Nome do Projeto
Nematoides em culturas do Sul do Brasil: Levantamento, Epidemiologia e Estimativa de Danos
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
02/04/2021 - 31/08/2023
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Resumo
A ocorrência de fitonematoides tem causado danos significativos em diversas culturas recentemente. Desse modo, o conhecimento acerca de aspectos epidemiológicos e de informações que maximizam a eficiência de ferramentas (culturais, genéticas, químicas e biológicas) tornam-se imprescindíveis nos dias atuais. Em face disto, neste presente estudo objetivar-se-ão: (i) Levantar a ocorrência de espécies de fitonematoides nas mais diversas culturas de importância econômica do Sul do Brasil, tais como fruteiras de clima temperado (maçã, morangueiro, mirtilo, oliveira), cereais (trigo, cevada), forrageiras, ornamentais e oleaginosas, entre outras; (ii) Caracterizar a epidemiologia de nematoses usando principalmente modelos lineares generalizados com efeitos mistos (GLMMs); (iii) Estimar os limiares de danos em diversas culturas; (iii) Avaliar diferentes estratégias de manejo de fitonematoides em culturas do sul do Brasil visando manejo dos principais fitonematoides.

Objetivo Geral

Caracterizar aspectos epidemiológicos que explicam a incidência e distribuição das nematoses mais frequentes no Sul do Brasil e prover subsídios para maximização de ferramentas (genética, químicos e biológicos) de modo a tornar o manejo mais eficiente das principais espécies de fitonematoides.

Justificativa

A ocorrência de doenças é, sem dúvidas, um dos principais fatores limitantes de produtividade nas mais diversas espécies cultivadas nos estados do Sul do Brasil. Preocupantemente, estudos acerca da ocorrência de nematoides fitoparasitas, patógenos sabidamente daninhos a diversas espécies em todo o mundo, não tem sido objeto de pesquisas em várias espécies cultivadas nos estados do Sul do Brasil, mesmo em patologias de causas desconhecidas, vulgarmente chamadas de “cansaço do solo”. O sucesso no cultivo no futuro certamente prescinde de maiores informações acerca de patógenos do solo, tais como nematoides. Afinal, a profilaxia, no sentido evitar a o crescimento de níveis alarmantes a partir do monitoramento da dinâmica populacional de espécies daninhas, ainda é indubitavelmente a principal medida de controle de doenças infecciosas.

Metodologia

As amostras serão coletadas em lavouras (fruteiras, forrageiras, cereais, ornamentais e oleaginosas) distribuídas em municípios das principais regiões do Sul do Brasil. Serão coletadas amostras compostas (solo e raízes) em municípios distribuídos em diferentes regiões geográficas do Sul do Brasil.
As coletas serão efetuadas consoante procedimentos padrões, percorrendo-se cada área em zigue-zague, eliminando-se plantas infestantes na região de coleta e, com auxílio de enxadão, coletando-se sub-amostras (solo e raízes), em profundidade de 0 a 20 cm. Sete a 10 sub-amostras por área serão coletadas para formar uma amostra composta. Posteriormente, as amostras serão acondicionadas em sacos plásticos, devidamente etiquetados com dados referentes (histórico) da área, e, por fim, levadas ao laboratório (Machado et al., 2010) de Nematologia da Universidade Federal de Pelotas (Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel).
Após fixação dos exemplares, lâminas serão montadas para a posterior identificação. A delimitação específica será baseada a priori na integração entre métodos morfológicos, bioquímicos e moleculares (análise de sequências e tree-based methods) (SITES; MARSHALL, 2004).
Todas as análises e representações gráficas serão realizadas com auxílio de R version 3.5.1 (R Development Core Team 2018 ). Em relação aos estudos epidemiológicos, a partir das variáveis supramencionadas, será selecionado o melhor modelo matemático, utilizando pacote glm para Modelos Lineares Generalizados com Efeitos Mistos (GLMMs) e com distribuição de Poisson para os erros.

Indicadores, Metas e Resultados

Obter levantamento de fitonematoides em diversas espécies cultivadas do Sul do Brasil;

Estudar as relações de variáveis ambientais na distribuição de fitonematoides.

Avaliar diferentes estratégias de manejo para diferentes culturas de importância econômica;

Estimar o efeito dos produtos fitossanitários sob diferentes condições edáficas (diferentes níveis populacionais; diferentes composições de espécies fitoparasitas; diferentes tipos de solo e diferentes níveis de matéria orgânica) e climáticas (precipitação e temperatura);

Estimar limiar de dano econômico para os principais patossistemas.

Participação em eventos e publicações em periódicos especializados.

Formação de recursos humanos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CESAR BAUER GOMES
DANIELLE DE LIMA RODRIGUES
Eduarda Kalena Kirsch de Ramos
JERONIMO VIEIRA DE ARAUJO FILHO3
Kellyn Joselyn Andino Lopez
LEANDRO JOSE DALLAGNOL2
MATHEUS MARTINS PEREIRA
MAYARA RODRIGUES DE SOUZA
PAULO CESAR PAZDIORA

Página gerada em 28/06/2022 15:49:19 (consulta levou 0.083037s)