do Projeto
VeriFato: educação midiática e combate à desinformação na Educação Básica
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
24/03/2021 - 31/12/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas
Eixo Temático (Principal - Afim)
Comunicação / Educação
Linha de Extensão
Mídias
Resumo
VeriFato é um projeto de extensão voltado a alunos e professores da educação básica de Pelotas e tem o objetivo de investir na educação midiática como uma estratégia de combate à desinformação. Essa proposta iniciou em 2019 como uma ação do projeto de ensino CHECAGEM DE IMAGENS QUE CIRCULAM NO CIBERESPAÇO (código 2511), que caracterizou-se pela oferta de cursos de curta-duração a alunos da Universidade Federal de Pelotas. Após a experiência com alunos universitários, busca-se ampliar o público envolvido na iniciativa de educação midiática, para tanto propõe-se um trabalho com alunos e professores de Educação Básica. Com essa proposta, busca-se: 1) refletir sobre o cenário de desinformação atual e a produção de Fake News; 2) identificar iniciativas de fact-checking atuantes no cenário nacional (a saber, Aos Fatos, Agência Lupa, Fato ou Fake e projeto Comprova); 3) incentivar que os participantes do projeto sigam iniciativas de fact-checking em suas redes sociais; 4) explorar as especificidades e possibilidades das plataformas que disponibilizam o recurso de pesquisa reversa por imagem; 5) explorar as possibilidades de técnicas de análise visual; 6) trabalhar a ferramenta de análise de texto Fake Check, que foi desenvolvida ICMC-USP e 7) orientar sobre os procedimentos de denúncia de publicações desinformativas em mídias sociais (Facebook, Instagram, Twitter e Youtube). Faz parte da implementação do projeto a realização de reuniões com a equipe que integra a Coordenação Pedagógica da 5ªCRE - Pelotas da Secretaria de Educação/RS, contribuindo para a definição de estratégias de implementação de cursos para os alunos e envolvimento de professores na realização destes cursos. Também se propõem a oferta de cursos de curta duração para alunos das escolas participantes do projeto, que poderão ser extracurriculares ou integrados às atividades de uma disciplina, destaca-se que as escolas e os professores participantes serão selecionados junto com a Coordenação Pedagógica da 5ªCRE. Por fim, investe-se na adequação dos conteúdos e materiais do VeriFato, o que agrega pesquisa de novos materiais e exemplos de desinformação, bem como a gravação de novos vídeos, visando uma aproximação com o púbico definido para os cursos. Num primeiro momento, participarão apenas alunos e professores de Ensino Médio de Escolas Estaduais, mas o projeto poderá ser ampliado para outras escolas e para os Anos Finais do Ensino Fundamental.

Objetivo Geral

Implementar ações de educação midiática como uma estratégia de combate à desinformação em escolas de Educação Básica.

Justificativa

Ao considerar o cenário de desinformação atual (Avram et al, 2020; Cuzcano, Mendives, Vásquez, 2020; Brontein et al, 2018), o que se intensificou com a pandemia de COVID-19 (HENRIQUES; VASCONCELOS, 2020; Xavier, 2020), o presente projeto justifica-se como um caminho de combate à desinformação e de investimento no acesso à informações qualificadas. Para tanto, investe-se na educação midiática (BAUER, 2011; SOARES, 2014) de alunos e professores de Educação Básica, buscando que esses atores da sociedade saibam como identificar as informações falsas e as bases confiáveis para a consulta dessas informações, com destaque para as iniciativas brasileiras de de fact-checking (Ferracioli, 2020; Seibt, Fonseca, 2019; Barbosa, Moraes, 2018). Também se investe no reconhecimento de recursos disponíveis para denunciar conteúdo desinformativo e perfis falsos em mídias sociais, o que se destaca como uma estratégia para que os participantes do projeto atuem no combate à disseminação de conteúdos com informações falsas, diminuindo o engajamento nessas publicações. Pesquisas apontam para a vulnerabilidade dos internautas à desinformação, principalmente nos casos de conteúdos de baixa qualidade sem checagem prévia (Avram et al, 2020; Brontein et al, 2018). Existe uma predisposição das pessoas para compartilharem informações que confirmem suas crenças e que apresentam um número significativo de engajamento nas redes sociais. Nessa conjuntura, entende-se que o investimento em ações de educação midiática pode contribuir para que adolescentes e jovens saibam como selecionar e compartilhar materiais com informações consistentes, superando essa vulnerabilidade à desinformação e resgatando a credibilidade e a volta da confiança no jornalismo como um aliado para superar o cenário atual de desinformação. Esse processo de instrumentalização dos participantes do projeto contribui-se para uma comunicação cidadã na Internet (Peruzzo, 2020), principalmente no combate às informações falsas relacionadas à pandemia.

Metodologia

O projeto será desenvolvido em parceria com a Coordenação Pedagógica da 5ªCRE - Pelotas da Secretaria de Educação/RS, o que envolve reuniões com as integrantes desse setor para planejar a intervenção nas escolas e o envolvimento dos professores. A partir disso, serão selecionados seis professores referência de seis escolas diferentes, os quais participarão da implementação do projeto e acompanharão as atividades realizadas na sua escola com os alunos participantes. Serão realizadas atividades de educação midiática e de combate à desinformação nessas seis escolas, em meses diferentes, o que poderá ocorrer através de cursos de curta duração extracurriculares ou integradas às atividades da disciplina do professor participante, isso será definido com os professores referência e poderá variar de acordo com as preferências das escolas. As atividades serão realizadas de maneira remota, com base no perfil @veri.fato do Instagram e no sistema utilizado pelas escolas estaduais, o que inclui acesso ao conteúdo e envio de três atividades concernentes à participação no curso. A equipe do projeto fica responsável por pesquisar e selecionar material com informações desinformativas para serem utilizados nos conteúdos e nas atividades ofertadas para os alunos. Visando contemplar o objetivo proposto, o projeto está organizado com as seguintes etapas:
1 – abril/2021 até dezembro/2022: pesquisa sobre material desinformativo, produção e avaliação contínua do conteúdo do curso ofertado aos alunos de ensino médio.
2 – abril/2021 – reuniões com a Coordenação Pedagógica da 5ªCRE - Pelotas da Secretaria de Educação/RS e com os professores referência para definir as estratégias de implementação do projeto nas escolas e de realização do curso de educação midiática e combate à desinformação.
3 - maio/2021 - registro no Cobalto das ações referentes aos cursos que serão realizados nas seis escolas selecionadas com base na definição das estratégias e das instituições participantes.
4 – maio/2021 – implementação e avaliação do projeto na Escola 1 em parceria com o professor referência da escola. Oferta do curso para 20 alunos de Ensino Médio matriculados na escola.
5 – junho/2021 – implementação e avaliação do projeto na Escola 2 em parceria com o professor referência da escola. Oferta do curso para 20 alunos de Ensino Médio matriculados na escola.
6 – agosto/2021 – implementação e avaliação do projeto na Escola 3 em parceria com o professor referência da escola. Oferta do curso para 20 alunos de Ensino Médio matriculados na escola.
7 - setembro/2021 – implementação e avaliação do projeto na Escola 4 em parceria com o professor referência da escola. Oferta do curso para 20 alunos de Ensino Médio matriculados na escola.
8 - outubro/2021 – implementação e avaliação do projeto na Escola 5 em parceria com o professor referência da escola. Oferta do curso para 20 alunos de Ensino Médio matriculados na escola.
9 - novembro/2021 – implementação e avaliação do projeto na Escola 6 em parceria com o professor referência da escola. Oferta do curso para 20 alunos de Ensino Médio matriculados na escola.
10 – dezembro/2021 até março/2022 – avaliação dos resultados do projeto e nas seis escolas junto com a Coordenação Pedagógica da 5ªCRE – Pelotas e com os professores referência que participaram do projeto. Avaliação da possibilidade de ampliar o projeto alunos dos Anos Finais do Ensino Fundamental. Delimitação de novas estratégias para implementação dos cursos nas escolas.
11 – abril/2022 – planejamento do segundo ano do projeto com a Coordenação Pedagógica da 5ªCRE – Pelotas e seleção de novos professores referência e novas escolas para a implementação do VeriFato em novas escolas.

Indicadores, Metas e Resultados

Ao final do projeto, espera-se ter realizado a formação sobre estratégias de combate à desinformação de: doze professores de Educação Básica de escolas públicas de Pelotas e 180 alunos de Educação Básica de escolas públicas de pelotas. No final da formação, os participantes do projeto estarão aptos à: 1) refletir sobre o cenário de desinformação atual e a produção de fake News, principalmente no que se refere à atual pandemia; 2) identificar iniciativas de fact-checking atuantes no cenário nacional (Aos Fatos, Agência Lupa, Fato ou Fake e projeto Comprova); 3) seguir iniciativas de fact-checking em suas redes sociais; 4) explorar as especificidades e possibilidades das plataformas que disponibilizam o recurso de pesquisa reversa por imagem; 5) trabalhar a ferramenta de análise de texto Fake Check, que foi desenvolvida pelo Instituto de ciências matemáticas e da computação da universidade de São Paulo (ICMC-USP); 6) realizar os procedimentos de denúncia de publicações desinformativas em mídias sociais (Facebook, Instagram, Twitter e Youtube).

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALINE VOHLBRECHT SOUZA
ANA PAULA VALERÃO DE VASCONCELLOS KOSCHIER
BIBIANE QUADRO DE ALBUQUERQUE
BRUNO STRAPAZON FIGUEIREDO
FÁTIMA MARLI TAUIL NDIAYE BERNARDO
GABRIELA SANTOS PEREIRA
GISELE MORAES DIAS
IGOR TEIXEIRA DA COSTA SALGUEIRO
ISABELLI DA SILVA VIEIRA MARQUES
JULIA PINTO GONCALVES
MARISA VIEIRA DE CAMPOS
MARISMAR CHAVES DA SILVA
MARISMAR CHAVES DA SILVA JORGE
RAISSA KEGLES TORRES
SILVIA PORTO MEIRELLES LEITE3

Página gerada em 02/07/2022 01:18:37 (consulta levou 0.381698s)